Data propósito

2 40 DÍAS CON PROPÓSITO RICK WARREN UNA Vida CON PROPÓSITO IMPARTIDO POR RICK WARREN 3. 3 SESIÓN UNO: ¿PARA QUÉ ESTOY AQUÍ EN LA TIERRA? Si deseas saber para qué te pusieron sobre este planeta, debes empezar con Dios. Naciste por su voluntad y para su propósito. Welcome to the specialization course Business Intelligence and Data Warehousing. This course will be completed on six weeks, it will be supported with videos and various documents that will allow you to learn in a very simple way how to identify, design and develop analytical information systems, such as Business Intelligence with a descriptive analysis on data warehouses. EQUIPO DE ALTO RENDIMIENTO (Miembros que conocen su propósito (propósito…: EQUIPO DE ALTO RENDIMIENTO In Latin, data is the plural of datum and, historically and in specialized scientific fields , it is also treated as a plural in English, taking a plural verb, as in the data were collected and ... Big data is a term applied to data sets whose size or type is beyond the ability of traditional relational databases to capture, manage and process the data with low latency. Big data has one or more of the following characteristics: high volume, high velocity or high variety. Artificial intelligence (AI), mobile, social and the Internet of ... Several states require companies to provide anti-harassment training to all of their employees. Even outside of these requirements, providing anti-harassment training can assist in reducing inappropriate workplace situations. The objective of this training is to help employers change or modify workplace behaviors that create or contribute to workplace harassment and discrimination under ... Data con Proposito va a trabajar con ONG ‘Asociacion Creativa’! Estamos encantados de anunciar que nuestra iniciativa de voluntariado ‘Data con Proposito’ va ... data.org is a platform for partnerships to build the field of data science for social impact.We envision a world that uses the power of data science to tackle society’s greatest challenges. We work with organizations from all over the world to increase the use of data science in order to improve the lives of millions of people. Merchandising. Shelving services (planogram-based shelving of products in the stores). Realisation of planogram-based changes in the stores (product relocation on the shelf). Empower Data es una empresa mexicana que tiene el propósito de transformar digitalmente procesos y casos de negocio a través de plataformas, productos y servicios desarrollados en tecnologías ...

[DÚVIDA] - Pessoal, tenho um app quase pronto (90%) de cunho educacional usando gameficação. Como faço para arrumar investimento pro projeto?

2020.09.01 19:22 vampeta_de_gelo [DÚVIDA] - Pessoal, tenho um app quase pronto (90%) de cunho educacional usando gameficação. Como faço para arrumar investimento pro projeto?

Olá pessoal do sub, não sou daqui então desculpe se estou "fora do formato" de post

Vamos lá, sou programador e tenho/tinha uma outsource de desenvolvimento web/app para o público europeu (Alemanha/Italia). Porém, com a questão do covid-19 meu negócio ficou parado e já sinalizava lá em fevereiro quando meus clientes da Lombardia (possuo VAT Number para emitir notas na UE) pararam com as demandas, que tempos de vacas magras viriam...

Sentei com meu sócio e bolamos um plano de negócios novo, que consistia em criar um app para escolas, alunos, professores e pais em função do isolamento e da necessidade do aprendizado remoto, sua rotina e complexidades técnicas.
Chegamos nesse formato depois de inúmeros brainstorms que iam de totem de medição de temperatura inteligente até gateways de pagamento integrado de serviço nichado (clube de vantagens).
Hoje temos um web/app/sistema que:

  1. Tem um acervo de livros e cartilhas de domínio público do ensino fundamental, além de, disponibilizar essa ferramenta de upload/edição de conteúdo;
  2. Com acesso a esse acervo um professor pode montar uma aula que consiste em selecionar trechos/atividades dessa biblioteca e colocar um título e uma data.
  3. Com uma aula montada, o aluno então pode consumi-la através de um game que segue uma estética RPG, ou, via o próprio sistema web/app, fora do game;

Esse é o roadmap básico do produto, temos funcionando vídeo chamada num formatinho parecido com o Discord, um web/app para os país/responsáveis está em construção, a escola (caso contrate) tem um acesso exclusivo com regras segmentadas como: Secretaria, Diretoria, Pedagogia e Administradora de Conteúdo do Acervo, o professor pode modificar o conteúdo do acervo e compartilhar uma aula criada por ele, o acervo tem itens modularizados como: Vídeo, Imagens, Textos, Perguntas, Respostas com inteligência artificial (para cálculos e/ou múltipla alternativas), YouTube e etc... O jogo tem uma gamificação semanal, impedindo super players e dando espaço infinito para criação de history telling, estamos bolando uma área de interatividade administrada pelo corpo docente num formato misturado entre fórum e rede social, mas com uma quebra de paradigma na interface desse último. Temos muitas dashboards, relatórios, sessões, funções ou áreas do sistema que ficaria verboso elencar aqui, além de poder causar confusão no propósito principal que é o professor e o aluno de maneira muito simples acessam infos e compartilham dados.

Vale lembrar que nosso produto já tem site, toda a parte de branding, planilhas de custos e projeções, uma documentação rigorosa do desenvolvimento do projeto usando as mais atuais ferramentas do mercado e uma stack bem moderna.
Enfim, agora estamos numa sinuca simples de entender: precisamos de grana pra continuar hahahahaha por isso estou aqui, vocês conhecem grupos de investidores pra esse tipo de negócio? Meu sócio por ser da parte de marketing, planejamento e estratégia não gosta muito desse cenário onde eu, o nerd, tomo essa frente, mas ou começo a me movimentar ou terei que voltar "a trampar pra alguém"
Muito obrigado desde já!
submitted by vampeta_de_gelo to investimentos [link] [comments]


2020.08.30 15:46 Luckman28 Decepcionado: Várias decepções com ela como namorada e agora mais uma com ela sendo Ex

Conheci uma mulher cerca de 4 anos atrás e no momento em que a conheci percebi que queria algo sério... Além de ser gentil, bem humorada e muito bonita, ela fazia eu me sentir bem e querer tê-la por perto, porém mal sabia eu que eu estaria entrando em um namoro onde eu seria a pessoa que sofreria de um relacionamento abusivo sem nem perceber que era abusivo e agora após me libertar disso, a pessoa continua a me decepcionar.
[Resumo (quem quiser ver as decepções é só pular o textão)] Ficamos juntos durante quase 3 anos, iniciando namoro 1 mês após termos nos conhecido (maio/2016 até dezembro/2019)... Na época que eu a conheci fiquei cego, deixando de lado relacionamentos com amigos de longa data, cortando laços com as pessoas que eu estava ficando e inclusive me afastando de minha própria familia... Tenho 28 anos, não me considero feio, sou formado, pós graduado, fluente em inglês, tenho carro sedam do ano, apartamento, sou músico com formação, acho que sou esteticamente bonito, trabalho em uma startup tendo um cargo de confiança e um salário bem acima da média... porém eu não ligo para nada disso, apesar de ser algo para me gabar, poucas pessoas sabem dessas coisas que alguns consideram qualidades, e não, não sou filho de papai, sou da periferia e batalhei muito para chegar onde estou, enfim.
Durante o início do namoro tudo eram rosas, até que as primeiras brigas e discussões começaram a acontecer e eu vi quem realmente ela era... Resumindo bastante o que rolou: já fui agredido, ela era extremamente ciumenta, tinha que vê-la todo dia da semana, recebia xingamentos, ela dizia coisas para me ferir de propósito, extremamente criticista, mentirosa e manipuladora... Eu praticamente virei um capacho dela. Ela não possui muitas condições financeiras e eu por ja ter conquistado uma certa estabilidade a ajudei e de diversas formas: de meia, eletrodomésticos, pagar faculdade e dar celular até viagens internacionais (sem cobrar 1 centavo dela), podem imaginar quaisquer outros mimos, dentro desses parâmetros... E não fiz para contar ao mundo, fiz porque a amava e queria que ela tivesse o maior conforto do planeta e ficasse feliz.
[decepções] Durante o namoro as decepções que acumularam giram em torno de ela ter mentido várias vezes, descobri através de um amigo que ela mantinha contato e enviava mensagens e fotos a ex namorados (um dos motivos que levaram ao término), descobri também que aparentemente só eu amava nesse relacionamento, que o motivo de ela estar comigo era puro interesse e porque para ela o namoro era cômodo.
Agora nessa pandemia ela voltou a ter contato comigo, me mandando mensagens constantes dizendo que queria voltar, aparentando ter mudado, pedindo desculpas e tudo mais, porém ontem eu descobri que ela está namorando há um bom tempo e mesmo assim ela tem agido com o atual dela da mesma forma que agiu durante o nosso namoro... Simplesmente perdi meu chão em saber que ela estando já com alguém ela tem me enviado mensagens querendo voltar, além de ter me pedido dinheiro emprestado (não emprestei), pedindo conselhos e me chamando para sair!!! O pior de tudo isso é que ela não me falou que está namorando com alguém ou seja estava querendo me usar, está usando outra pessoa e ninguém estava sabendo de nada!!!! (Agora eu estou, o cara lá eu não sei)
É triste saber que alguém dessa forma existe e mais triste ainda é por eu ter me envolvido com alguém assim.
submitted by Luckman28 to desabafos [link] [comments]


2020.08.09 18:45 tonykee Odeio frases de feliz dia dos pais

Acho tão vazio, tão falso, tão sem sentido. Começo a desgostar daquelas pessoas que dizem feliz dia dos pais no grupo de whatsapp do curso, no grupo do condomínio, da família, nos stories do instagram.
Diga feliz dia dos pais para o seu pai, dê um telefonema, não diga feliz dia dos pais para todos os pais do grupo. Não precisa mostrar pra todo o universo que vc lembrou que é dia dos pais... Que ódio.
Sou só eu??? Também odeio receber parabéns de pessoas com quem eu nunca converso, de repente aparecem 300 pessoas que viram minha data de aniversário e me mandam um texto rápido. Faz uns anos que parei de cadastrar minha data de nascimento as redes somente para evitar este tipo de coisa.
Desculpa o propósito banal deste poste e a perda de tempo que você teve agora.
submitted by tonykee to brasilivre [link] [comments]


2020.08.05 22:43 cassiodpg Como funciona a recontratação de funcionários em menos de 90 dias por causa da pandemia?

Como funciona a recontratação de funcionários em menos de 90 dias por causa da pandemia?

Contabilidade em São Paulo ContReal
Recontratação de funcionários em menos de 90 dias

O governo publicou Portaria nº 15.655, de 14 de julho de 2020, que disciplina hipótese de recontratação nos casos de rescisão sem justa causa durante o estado de calamidade pública.

O governo publicou Portaria nº 15.655, de 14 de julho de 2020, que disciplina hipótese de recontratação nos casos de rescisão sem justa causa durante o estado de calamidade pública – Decreto Legislativo nº 6, de 20 de março de 2020.
Trata-se de portaria que como objetivo precípuo orientar a fiscalização do trabalho e afastar a presunção de fraude para as empresas se valem desta portaria e que se encontram em dificuldades financeiras, por conta da pandemia – COVID-19.
Inicialmente se dirige a mencionada portaria à fiscalização do trabalho e às empresas, uma vez que a Portaria nº 384 de 1992, do então Ministério do Trabalho, tinha como objetivo coibir a prática de dispensas fictícias (acordos), seguidas de recontratação ou permanência do empregado em serviço, com o propósito de facilitar o levantamento dos depósitos da conta vinculada do trabalhador.
A Portaria nº 16.655 vem para inverter a premissa da Portaria nº 384, qual seja, de presunção de fraude na demissão de trabalhadores e recontratados no intervalo de 90 dias, para aquelas empresas que se encontram em dificuldade econômica por conta da pandemia – COVID-19.
Para que as empresas possam, nesse período, recontratar trabalhadores previamente qualificados, que perderam seus empregos por conta da forte crise econômica que se abateu sobre estes empreendimentos, a Portaria nº 15.655 presume a boa-fé do empregador, que pode reaproveitar esta mão de obra – readmissão, no prazo de 90 dias, sem que com isso incorra em fraude ao FGTS.
Nesse sentido, a fiscalização do trabalho não pode multar as empresas que assim agirem, no período de pandemia, já que não há a presunção da fraude para este tipo de demissão e recontratação.
Art. 1º Durante o estado de calamidade pública de que trata o Decreto Legislativo nº 6, de 20 de março de 2020, não se presumirá fraudulenta a rescisão de contrato de trabalho sem justa causa seguida de recontratação dentro dos noventa dias subsequentes à data em que formalmente a rescisão se operou, desde que mantidos os mesmos termos do contrato rescindido.
Cumpre esclarecer que a recontratação deste trabalhador, nos moldes da consignada portaria, pode ocorrer desde que mantendo as mesmas condições de trabalho deste trabalhador, antes da sua demissão.
Já o parágrafo único da referida portaria dispõe que:
A recontratação de que trata o caput poderá se dar em termos diversos do contrato rescindido quando houver previsão nesse sentido em instrumento decorrente de negociação coletiva.
Os instrumentos coletivos de trabalho podem prever recontratação do trabalhador demitido no prazo de 90 dias, conforme indica a portaria, inclusive com salário inferior ao que tinha na época da sua demissão, desde que previsto em convenção ou acordo coletivo de trabalho.
A FECOMERCIO SP entende que a portaria é bem-vinda, pois as empresas poderão contar com mão de obra que conhece suas estruturas, e, neste momento difícil, não terão mais gastos com qualificações. Os empregados, por sua vez, não ficarão muito tempo desempregados. Portanto, a medida é benéfica para ambos os lados.
Fonte: Contábeis
Conheça a ContReal
A SERVIÇOS CONTÁBEIS REAL, atualmente a Rua Engenheiro Prudente, nº 465, Vila Monumento – São Paulo, nasceu em 1978, através da união dos Sr. LUIZ FERNANDO ALVES DE LIMA, e Sr. CARLOS MARIJAS, já colegas de trabalho no ramo de Contabilidade em São Paulo, com o intuito empreendedor de constituir uma empresa de SERVIÇOS CONTABEIS, diferente das existentes até então, mais ágil, profissional e comprometida com os interesses de nossos clientes. E foi assim ao longo dos mais de 40 anos que imbuídos desta filosofia, aliada a constante busca pela atualização e melhorias dos serviços através da tecnologia e inovação chegamos onde estamos.
Site: https://contreal.com.bcomo-funciona-a-recontratacao-de-funcionarios-em-menos-de-90-dias-por-causa-da-pandemia-2/
submitted by cassiodpg to u/cassiodpg [link] [comments]


2020.08.02 05:16 maticl Significado, comunidad y satisfacción en la nueva vida secular pos-industrial capitalista

Prólogo:
En el pasado, el mundo espiritual provenía de la religión, y esta parte de la religión principalmente satisfacía la necesidad de significado. En el mundo laico supuestamente no hay espiritualidad al no haber religión, y al significado se le podría llamar tan sólo eso: significado. No obstante, en el texto utilizo un término que Marx utilizó: "el mundo humano"*1, uno que no definió con exactitud, pero que para el propósito del texto engloba todo elemento que nos entrega significado pero que no es religioso: una comunidad, una familia, un país, amistades, valores, etc. Lo menciono pues uso mucho este término en el texto y al haberlo usado sólo Marx y sin darle definición exacta, seguro habría confusión. Es mejor que hablar escuetamente de "significado", pues con este término podemos englobar todas las fuentes de significado posibles en el mundo laico. Comienza:
Pasamos de la religión monoteísta, de ser "controlados" por un Dios al cual servíamos y obedecíamos que nos entregaba una comunidad, un paraíso y unos valores, a en nosotros los jóvenes un mundo laico donde en teoría finalmente somos libres del dogma y podemos obtener una verdadera felicidad, pero en la práctica parece que ahora sí que sí somos plenamente controlados... por las drogas y unas pantallas de alta tecnología que nos entregan una satisfacción momentánea pero inmediata. Por una parte de nuestra naturaleza, generamos una dependencia a ellas, pero una parte mayor de nuestra naturaleza sufre con esto. Ciertamente no estamos hechos para nada en específico más que sobrevivir, y estamos sobreviviendo muy bien, pero respecto a nuestra felicidad/satisfacción en esta sociedad pos-industrial, las cosas están peor de lo que deberían. Somos sedentarios, con fácil acceso a la comida y una infinidad de otros placeres inmediatos, muchas veces gastando enormes cantidades de tiempo en los loops de satisfacción sin esfuerzo de las redes sociales y la supuesta validación que estas nos entregan en forma de likes y seguidores, valorando el mundo material por sobre el humano. En consecuencia tenemos una buena dosis de placer instántaneo, a costa del potenciales mayores satisfacciones en la vida: ¿qué nos dará más felicidad/significado/satisfacción, ver 70 horas de series en Netflix o, con ese tiempo, intentar crear un nuevo hábito de ejercicio? Y así con todo. Es un entretenimiento tecnológico que apela éxitosamente a hacer el menor esfuerzo lo que en teoría es más satisfactorio, pero que en la práctica acaba entregando una satisfacción menor, en seguramente la mayoría de casos.
"Ya basta de música extranjerizante, o de música que no nos ayuda a vivir, que no nos dice nada, que nos entretiene un momento y nos deja tan huecos como siempre"
Víctor Jara*2
Podemos tener un mundo espiritual laico*3: una comunidad, un país, una familia, un grupo de amigos, un amor al estudio/trabajo, cosas que nos entreguen significado y seguridad, pero pasamos a literalmente pensar en drogas, sexo, y mirar una serie de pantallas que nos llenan de satisfacción inmediata no obstante dejándonos vacíos en espiritualidad. No es sólo la satisfacción inmediata, sino que la falta de comunidad y gente, que se reemplaza con drogas*4, tecnología y bienes materiales. ¿Satisfacen nuestra naturaleza? Sin duda, pero, ¿satisface nuestra naturaleza más el tener más y mejores amigos, y una comunidad? Tras ver los datos al respecto... sin duda.
Un gran ejemplo estadístico de esto es que en EEUU los blancos que tienen mucha mayor riqueza que los otros grupos étnicos relevantes, pero tienen una tasa de suicidio 3 veces mayor que casi todos los otros grupos. No puede haber otro motivo que sus valores son más individualistas y todo lo que ello conlleva, lo que supone que el mayor significado y comunidad (espiritualidad, mundo humano) en la vida de los latinos y negros es superior a los mayores recursos materiales de los blancos; concluyo que esto es así en cada situación, pues la naturaleza humana no se basa en esta satisfacción instantánea sino en las relaciones con otras personas.
Otro gran ejemplo prueba del cambio de valores —en este caso de diferencia de valores— es la cada vez más baja natalidad, producto directo en gran medida no sólo por los métodos anticonceptivos, sino que como han mencionado diversos textos por una diferencia de valores: al valorarse más entre los laicos nuestra vida "terrenal" y con ello todo goce que podamos obtener en ella, los hijos se ponen en medio del camino del placer al tener que educarlos y gastar nuestro tiempo y dinero en ellos. Hay datos de parejas en Israel por ejemplo, donde los judíos seculares tienen tan sólo 2 hijos y los religiosos 7 en promedio.
También esto tiene que ver con el capitalismo. Si otro sistema hubiere prevalecido en la historia, la valoración del mundo material no hubiese jamás llegado tan lejos.
No estamos hechos para estar plenamente satisfechos, pero hay diversos estilos de vida, y con los estilos de vida correctos podemos obtener la ambiguamente definida felicidad, aquello que nos deja satisfechos. Me atrevo a decir que la mayoría de los jóvenes podemos sin duda obtener nuestra propia satisfacción en este sistema actual, pero se nos hace más difícil de obtener cuando las ideas predominantes carecen de un significado o narrativa mayor; ello distorsiona el proceso. Puede decirse que todo se reduce a decisiones personales, pero no es tan simple y si lo fuera, ¿por qué deberíamos dejar que ideas mejores a las actuales estén tan sólo en manos de unos pocos que sólo por chance puedan descubrirlas? Además de que algunas de estas ideas, como la de tener una comunidad, requieren de antemano que haya muchas personas creyendo en ellas.
¿Es necesario darle más significado y comunidad a la vida secular? ¿Cuánto importa el predominio de la satisfacción instantánea y su sobrevalorización? ¿Qué opinan?
*1 "La desvalorización del mundo humano crece en razón directa de la valorización del mundo de las cosas".
*2 En la media, mi profesor de música nos preguntó cuántos habíamos escuchado a Víctor Jara, Violeta Parra u otro cantautor nacional de la nueva canción chilena. De unos 40 alumnos sólo unos 3 levantamos la mano. Me fijé que pos 18O las visitas a la música chilena, de ese época y la actual, aumentaron enormemente. Quizá sea por algo que podemos concluir de lo que nos dijo Víctor Jara: la música extranjera nos podrá entretener un rato y más que la nacional, pero sólo la nacional nos reafirma nuestra identidad en la comunidad nacional, qué es algo no material sino "humano" o espiritual como vengo diciendo.
*3 Marx hablaba del mundo humano y me suena que se refiere a eso. Me parece un buen término para hablar de una "espiritualidad" laica, de valores que nos entreguen una comunidad y un significado que, personalmente comprendo, superiores a buscar una satisfacción instantánea permanente mediante la tecnología y drogas.
*4 Hay ciertas drogas que nos conectan con un mundo humano/espiritual, pero las predominantes no son aquellas y al tener poca relevancia, uso el término drogas sin más.
submitted by maticl to VivimosEnUnaSociedad [link] [comments]


2020.07.28 15:08 nuke_ur_acc_every6mo Eleições americanas, big brains bigger mouths, R v Dudley and Stephens, uma consulta à comunidade

Um caso famosíssimo paradigmático sobre os limites morais do homicídio é o caso R v Dudley and Stephens -- também conhecido como "lifeboat case".
Essencialmente é uma questão em torno de se é moralmente válida a relação contratual contraída sem vício de vontade que pode exigir como prestação o sacrifício da própria vida.
Se duas pessoas quiserem jogar truco valendo o toba ou roleta russa valendo dez pila, elas podem? Entrando no jogo, podem desistir quando estiverem na iminência de perder?
Esse tópico carrega uma proposta pra moderação: criar um tópico onde a comunidade pode colocar o toba na reta.
Como inicial sugiro "eleição americana a 3 de novembro: quem vence o colégio eleitoral?" e aos que errarem o resultado, o simbólico "homicídio" da rede de opiniões -- um ban permanente de participação daquela conta (handle, tag, username) no sub.
Antecipo questões razoáveis:
  1. Isso não é uma medida autoritária que mancharia a imagem do único sub livre das américas?
Não. Repare que ninguém será OBRIGADO a participar do tópico. É uma decisão que o usuário toma no santuário imperturbável de sua consciência, perfeitamente ciente das consequências.
  1. Essa regra especial não tem o potencial de limitar a participação e interação dos usuários do sub em dividir suas opiniões?
Não. Essa regra teria validade limitada em escopo para o tópico em questão. O tópico, inclusive, não precisa conter nenhuma discussão ou intercâmbio de ideias que podem encontrar guarida tranquilamente em outros tópicos. Esse tópico será destinado àqueles que quiserem manifestar suas "apostas" e estiverem confiantes das suas crenças. Pode, inclusive, estimular uma cultura de responsabilidade e fidelidade para a participação no sub de agora em diante.
  1. Emitir uma opinião errada e ser banido do sub é a definição de censura!
Não. Em primeiro lugar, o ban permanente é restrito à conta do reddit (handle, tag, username, como quiser chamar). Ele não será estendido à pessoa que opera a conta e portanto não será aplicada a regra de evasão de ban a quem tiver a conta banida por esse instrumento e tornar a participar do sub. Pessoas veiculam opiniões e portanto pessoas são passíveis de censura. Usernames são meramente ferramentas. O propósito aqui é educativo, bragging rights, azucrinar, aloprar, como quiser entender. E, reitero, a participação em novas contas é estimulada, afinal, em se realizando o propósito educativo, os participantes retornarão ao sub "mais educados".
  1. Como garantir que a participação no tópico se deu com a propriedade devida para garantir a vinculação ao "contrato"?
A suposição aqui é que se você tá usando reddit você é grandinho pra celebrar seus contratos. É possível estudar junto com a moderação alguma espécie de confirmação: responder ao próprio comentário com o seu username ou outra coisa para garantir que houve reflexão e que a pessoa está postando na conta correta.
  1. Como garantir que edits ou contas deletadas não escapem ao propósito educativo?
A conta deletada por óbvio não participará mais do sub de qualquer forma, de modo que o cumprimento do contrato fica prejudicado. Já quanto a edits, é possível estabelecer regra que permita edits até uma determinada data limite, seja anterior à eleição, seja posterior ao comentário, ambos ou ainda que qualquer edit enseje o ban permanente (no take-backsies policy).
  1. Por que a moderação precisa se envolver nisso afinal? Não podem os usuários celebrarem esses termos e aposta entre si?
A opção de usar a moderação como intermediador cabe de dois pontos principais: i) somente a moderação pode efetivamente banir um username de participação no sub. A promessa de "deixar de participar naquela conta", ainda que entre usuários honestos promova o mesmo resultado, não é o mesmo que banir do sub e limita o potencial educativo do experimento porque limita a publicidade ao usr das ferramentas de auditoria dos modlogs públicos; e ii) para o caso de um usuário desonesto que não intente cumprir o contrato, a medida de ter um intermediador que garanta o cumprimento evita uma situação onde, pelo direito, um usuário poderia doxxar outro, invadir sua residência/equipamentos e deletar a conta.
  1. Essa ideia é estúpida: não ganho nada se acertar e sou banido do sub se perder.
Desperte seu lado adrenaline junkie! Ademais, você ganha o carteiraço pra dizer que é big brain em contraste com os smol brain big mouth. A gente se xinga pra caralho aqui. Coloca seu desafeto love-hate nessa sinuca de vale toba. E finalmente, reciclar as contas é sempre bom. Repara na quantidade de "cancelamento" que acontece por todo o lugar afetando a vida profissional das pessoas -- e que só tende a escalar no Brasil até 2022.
submitted by nuke_ur_acc_every6mo to brasilivre [link] [comments]


2020.07.23 10:24 diplohora Bruno Rezende : meus estudos para o CACD Parte III – A PREPARAÇÃO INTRODUÇÃO pt 6 Quantas horas devo estudar por dia?

Quantas horas devo estudar por dia? Quantos meses/anos são necessários para a aprovação? Acho que todo mundo já deveria saber isso, mas sempre vejo essa pergunta em fóruns na internet. É óbvio que não existe “receita de bolo”. Se alguém falar “estudei duas horas por dia” ou “estudei quinze horas por dia”, isso n~o quer dizer nada. Se você estudar o que n~o deve, pode ficar um ano inteiro com quinze horas ininterruptas diárias de estudos que não adiantará muita coisa. Eu, mesmo, nunca cronometrei e nunca parei para pensar direito sobre quantas horas eu estudava por dia. O que importava, de fato, era ter conseguido render bastante, e isso não se mede em horas de estudo, em páginas lidas, em exercícios feitos ou em livros resumidos. Para quem tem problemas de concentração ou mora com a família, por exemplo, pode ser aconselhável estudar em uma biblioteca ou em uma sala de estudos (de cursinhos preparatórios, por exemplo). Como morava sozinho em Brasília e consigo me concentrar facilmente, estudei em casa mesmo (apesar da maldita reforma do revestimento externo do bloco exatamente em frente à minha sacada, que começou semanas antes da primeira fase e durou até depois do fim do concurso, com barulho de furadeira, com rádio ligado no volume máximo e com pedreiro gritando o dia todo).
Não vou fazer propaganda contra ou a favor de nenhum cursinho. Em vários sites e blogs e nos grupos do Facebook e do Orkut informados acima, há bastante informação sobre dinâmica de cursinho, professores recomendados etc. Falando da utilidade dos cursinhos de maneira geral, é, obviamente, tudo muito relativo. Depende de sua familiaridade com a matéria e de sua facilidade de aprendizado. Muitas vezes, se você estudar sozinho, aprenderá mais e ganhará mais tempo que fazendo cursinho, especialmente para a primeira fase (além de economizar dinheiro, já que os preços dos cursinhos não são, em geral, muito camaradas). Nada como sentar na cadeira e estudar, observando, sempre, alguns pontos mais importantes, como: temas de maior recorrência nos últimos concursos, temas contemplados no Guia de Estudos etc. Cuidado apenas com a segunda fase (para Redação, sugiro que todos façam, sim, curso preparatório).
A gente tende a achar que há algumas coisas que só aprenderemos no cursinho (macetes de prova, orientação teórica que a banca prefere), mas, por incrível que pareça, há alguns professores que, por mais que (às vezes) saibam a matéria, não conhecem bem as provas do concurso. Tive, por exemplo, um professor (bem recomendado por alguns) que falou tanta coisa errada, mas tanta coisa errada, que, quando fui revisar as anotações, acho que perdi mais tempo conferindo tudo e corrigindo todos os erros do que se houvesse apenas estudado sozinho. No fim das contas, desisti das anotações e ignorei-as por completo. Outro professor (também muito bem recomendado por algumas pessoas) dava a matéria muito superficialmente e mostrava desconhecer completamente o concurso, a banca e a própria matéria. No fim das contas, acabei abandonando a matéria no meio. É frustrante, principalmente, porque os cursinhos são, em geral, bastante caros.
Não adianta um professor saber bem a matéria (a propósito, nem todos sabem), é necessário conhecer as provas a fundo. Isso significa não apenas saber todas as questões da primeira e da terceira fases dos últimos concursos ou todos os Guias de Estudos de cor, mas também, especialmente para a segunda e para a terceira fases, experiência tanto com relação às preferências acadêmicas da banca quanto com relaç~o { “jurisprudência” das correções. Esta última habilidade só se adquire vendo muitos espelhos de prova e recursos (deferidos e indeferidos). Como os espelhos de prova não têm vindo com marcações (você recebe apenas a nota nas questões, sem nenhuma marcação ou comentário), acho que, pelo menos, o estudo detido dos Guias de Estudos anteriores já é um passo importante.
Há, sim, alguns professores muito bons que valem cada um dos muitos centavos que você paga pela aula, mas meu alerta é: não se deixe levar por preço (já vi gente fazendo matérias em alguns cursinhos, sem sequer saber se os professores eram bons ou não, apenas porque era mais barato), por aulas experimentais (em um dos casos que eu citei acima, eu achava as primeiras aulas excelentes; só depois fui perceber o tanto de “abobrinha” que ele falava e o tanto de datas, de informações e de argumentos errados que ele passou) ou por fama do cursinho. Procure, sempre, onde quer que seja, informações sobre o professor (e, de preferência, com mais de uma indicação). Não vou falar de quais gostei e de quais não gostei porque acho que este não é o meio adequado para isso, mas, caso você não conheça alguém que já tenha feito algum cursinho, procure em fóruns na internet e nos grupos do Facebook e do Orkut indicados acima, sempre há alguma coisa útil (encontrei várias informações que estava procurando de professores em diversos cursinhos).
Para quem pensa em mudar-se para Brasília, por exemplo, para fazer um curso preparatório, as maiores dúvidas são, frequentemente, relativas ao custo de vida e à relação custo-benefício de morar na capital. O aluguel de imóveis em Brasília não é dos mais baratos (consulte, por exemplo, http://www.wimoveis.com.bdf), o que, somado aos preços um pouco “salgados” de alguns cursos preparatórios, pode implicar altos gastos. Como eu já morava na cidade antes de iniciar a preparação para o CACD, não sei se há alternativas de moradia mais próxima a algum dos cursinhos (são quase todos bem distantes um do outro). Sei que o curso O Diplomata oferece aluguel de apartamentos, mas não sei como funciona direito [informações: (61)3349-0311]. Acho que boa parte das pessoas que optam por mudar-se para Brasília tem diversos objetivos: concentrar-se mais nos estudos (o que pode ser difícil em uma casa com os familiares, por exemplo), ter acesso aos cursos preparatórios, conhecer outras pessoas que estão estudando para o CACD etc. Não foi meu caso, pois já morava em Brasília anteriormente, portanto não posso dizer se acho que, realmente, vale a pena por esses motivos. De todo modo, na comunidade “Coisas da Diplomacia”, no Orkut, j vi diversos comentários a respeito. H, também, o grupo do Facebook “Moradia – IRBr”, voltado para a discussão desses assuntos: http://www.facebook.com/groups/168135273239644/.
Principalmente para aqueles que não conhecem muita gente que também está se preparando para o concurso, o ambiente de cursinho pode ser interessante, para conhecer outras pessoas que estão na mesma situação que você e que podem contribuir com algumas dicas e sugestões úteis para a preparação. De todo modo, se você for daqueles que preferem estudar sozinhos a gastar tempo e dinheiro indo para o cursinho, ótimo! Para a primeira fase, eu diria que o cursinho pode ser, se você tiver boas orientações, disciplina de estudos e/ou boa bagagem de conhecimentos, dispensável.
Quanto à segunda fase, considero quase indispensáveis os cursos de Redação Português. Acho muito difícil alguém conseguir passar na segunda fase, se não houver feito cursinho preparatório. Há, obviamente, alguns casos de que já ouvi falar, mas são a minoria. Não vou falar sobre o já batido tema das idiossincrasias da banca da segunda fase, mas, mesmo quanto a coisas que não são “frescuras” da banca, achei muito bom o tanto de coisas (sobre Português de uma maneira geral) que aprendi no cursinho preparatório para a segunda fase. Desde os anos de colégio, sempre fui cético quanto à eficácia das aulas de Redação, mas devo admitir que valeu a pena: é inegável que a escrita melhora muito (nos padrões requeridos pela banca) com o cursinho. Se é necessário fazer um curso regular, que dura vários meses, ou se basta só o intensivo, às vésperas da segunda fase, depende de cada um. Acho desnecessário dizer que fazer cursinho também não é garantia de nada. Fiz tanto o curso regular quanto o curso intensivo e não me arrependi.
Com relação à terceira fase, também acho o cursinho muito importante. Em primeiro lugar, porque alguns professores realmente levam o trabalho a sério e ficam alucinados, procurando tudo o que os membros da banca têm estudado, escrito etc., e isso rende bons frutos, como alguns professores que acertam algumas questões que serão cobradas nas provas da terceira fase. Em segundo lugar, ainda que alguns professores não acertem muitas questões (o que não é uma tarefa muito fácil), a oportunidade de treinar a resolução de questões é fundamental por dois motivos: aprender a escrever na forma requerida pela banca e conseguir controlar o tempo de resolução das questões. Muitas pessoas têm problemas com o tempo para algumas provas da terceira fase (especialmente, para as provas de História do Brasil, de Geografia e de Política Internacional, que são as mais extensas). Não tive grandes problemas com isso e consegui escrever e revisar todas as questões de todas as provas, mas sei que muitos mal têm tempo de terminar de escrever.
Dito isso, já adianto: para essas três provas, é impossível fazer rascunho. Se você fizer, é muito provável que não conseguirá passar a limpo no tempo estabelecido. Para as provas de Direito e de Economia, não diria que é impossível (o número de linhas é menor, logo há tempo de sobra, pelo menos foi assim comigo), mas também considero desnecessário. No CACD, fiz rascunho apenas das provas de Português, de Inglês, de Francês e de Espanhol (em todas, sobrou algum tempo, mas não muito, após as revisões), pois são provas que eu alterava muito depois da redação inicial, trocava frases, palavras etc. Eu já sabia disso por causa de minha experiência com a resolução de questões no cursinho preparatório para a terceira fase, razão pela qual estive, sempre, atento ao relógio, para não perder tempo. Para todas as demais provas, o que se recomenda é, no máximo, um esquema inicial dos principais tópicos a ser discutidos nas questões, como um “brainstorming”. N~o fiz esse esquema em quase nenhuma questão, porque funciono melhor escrevendo direto, mas reconheço que nem todo mundo consegue fazer isso. Alguns podem preferir, ao menos, um momento de reflexão inicial, para fazer um esquema mental dos tópicos que serão desenvolvidos na questão, mas também não consigo fazer isso. A vida inteira, escrevi sem pensar, e deu certo. Não tive grandes problemas com isso no CACD, mas já alerto que não aconselho isso a todos. Muitos não conseguem manter o raciocínio, se não houver um planejamento a ser seguido, e acabam perdendo- se no meio da questão. Cuidado!
Conhecer os concursos anteriores é fundamental por várias razões. Não apenas para saber o que já foi objeto de cobrança, o que mais se repete, o que está ausente há algum tempo (e pode ser, eventualmente, trazido de volta), mas também para entender a lógica de formulação das questões em função dos contextos internacionais recentes, por exemplo. Isso é mais útil para a prova de Política Internacional, as demais não são tão influenciadas por acontecimentos recentes dessa maneira (Geografia e Economia também podem levantar alguns tópicos mais ou menos em voga, em face do que aconteceu em suas respectivas áreas nos meses anteriores ao concurso, mas não é uma regra tão forte quanto em Política Internacional).
Com relação aos conteúdos a ser estudados, atenção especial aos aniversários (10, 20, 30, 40... anos) dos principais tratados, organizações internacionais, acontecimentos marcantes etc., que costumam ser objetos de questões de Direito e de Política Internacional na primeira fase (na terceira fase, também podem ser cobrados, mas com menos frequência; em 2011, os cinquenta anos da Convenção de Viena sobre Relações Diplomáticas foram lembrados em uma das questões). Visitas presidenciais a países mais importantes e visitas de chefes de Estado de outros países ao Brasil (destaque para EUA, China, Índia, Argentina...) no ano da prova, por exemplo, podem ser indícios de que poderá haver alguma questão nesse sentido. Obviamente, tudo isso não é regra (a pedra mais cantada de 2011, que foram os 20 anos do MERCOSUL, não apareceu em nenhuma questão da terceira fase; de todo modo, as relações com a Argentina, destino da primeira viagem presidencial de Dilma Rousseff, foram tema de questão da prova de Política Internacional).
Para a quarta fase, não há muito mistério. A cobrança de Francês e de Espanhol é bem básica, e conhecimentos de nível intermediário nos dois idiomas podem garantir uma nota razoável. De todo modo, vale observar que, nos últimos concursos, a quarta fase tem tido um peso enorme para a colocação final (especialmente, para as últimas vagas). Dessa maneira, confiar nos aprendizados de última hora de Francês e no Portunhol pode custar-lhe caro. Não recomendo deixar para estudar as duas línguas apenas após a segunda fase (como já vi que muita gente faz). Se você nunca estudou Francês e/ou Espanhol, recomendo começar um pouco antes (professores particulares podem ser mais úteis nesse caso, uma vez que você não precisará de atenção excessiva à conversação e à compreensão auditiva, como ocorre em muitos cursos em grupo). É difícil dizer quantas aulas ou meses são necessários, pois isso, obviamente, depende do rendimento e da facilidade de cada um.
De qualquer maneira, as provas não têm nada de complicado: não é necessário dominar os dois idiomas perfeitamente, as provas são instrumentais (leitura e compreensão de textos). Na prova de Espanhol, tive certo problema com algumas questões pontuais sobre o texto que poderiam ser respondidas em menos de uma linha (há previsão de mínimo de três linhas, máximo de cinco, sem copiar do texto), ou que não estavam, diretamente, no texto. Optei pelo tradicional método da “enrolaç~o”. Adicionei informações que não estavam sendo pedidas, só para conseguir escrever todas as cinco linhas. Em Francês, não tive grandes problemas com isso, a prova estava mais tranquila nesse aspecto. As duas correções foram pesadas, e notas acima de 40/50 foram raridade.
submitted by diplohora to brasilCACD [link] [comments]


2020.05.20 04:59 Neobiblismo La personalidad de los Discípulos de Jesucristo.

30) El conocimiento actitudinal y el desarrollo personal.
El conocimiento actitudinal es básico para lograr el equilibrio personal, por consiguiente un balance social entre las interrelaciones de los diversos sectores sociales. La armonía y estabilidad personal se refleja en la relación social con los demás. Los patrones de comportamiento y conducta tienen un estándar definido por la palabra de Dios, la cual no cambia sino que permanece para siempre, como un modelo o referencia de vida: “Los mandamientos de Jehová son rectos, que alegran el corazón: El precepto de Jehová, puro, que alumbra los ojos. El temor de Jehová, limpio, que permanece para siempre; Los juicios de Jehová son verdad, todos justos” (Salmos 19.8 al 9 – RVR1909). El aprendizaje, enseñanza y práctica de la creencia de las actitudes, normas, principios, valores y virtudes, tiene la preponderancia en el designio de la voluntad de Dios. De esto depende el desarrollo y proceder de cada persona, según el saber del conocimiento de la palabra de Dios. La fuente original o primaria de conocimiento es la que procede directamente de Dios, porque es quien verdaderamente conoce y hace, tanto para formación como información mediante su Hijo Jesucristo: “El cielo y la tierra pasarán, mas mis palabras no pasarán” (Mateo 24.35 – RVR1909). Por esta razón se cumple el sentido de la vida en la existencia del Ser de Dios: “Y respondió Dios á Moisés: YO SOY EL QUE SOY. Y dijo: Así dirás á los hijos de Israel: YO SOY me ha enviado á vosotros” (Éxodo 3.14 – RVR1909).
En relación con el conocimiento actitudinal podemos analizar, comentar y opinar acerca del siguiente pasaje: “Así dijo Jehová: No aprendáis el camino de las gentes, ni de las señales del cielo tengáis temor, aunque las gentes las teman” (Jeremías 10.2 – RVR1909). La actitud principal es prestar atención e interés preeminentemente a las directrices y recomendaciones de Dios. Las gentes trazan sus propios caminos y tienen sus propios temores, guiados y llevados por su propia imaginación, mientras tanto Dios es el poseedor de la validez del argumento, evidencia, disertación y fundamento acertado. El ser humano muchas veces se basa en su propia dialéctica e intuición, máxime por su conciencia de lo apropiado, conveniente y oportuno según su experiencia del pasado. Pero el panorama amplio del conocimiento acerca el presente y el futuro le corresponde solamente a Dios, siendo el ser humano limitado en este aspecto. Dios dice en su palabra: “Si yo cerrare los cielos, que no haya lluvia, y si mandare á la langosta que consuma la tierra, ó si enviare pestilencia á mi pueblo; Si se humillare mi pueblo, sobre los cuales ni nombre es invocado, y oraren, y buscaren mi rostro, y se convirtieren de sus malos caminos; entonces yo oiré desde los cielos, y perdonaré sus pecados, y sanaré su tierra. Ahora estarán abiertos mis ojos, y atentos mis oídos, á la oración en este lugar” (2 Crónicas 7.13 al 15 – RVR1909).
El conocimiento actitudinal es humillarse en la invocación, oración y búsqueda de la presencia de Dios, con la finalidad de la conversión de los malos caminos, con un verdadero arrepentimiento de corrección y resarcimiento, para caminar con fidelidad y lealtad en el camino del Señor. Esto es desaprender el camino de las gentes, es el distanciamiento social de la corrupción, maldad y perversión, para moderadamente vivir con cautela y precaución en consagración, humildad, mansedumbre, paz y santidad, especialmente en este tiempo del fin y de acuerdo con la Edad del Calentamiento Global. La teoría del conocimiento en el Neobiblismo, se compone de tres dimensiones o escalas superpuestas, el conocimiento base o básico es el natural, indispensable para la subsistencia en el ámbito material del mundo o terrenal. El siguiente nivel de conocimiento es para aquellos que trascienden a lo espiritual. El común o la generalidad de la gente es vivir inmersos en lo natural, de manera que trascienden a lo espiritual quienes muestran interés del aprendizaje, participación y práctica de lo espiritual. Este conocimiento espiritual corresponde a una transición para trascender al conocimiento celestial, representado en el conocimiento transmitido por Jesucristo. Aquí interviene el libre albedrío de Jesucristo, que es cuando el ser humano decide determinadamente seguir y ser como Jesucristo, según su ejemplo y modelo de vida.
Las capacidades actitudinales para el desarrollo personal se manifiesta desde el conocimiento natural, se fortalece, refuerza y sensibiliza con el conocimiento espiritual, y finalmente se perfecciona con el conocimiento celestial, tal es el caso de la actitud de Jesucristo ante el mundo y ante la vida cotidiana. Este proceso de conocimiento actitudinal crece y desarrolla durante toda la vida del ser humano, desde la niñez hasta su longevidad, según su capacidad y oportunidad de conciencia en esta materia. Aunque el mayor aprendizaje actitudinal es por la interacción y motivación social, es inevitable cierta predisposición y sesgo biológico, por ejemplo cierta caracterización natural de alegría, amargura o tristeza propia en la persona, o la actitud innata de extraversión e introversión en la personalidad. Sin embargo, aunque cada persona tiene su propio estilo de vida, gustos y preferencias, muchas veces predomina cierta influencia según el grado temperamental de cada uno. En este sentido la ventaja de la actitud de Jesucristo en nuestras vidas, es la asimilación, crecimiento y desarrollo personal, en fusión o unión a la naturaleza temperamental de Jesucristo, con dependencia a los factores afectivos, constitutivos y emocionales, según la esencia y substancia en Cristo. La Biblia dice lo siguiente:
“Gracia y paz os sea multiplicada en el conocimiento de Dios, y de nuestro Señor Jesús. Como todas las cosas que pertenecen á la vida y á la piedad nos sean dadas de su divina potencia, por el conocimiento de aquel que nos ha llamado por su gloria y virtud: Por las cuales nos son dadas preciosas y grandísimas promesas, para que por ellas fueseis hechos participantes de la naturaleza divina, habiendo huído de la corrupción que está en el mundo por concupiscencia. Vosotros también, poniendo toda diligencia por esto mismo, mostrad en vuestra fe virtud, y en la virtud ciencia; en la ciencia templanza, y en la templanza paciencia, y en la paciencia temor de Dios; Y en el temor de Dios, amor fraternal, y en el amor fraternal caridad. Porque si en vosotros hay estas cosas, y abundan, no os dejarán estar ociosos, ni estériles en el conocimiento de nuestro Señor Jesucristo” (2 Pedro 1.2 al 8 – RVR1909).
El desarrollo personal requiere la adaptación y preparación de la humanidad para hacer frente a los nuevos cambios presentados por la globalización y transculturación. Además de las crisis mundiales de toda índole y las anarquías sociales contrarias al agrado y voluntad de Dios. El tiempo de meditación y reflexión en la actualidad es oportuno, para hacer conciencia del rumbo que lleva el ser humano. Una vida eficaz y eficiente en el amor y servicio a Dios, se cumple mediante el conocimiento de nuestro Señor Jesucristo, por lo tanto, es necesaria la claridad y transparencia en la comunicación de la palabra de Dios, en la comunión y el flujo vertical de la comprensión y entendimiento entre lo celestial y el llamado individual a cada persona, tanto en cualquier ambiente o entorno cultural, geográfico y social. Cada individuo tiene sus propias características y cualidades que lo diferencian del resto, así es el resultado de su actitud, carácter y personalidad. El ser humano influencia a otros o es influenciado por sus semejantes, muchas veces trata de impresionar o es muy impresionable. Tal es el caso de la divulgación y proliferación de las costumbres y modas, según las aspiraciones, conveniencias, gustos, intereses y preferencias de cada uno. La idea es que la persona entregue sus capacidades, ego, hábitos personales, motivaciones y temperamento a los pies de Jesucristo como Guía, Maestro y Mentor.
Pero Jesucristo es el ejemplo y modelo de vida para estandarizar los principios, valores y virtudes comunes entre los seres humanos, sin distinción académica, cultural, étnica, geográfica, intelectual, nacional o social. Se dice acerca de la importancia inevitable de la aceptación, comprensión y participación para la insertación del individuo en los grupos sociales, como una necesidad imprescindible de la interacción social y las interrelaciones constantes y permanentes con otros individuos. También según el propio estilo de vida de cada persona, inclusive el status social de vida y las posibilidades económicas, financieras y presupuestales, de educación, subsistencia y trabajo. Por consiguiente todo esto afecta el comportamiento y conducta del ser humano. La vida no consiste en hacer lo que se quiera sin límites o restricción, debido a que nadie es dueño absoluto de lo corporal a manera de un libertinaje, de desenfreno en el comportamiento y la conducta. Esto es lo que ahora se llama los límites funcionales, personales y saludables, que implica el distanciamiento físico, basado en la cortesía mutua y respeto recíproco, siempre en el temor a Dios. Porque es esencial e indispensable, sin excepción, tomar en cuenta a Dios en todas las acciones y actividades del ser humano.
Esto implica la armonía en el trato amable, cordial y gentil con las demás personas, la equidad y justicia en la relación con el prójimo, la oportunidad y hasta privilegio de la posibilidad de colaborar, compartir, comprender, entender y solidarizarse con quienes están a nuestro alrededor, con una actitud optimista y positiva proyectada al bien común, la coherencia y consistencia de ser fiel y del sentimiento de lealtad a los principios, valores y virtudes de Jesucristo. Afianzar el vínculo con Dios a través de la honestidad, honradez y personalidad intachable, la rectitud en el proceder, el reconocimiento de las propias debilidades, defectos y limitaciones para corregir y perfeccionar en el conocimiento de Dios. Mejorar como persona representa el logro de adquirir, conservar y mantener un equilibrio en la psique, en relación con la mente y el pensamiento, en lo actitudinal, emocional y sentimental. Además se manifiesta en nuestro fondo y forma de externar nuestros comentarios y opiniones, según las creencias y expectativas, en este caso la conciencia y el control van de la mano, para un bienestar integral de la persona, por consiguiente de la colectividad, según el aporte en la medida de lo posible de cada individuo.
Hay una memoria genética que controla, perpetúa y protege el equilibrio de la existencia humana, relacionado con lo biológico y psicológico. La memoria genética tiene relación con la memoria energética, que tiene su origen para cada ser humano de manera individual, y data desde el comienzo de la creación del séquito celestial y la rebelión de los ángeles caídos. Esta memoria procede con los ángeles indecisos al obedecer a Dios, que nacen en este mundo y dan propósito a la existencia de la humanidad, ya sea al continuar con la indecisión durante la vida de humano o al tomar una decisión con determinación antes de finalizar su período de vida correspondiente. Esto encausa la intencionalidad, objetivos, orientación, metas, motivaciones y propósito del rumbo de cada persona. Lo que llaman la conciencia moral en la intuición del bien, al apropiar e interiorizar en profundidad los pensamientos con un cambio de actitud, emociones y sentimientos íntimos, adheridos y enlazados fuertemente en el corazón y la mente: “Hijo mío, no te olvides de mi ley; Y tu corazón guarde mis mandamientos: Porque largura de días, y años de vida Y paz te aumentarán. Misericordia y verdad no te desamparen; Atalas á tu cuello, Escríbelas en la tabla de tu corazón” (Proverbios 3.1 al 3 – RVR1909).
El individuo entre más conozca a Dios como Ser Supremo, más consciente será de las razones del propósito de la existencia y el sentido de la vida, tanto en lo decisivo como en lo vital para la preparación de esta vida, en relación con la salvación y vida eterna. Las luchas de poder político y social, el deseo desenfrenado y vehemente por el derroche, despilfarro, enriquecimiento, lucro, lujo, opulencia, usura, vanagloria y vanidad, trae consigo la confusión, desconcierto y desorden del equilibrio de la armonía de convivencia en sociedad. Por otra parte, los abusos, excesos, libertinajes, lujurias y pecado en general, contribuye con el desequilibrio cotidiano de la vida. También la corrupción, injusticia e impunidad de la práctica de la maldad en el mundo, las acciones delictivas y los actos polutivos, debido a la falta generalizada de temor a Dios y de sometimiento a su voluntad divina. El predominio de la ignorancia, indecisión, indiferencia, indignidad, indisciplina e inmadurez, entre otros factores internos que influyen negativamente en la persona, en su armonía y relación con Dios. La sociedad con sentido en Dios Padre, se construye comunitariamente en el aprendizaje de las ideas y sabiduría de Jesucristo, quien fue enviado por el Padre para transmitir la enseñanza y mensaje para una mejor convivencia entre seres humanos.
En el individuo como es un ser integral, se involucra su conciencia, comprensión y entendimiento, pero también su carácter y personalidad. Por esta razón se insiste que la mayor evidencia de comportamiento y conducta congruente con la voluntad de Dios, es la capacidad de la persona de consagrar y santificar sus actitudes, características, cualidades, destrezas, emociones, habilidades y sentimientos, con el compromiso responsablemente al amor, obediencia y servicio a Dios. Que sea a través de Jesucristo el Hijo de Dios, que se conecten los individuos como un todo o una unidad, tanto espiritual y en lo social. El ser humano en su análisis y estudio del comportamiento y la conducta, establece ciertos códigos y normas morales, acerca de las acciones humanas, costumbres y hábitos relacionadas con el bien y el mal. La ética se define y determina con el análisis, meditación y reflexión del establecimiento de normas de la conducta y comportamiento de la persona en sociedad. Según cada época de la historia se agregan nuevos elementos de la forma de ser y pensamiento humano, artísticos, biológicos, deportivos, científicos, comerciales, culturales, ecológicos, económicos, educativos, financieros, intelectuales, laborales, legislativos, políticos, sociales, tecnológicos y teológicos.
Esto implica una normalización conscientemente establecida para el bienestar colectivo, aunque cada individuo tiene sus propias normas por costumbre, cultura y tradición, muchas veces según su propia disciplina, educación, higiene, respeto y responsabilidad personal, fomentada desde su crianza y niñez, transmitida por sus cuidadores, encargados o progenitores. La acción y reacción, causa y efecto, que posibilita el análisis y estudio de la ética y sus consecuencias, su definición y determinación, pretenden establecer ciertos principios, valores y virtudes humanas para una mejor convivencia. Sin embargo, el ingrediente principal, en la conceptualización, normalización y practicidad de lo correcto e incorrecto, de saber diferenciar entre el bien y el mal, es el amor, confianza y temor a Dios en todas las acciones, actividades y actos del ser humano. En este sentido es inválido alegar el desconocimiento en Jesucristo, enviado de Dios Padre, o alegar la ausencia o falta de lectura o incomprensión en su palabra, alegar la ceguera por obstinación, porfía, terquedad o testarudez en contra de la voluntad de Dios. ¿Quiénes son los que encubren u ocultan a Jesucristo ante la sociedad en general? ¿Quiénes se avergüenzan o indignan en glorificar, honrar, mencionar y reconocer a Jesucristo ante la sociedad?
La ética cristiana de ninguna manera es la ética de la religión, sino que son los principios, valores y virtudes de Jesucristo, de manera que no basta con conocerse bien así mismo, sino que es indispensable conocer a Jesucristo, independiente e indiferente de la cultura, sociedad o zona geográfica perteneciente. Jesucristo es el propósito y razón del ser de la humanidad, en un presente apegado a esta vida terrenal, pero consciente de la salvación y vida eterna en lo porvenir, después de esta vida en el mundo y las promesas de la eternidad. Según la comunicación y plan establecido por Dios Padre, este plan requiere un mayor conocimiento de Dios, para entender y comprender eficientemente a plenitud lo concerniente a su finalidad, intención, propósito y proyecto en beneficio del ser humano. En este caso el individuo necesita el mejoramiento personal de saber escuchar, especialmente el sentido fidedigno de la palabra de Dios, sin el orgullo, prepotencia o soberbia, que altera o cambia la esencia original del mensaje de Dios en la comprensión y entendimiento de la persona. Una buena intención y sinceridad es saludable, porque posibilita una sanidad suficiente y congruente con la sana doctrina que es Jesucristo mismo, de manera que se consolide y fusione una iluminación del conocimiento en la persona con la luz del mensaje de Jesucristo.
submitted by Neobiblismo to u/Neobiblismo [link] [comments]


2020.04.27 23:36 DataPrivacyCoalition No olvides de tu sombra

No olvides de tu sombra

https://preview.redd.it/azp9pve5jfv41.jpg?width=900&format=pjpg&auto=webp&s=528428b29b475fe7cf963fea2747de52e619fbc8

Al leer este material, ya ha dejado su huella en la historia. La información sobre su ubicación actual o sistema operativo utilizado se almacena en la matriz de datos global y se puede utilizar tanto para buenos propósitos como para molestos anunciantes o intrusos.
Admitamos de inmediato, hoy en día permanecer completamente "inadvertido" sin dejar huellos digitales es imposible. Haga lo que haga usando su teléfono smart o computadora portátil, sus movimientos se registran constantemente. Además, la fuente de información importante puede ser no solo a priori "dispositivos inteligentes": "estación de Yandex" o "reloj inteligente", sino también, por ejemplo, un refrigerador "inteligente", un rastreador de ejercicios o una tarjeta del metro. El número de sus huellas digitales personales crece con cada día vivido, formando colectivamente tu "sombra digital" - el "retrato" digital de su personalidad. El retrato que se parece bastante al original.
Big data
Su "sombra digital" y sus huellas digitales son la fuente y el componente principal de Big Data, una parte integral de la sociedad de consumo en la era de las tecnologías modernas de TI, las redes sociales y los medios masivos. Big Data es un conjunto de tecnologías para recibir, almacenar y procesar información, tanto estructurada como no estructurada, en primer lugar, esas mismas huellas de información. El uso comercial de Big data comenzó hace unos 10 años y los primeros en dominar el uso de esta tecnología fueron, por supuesto, las compañías tecnológicas: Google, Yandex, Yahoo, y luego Facebook, Ebay, Amazon, Vkontakte, etc. La capacidad de procesar huellas digitales ha permitido a estas empresas alcanzar un nuevo nivel de conciencia sobre las necesidades de los clientes y compradores, a menudo superando incluso las capacidades de los servicios de inteligencia.
Las fuentes de información para Big Data son prácticamente todas las operaciones hechas por un humano en un entorno de información. Entorno de información es navegadores y sistemas de análisis (Google Analytics, Yandex, Métrica), redes sociales, puntos de captura de datos de contacto (sitios, aplicaciones móviles, etc.), datos almacenados en cash, Internet de las cosas (Internet-of-things, o datos compartidos por varios dispositivos inteligentes) y mucho más.
Los Big data son utilizados por las agencias gubernamentales, en investigación y previsión estratégica, por las empresas para construir una estrategia de ventas o campaña publicitaria correcta. Sus huellas digitales y Big data resultantes en la salida proporcionan, por ejemplo, soluciones comerciales como la personalización de ofertas de productos en la red, contenido en sitios o aplicaciones y el boletín informativo por correo electrónico. A medida que se mejoren, estas tecnologías se aplicarán aún más en esferas como la salud, la infraestructura y la seguridad del transporte, la agricultura, etc.
Huella digital
Big data también facilita nuestras vidas en línea y se deshace del tormento de las elecciones de los consumidores y parte del ruido de la información. Sin embargo, nuestra huella digital se usa no solo para construir algoritmos útiles para buenos propósitos. Sus detractores, competidores, intrusos o entidades gubernamentales pueden acceder fácilmente a su "sombra digital". Al tomar posesión de esta información que no está disponible en la recopilación de información habitual, pueden causarle grandes problemas. Una vez en la red mundial, sus fotos, comentarios y correspondencia sin cifrar permanecerán allí para siempre, y las personas interesadas encontrarán cualquier información que necesiten sobre usted: dónde vive, dónde trabaja y cuánto gana, cómo pasa su tiempo libre, dónde le gusta descansar, qué productos compra, qué le gusta beber y comer, qué música escucha, casi cualquier cosa.
Tomemos, por ejemplo, la situación de sus transacciones o pagos con tarjeta bancaria. En primer lugar, muchos bancos regalan el Servicio de SMS a terceros que recopilan datos sobre sus ingresos y montos y artículos de gastos. En segundo lugar, en el curso de las transacciones, el banco recibe de la tienda muchos datos adicionales sobre la operación: fecha, hora, tipo de bienes, etc. Y con estos datos se puede calcular dónde vive, qué tiendas visita, dónde trabaja, dónde viven sus familiares, su horario de trabajo, un mapa de movimientos e incluso si tiene una amante o una enfermedad crónica. Digamos que por la mañana hizo una compra en la tienda de la casa (horario del día, preferencias de compra), llenó el automóvil en el camino al trabajo (mapa de movimientos), realizó transacciones en el trabajo (lugar de trabajo), después del trabajo se entró en la farmacia cerca de la casa para comprar medicamentos y pañales (horario de trabajo, enfermedad, presencia de un niño pequeño). O puede gastar más en compras de lo que ingresa a la tarjeta salarial, lo que indica que tiene ingresos no declarados, etc.
Reconozca que es la información completa. Posteriormente, estos datos a menudo se fugan a los hombros de paja, se transmiten o se venden. Y es bueno si caen en manos de comercializadores y anunciantes, en lugar de agencias de inteligencia, servicio de impuestos o estafadores.
Otro ejemplo es determinar su círculo social en función de las huellas digitales en las redes sociales. Incluso si no especifica, digamos, su escuela o el lugar de trabajo, las personas interesadas aún pueden rastrear sus conexiones sociales a través de una tarjeta de amigos (30% de sus amigos son de la escuela X y 40% trabajan en el banco Y, respectivamente, esta información sugiere dónde estudió y trabaja) y, nuevamente, usar esa información para sus propios fines egoístas.
“Higiene” de la red
¿Es posible escapar de tales escenarios o al menos minimizar su probabilidad? Es posible, pero parcialmente. El principio es simple: cuanto menos deje huellas digitales en línea, y sea menos "interesante" para los forasteros, mayor será su seguridad. Esto es lo que puede hacer para mantener su identidad intacta:
• cuando se registre en redes sociales, sitios web y aplicaciones, use un número de teléfono y una dirección de correo electrónico temporales o creados específicamente para este propósito; • no revele en las fuentes abiertas el correo electrónico que utiliza al registrar cuentas en las redes sociales; • si es posible, cierre sus perfiles y listas de amigos; • limpie la caché de los navegadores; • inhabilite el almacenamiento de cookies (con ellas se puede rastrear el historial de navegación web); • use diferentes navegadores para diferentes tareas (para correo, para compras por Internet, etc.)); • use bloqueadores de anuncios (protege parcialmente contra programas ocultos); • utilice para la correspondencia personal y el intercambio de información mensajeros con cifrado permanente de extremo a extremo en vez de las redes sociales; • utilice servicios de correo electrónico con cifrado seguro; • use un servicio VPN o un navegador con VPN incorporada para conectarse a Internet; • use la red anónima Tor para navegar por la web; • use antivirus (protege no solo contra virus, sino también contra keyloggers, que le permiten obtener" huellas digitales " de contraseñas y correspondencia ingresadas e incluso conectarse a la cámara web); • use efectivo en lugar de tarjetas y minimice las compras en línea.
Todos estos métodos son útiles y reducen la posibilidad de uso no autorizado de sus datos, pero no garantizan el 100% del resultado. La única opción para evitar esto es deshacerse de la computadora y del teléfono y eliminar completamente la interacción con la red mundial. Debe admitir que el camino es radical y está lejos de ser adecuado para todos.
Es mucho más lógico usar las reglas enumeradas de "higiene" de la red, pero no intente deshacerse por completo de su sombra digital, sino crear su imagen positiva y usarla por el bien. La verdad es que una parte importante de los empleadores modernos, instituciones educativas, competidores, o simplemente sus futuros socios en su vida personal, realizan un llamado análisis de reputación antes de tratar con usted. Se examinan sus perfiles sociales, comentarios, sus actividades y se les pide a los empleadores que incluyan enlaces a sus cuentas de redes sociales.
Además, los órganos estatales y los los servicios secretos se han estado moviendo de manera sistemática hacia lo que se puede llamar arbitrariamente un sistema de perfiles sociales: este es un expediente a gran escala para cada ciudadano, creado precisamente a partir de las bases de datos existentes y huellas digitales. Acepte que, en ambos ejemplos, la ausencia total de la sombra digital o su naturaleza negativa no le agregará ventajas.
Por lo tanto, es mejor crear su imagen positiva gradualmente y constantemente en el universo digital. Con cualquier operación en la red, piense en las consecuencias, actúe de forma anónima donde la lógica lo indique, haga hincapié en sus cualidades positivas, vigile su reputación. Corregir su imagen negativa en la red no es fácil, eso significa que crear su imagen positiva en la red, su 'sombra digital' brillante es mejor desde los primeros pasos en la red de información global.
submitted by DataPrivacyCoalition to CoalicionPrivacidad [link] [comments]


2020.03.12 15:44 DizzyWritter Mais um ano, ou menos um ano?

É, hoje eu completo oficialmente 22 anos, e ainda não consigo entender como as pessoas conseguem gostar de fazer aniversário.
Meu aniversário só serve pra trazer mais pensamentos ruins de que eu estou atrasado, que não alcancei nada de importante na minha vida e de que as coisas parecem estar caminhando pra todo mundo menos pra mim. Sim, eu estou terminando a faculdade e fiz alguns cursos ao longo da vida depois que terminei o ensino médio, mas parece que esses diplomas só servem de papel pra origami, pois por mais que eu tente, não consegui estágio, trabalho, nada. Meu aniversário só serve pra lembrar que as três esferas da minha vida estão caindo aos pedaços.
Esfera social: Praticamente inexistente, quase não tenho amigos e dos que tenho, poucos se lembraram que hoje é meu aniversário (já que eu não tenho facebook pra lembrar eles). Estaria eu exagerando em querer que pelo menos meus amigos lembrem da data do meu aniversário sem ser por um lembrete de facebook ou sem eu ter que dizer?
Esfera familiar: Apesar de não ter muito o que reclamar, eu vivo num ambiente extremamente tóxico e sem privacidade, não me sinto um membro da família e sim um empregado (a ponto de fazer a minha meta de vida ser meter o pé pra outro estado e morar sozinho).
Esfera amorosa: inexistente, destruída e jogada de lado até segunda ordem (mas isso eu presumo que vocês saibam, o que eu mais faço é chorar as minhas decepções amorosas nesse grupo, a propósito, obrigado a vocês por isso).
Enfim, é isso, só espero que as coisas se acertem e algum dia eu olhe pra esse post e veja que as coisas melhoraram. Parabéns pra mim.
submitted by DizzyWritter to desabafos [link] [comments]


2020.03.02 20:27 Altruisticcat3 Supressão de prazo para contestação, ampla defesa prejudicada.

Caros colegas,
Meu cliente foi citado em um arbitramento de alugueis. A melhor defesa para ele seria a reconvenção.
O prazo para apresentação da reconvenção é o mesmo da contestação.
Ocorre que, na citação, há a data da audiência de conciliação/instrução/debates/julgamento, dia 04/03/2020, sendo essa a data limite para apresentar contestação.
A juntada do mandado positivo foi em 07/02/2020.
O processo corre sob segredo de justiça (mesmo sendo questão eminentemente patrimonial de maiores e capazes), e a senha que acompanhou o mandado NÃO FUNCIONA.
Fui hoje ao cartório da vara cível que emitiu o mandado e gerei um código funcional, porém, com a conciliação e o julgamento separados por, digamos, uns 15 minutos, como vou apresentar reconvenção e abrir prazo para a resposta da parte contrária?
Estou deixando passar alguma coisa, ou existe um erro de rito? Sinto que a ampla defesa do meu cliente está severamente prejudicada.
Visto o CPC adotar rito único, não sei de onde o juiz tirou que pode espremer tantos prazos e atos em um único dia, ademais, meu cliente tem interesse em conciliação, entendo que o juiz não deveria suprimir a audiência de conciliação própria (juntar conciliação com instrução debates e julgamento esvazia o propósito de auto-composição como forma de resolução mais célere, já que no mesmo dia ocorre o julgamento).
O que vocês pensam? como agiriam?
submitted by Altruisticcat3 to ConselhosLegais [link] [comments]


2020.02.29 23:50 anselmocaramelo Qual seu plano para a manifestação de 15/03?

Está marcado para 15/03 um ato pró-Bolsonaro que promete levar muitas pessoas às ruas. Embora o vídeo compartilhado pelo presidente não revele claramente o propósito, as interpretações falam de uma forma de pressionar Congresso e STF ou até mesmo propor o fechamento de ambos. Gostaria de saber o que vocês prendem fazer quando essa data chegar:
a) Vou participar da manifestação, as medidas do governo não são implementadas graças ao Rodrigo Maia e o Congresso mercenário.
b) Não apoio, é uma manifestação anti-democrática que aproxima o Bolsonaro do autoritarismo.
c) Concordo com a pauta, o Congresso e o STF só atrapalham os avanços do governo, mas quero evitar confusão e ficarei em casa.
d) Não irei, o pedido do presidente demonstra o desespero de um governo decepcionante.
e) Manifestação de novo? Chega, amigo, essa história de manifestação já cansou...
submitted by anselmocaramelo to brasilivre [link] [comments]


2020.02.25 21:22 OneWhoDoubts ¿El Maldito algoritmo?

Hola! Me dedico a Marketing Digital y quiero lanzarme a escribir contenido de valor, no tengo ninguna clase de noción profesional sobre como escribir artículos, por les dejo mi primer escrito a ver que opinan.
¿El Maldito algoritmo?
Seguramente en alguna conversación relacionada Facebook/Instagram y como hablando de X tema nos saltó una publicidad de X producto; habrán escuchado nombrar al infame algoritmo y sobre cómo nos están espiando todo el tiempo para vendernos productos y servicios.
Parte de la anterior declaración es cierta, ninguna persona física nos está vigilando, pero nuestros dispositivos están en escucha pasiva constante en busca de términos clave que puedan indicar intención de adquirir un producto o servicio. Esto nunca ha sido un secreto, solo que muy pocos indagan sobre a que están accediendo cuando adquieren un dispositivo Android o se registra en un servicio como Instagram.Tan solo por realizar una búsqueda en Google ya implica acceder a sus términos y condiciones, después de todo desconocer la ley no te exime de la misma y eso es una ley universal, valga la redundancia. En MUY pocas palabras, a lo que accedemos es a que maquinas analisen nuestras interacciones, comportamientos online (Esto incluye lugares que visitamos o cosas que decimos oral y escritas) y uso de los servicios en orden de crear un perfil digital (Marketing ID), un avatar que no necesariamente nos identifica personalmente ante la plataforma, pero si que refleja todas nuestras características personales e inclinaciones con el fin de presentarnos el contenido que nos resulte más relevante.
Esto es un principio fundamental de cómo Facebook y Google funcionan y capitalizan en todos sus servicios. Cada busqueda, sitio web visitado, cada like que damos, comentario, link compartido, historias que vemos o salteamos o incluso hasta cuanto tiempo vemos de un video en particular, cada ínfimo detalle acerca de cómo interactuamos con nuestro entorno digital es tomado en consideración como un data point y alimentado a tu creciente y dinámico Marketing ID.
Suena distópico, en parte lo es.. pero a no perseguirse, esta tecnología es reciente, experimental hasta cierto punto, y deja muchas incógnitas en torno a nuestro derecho a la privacidad, todos estas cuestiones son extensas en sí mismas por lo que no las hablaremos ahora. Lo que debes entender es que en si mismo, estas máquinas, piezas de software o por seguir la personificación, El Algoritmo.. no es amigo ni enemigo de nadie; Al menos a un nivel "Teórico" Su único propósito es asegurarse de que pases la mayor cantidad de tiempo posible interactuando con contenido de tu interés ya sea individuos, marcas, áreas de estudio, artistas, eventos, etc. Y si, esto incluye publicidades pagas, que miles de anunciantes difunden con el uso de las herramientas facilitadas por la plataforma para llegar a su público ideal.
Más tiempo en las redes viendo cosas = más tiempo viendo publicidad, osea = Mas dinero para Facebook. Verdad?
Si, totalmente.
Pero si bien la publicidad paga es su fuente fundamental de ingresos, hay solo un cierto porcentaje de publicidad que se muestra a los usuarios diariamente, y esto funciona bajo un sistema de subastas, varios negocios pueden estar compitiendo por mostrar por ejemplo, productos a mujeres de entre 20 y 35 años en Santa Fe, sin embargo no ganara solo el que mas oferte sino el que la plataforma determine de mayor calidad hacia el usuario. Eso se logra cumpliendo ciertas guidelines (Reglas) que tanto Facebook o Google imponen para proteger al usuario de anuncios molestos o engañosos y deben aplicarse en orden de que los aviso circulen, y por supuesto que realmente sean relevante para el público seleccionado por el anunciante, es aquí donde entra toda la información en tu marketing ID y también factores como el nivel de interacciones ese público con el anuncio.
A las grandes plataformas no le interesa aburrir a los usuarios o mostrarle avisos que no les sean útiles, hay fuertes intereses, digamos comerciales pero va más allá de eso, en mantener tu experiencia lo más entretenida y fructífera posible, ellos quieren que vuelvas una y otra vez por más, y han demostrado hasta el momento ser muy buenos en esto.
Dejando cuestiones morales y éticas como el abuso de las redes, disrupciones en cómo nos relacionamos, manipulación de la opinión pública, etc.. Se puede argumentar que se ha establecido una relación simbiótica entre El Algoritmo y los usuarios, convivimos en un equilibro delicado no exento de controversias como nombre anteriormente, y aun así su existencia no tiene propósito si no nos mantiene motivados a seguir conectándonos con nuestro pequeño gran mundo digital.
Si es beneficioso o no para la humanidad como un todo, lo sabremos con el tiempo, seguramente evolucionará. Al menos por ahora todos debemos reconocer que en ningún punto de la historia ha sido tan fácil para un individuo conectar sus ideas, su mensaje, o productos, con su audiencia. Y es ahí donde cada uno tendrá que hacer una valoración personal si el fin justifica los medios.
submitted by OneWhoDoubts to argentina [link] [comments]


2020.01.23 17:23 azer200 Titan Gel Portugal

Titan Gel Portugal

Titan Gel Portugal - Preço, Commentarios, Onde Comprar Titan Gel Gold (2020)


https://preview.redd.it/scv3pyhuujc41.jpg?width=224&format=pjpg&auto=webp&s=ca7357456d24ea59ddcb3386ca2fe75a4a4cd43b

Onde comprar o Titan Gel em Portugal?

Para comprar Titan Gel em Portugal, tem de o comprar directamente no site dos fabricantes, com opções de entrega disponíveis em todo o país.
Existem muitos comentários e opiniões positivas dos utilizadores de Titan Gel.
Para saber o último preço de venda e onde comprar Titan Gel Gold em Portugal, visite o site:

Titan Gel Portugal Onde Comprar

www.titan-gel.com/portugal

Titan Gel Preço

O preço do Titan Gel Gold está listado em euros, como indicado no seu site
1 Tubo = 49,0 €

Titan Gel Comentarios Portugal

Há muitos comentários de usuários reais do Titan Gel nos fóruns

Raúl Lopes
"Tenho 55 anos e já receava ter de enterrar a minha vida sexual. Ainda bem que encomendei Titan Gel Gold. Sinto-me como se estivesse a começar uma segunda juventude! Faço sexo praticamente todos os dias. Agora estou sempre em modo standby, pronto para a ação!"


Jorge Borges
"Sempre quis tornar o meu pénis mais comprido. Tinha vergonha dos meus 12 cm. Agora tenho quase 17 e sinto-me 100% confiante comigo mesmo!"


Joaquim Rebelo
"O resultado excedeu todas as minhas expetativas! Recomendo-o a toda a gente!"

Titan Gel Gold em Portugal

Comprar Titan Gel Gold em Portugal, visite o link abaixo
www.titan-gel.com/portugal

O que você precisa saber sobre o Titan Gel Gold?

O objectivo de fazer Titan Gel Gold é aumentar o pénis. Os utilizadores usam o remédio de forma breve e permanente - o sucesso e o efeito dependem das suas intenções e da respectiva potência.

Ouvindo as experiências relevantes dos usuários na rede, todos concordam que esta droga é imbatível nesta área. Mas o que mais se deve saber sobre o remédio? Este produto é baseado em muitos anos de experiência do fabricante dentro desta área.

Você deve usar essa experiência para ajudá-lo a alcançar seu objetivo de forma mais eficaz. Isto pode ser dito enfaticamente: este produto é um produto naturalmente eficaz e, ao mesmo tempo, cem por cento livre de problemas.

Com Titan Gel Gold, a empresa produz um produto que foi desenvolvido exclusivamente para enfrentar o desafio do aumento do pénis. O foco perfeito no que é importante para si - nunca o vê, porque a maioria dos fornecedores está a desenvolver produtos que visam tudo, para que possam ser vendidos como uma solução patenteada.

O resultado infeliz disto é que os ingredientes eficazes são usados com parcimónia ou não são usados de todo, e é por isso que tais preparações são supérfluas. A propósito, o produtor de Titan Gel Gold vende os produtos online. Isso significa um preço excepcionalmente baixo.

Benefícios do Titan Gel Gold
O efeito fenomenal do Titan Gel Gold foi conseguido precisamente porque a combinação dos ingredientes individuais encaixa tão bem. Beneficia da biologia muito engenhosa do nosso corpo, na forma como utiliza os mecanismos de acção de longa data. Milhares de anos de desenvolvimento significaram que, na verdade, todos os processos necessários para um pénis maior já estão disponíveis e devem ser desencadeados.

Por isso, os efeitos são pronunciados:

  • Os vasos do pénis são cada vez mais fluidos com sangue - a longo prazo e especialmente na erecção.
  • Por causa disso, o pénis torna-se mais forte e maior.

  • Os vasos celulares são, portanto, esticados, por um lado, e, por outro, enriquecidos de forma mais eficaz com complexo de nutrientes, o que não só resulta rapidamente num membro mais longo, como também o aumenta a longo prazo

  • Ao mesmo tempo, a capacidade de endurecimento é aumentada: o pénis endurece mais rapidamente, o endurecimento é mais poderoso e mais duradouro do que antes.

O objetivo é aumentar o tamanho do pênis, com um forte foco em melhorar a habilidade geral masculina do Titan Gel Gold em primeiro lugar. Os relatórios de teste não relatam frequentemente um crescimento astronómico, mas na maioria das vezes cada cliente foi capaz de alcançar ganhos de + 3,5 cm ou mais. Desta forma, o produto pode aparecer à primeira vista - mas não necessariamente. Deve ficar claro para si que os efeitos estão sujeitos a irregularidades individuais, para que os resultados possam ser tão suaves quanto mais fortes.

Titan Gel Efeitos Secundários
Como já mencionado, o produto é baseado unicamente em ingredientes naturais, cuidadosamente escolhidos e bem tolerados.

Isto torna-o disponível sem receita médica. A resposta global é clara: o produto não causa quaisquer efeitos secundários indesejáveis de acordo com o fabricante, dezenas de revisões e a rede.

É obviamente mais forte do que o Idol Lips. Em qualquer caso, é importante que a informação do produtor sobre a dose, uso e Co. obedeceu, porque Titan Gel Gold trabalhou em estudos aparentemente excepcionalmente fortes, uma explicação lógica para o imenso sucesso dos clientes.

Por esta razão, você deve garantir que você encomende Titan Gel Gold somente de vendedores verificados - siga nossos conselhos de compra para este fim - para evitar falsificações. Um produto falsificado, mesmo que um preço baixo à primeira vista possa atraí-lo, geralmente não tem efeito e pode ser perigoso em casos extremos.
A nossa equipa encontrou o

Comentários finais Titan Gel Gold


Titan Gel Gold é um bom produto feito por uma empresa sólida e nós acreditamos que é uma boa escolha para experimentar.
Para preços de venda e onde comprar Titan Gel Gold em Portugal, visite o site:
www.titan-gel.com/portugal
submitted by azer200 to u/azer200 [link] [comments]


2019.12.14 06:27 OldSke A falta de responsabilidade durante o T.C.A

A falta de responsabilidade durante o desenvolvimento de um trabalho é algo particularmente comum com algumas pessoas, nem todas possuem a mesma consciência da importância de certas coisas. Contudo, sinto-me na vontade de compartilhar essa experiência que tive durante o meu primeiro ano do ensino médio.
Primeiro, gostaria de dizer que não fui um aluno muito presente nas aulas. Na verdade, eu passei quase toda a minha vida escolar do fundamental sendo chamado de turista da classe, pois faltava muito. O mesmo aconteceu no primeiro ano do ensino médio, tirando o fato de não ser chamado de turista, pois não faltava tanto quanto antes, contudo, ainda faltava muito. Apesar de minhas notas serem altas, eu sempre possuía uma média de 4-7 faltas em cada matéria. Bem, as vezes a preguiça é mais forte do que a vontade de aprendizado.
E porque estou falando isso? Bom, eu acabei faltando em um dia importante. Nesse caso, justo no dia que meu professor de português havia anunciado que minha classe precisaria realizar um T.C.A (Trabalho de Conclusão de Ano) para fechar as notas do quarto bimestre. A propósito, eu apenas fui saber da existência deste T.C.Aduas semanas depois dele ser anunciado.
O erro foi claramente meu. Eu não tenho o costume de perguntar para as pessoas sobre as matérias ensinadas no dia, pois como faltava muito, pensava que isso poderia incomodar. Mas fiquei um pouco chateado por não terem me falado sobre, pois sempre ajudava os outros com suas lições quando me pediam, ou lhes passava o que havia sido ensinado no dia. Bom, não se pode esperar retribuição dos outros.
A propósito, o motivo da minha preocupação foi com as explicações sobre o T.C.A. Pois, eu não havia entendido nada quando peguei alguns fragmentos da explicação do professor. Era muita informação sendo jogada de forma completamente bagunçada. Por isso, precisei perguntar para ele diversas vezes. Em algumas situações, sobre uma mesma coisa. Até mesmo pedi informações para alguns colegas, e infelizmente, muitas vezes estavam erradas.
O maior banho de água fria que tomei, foi quando fui colocado em um grupo sem consentimento algum, e pior, não poderia mudar, pois ambos o grupo e o professor não queriam me deixar sair. No final, precisei fazer o T.C.A com pessoas que não conseguia julgar exatamente como sendo responsáveis, muito menos organizadas. E todos que fizeram T.C.A ou T.C.C (eu espero) devem saber que a escolha de um grupo é algo crucial, que deve ser feito com muito cuidado, mas é incrível como conseguiram cagar toda essa parte para mim.
Inicialmente, demoramos algum tempo até começarmos o desenvolvimento do trabalho. Alguns membros do grupo não possuíam celulares, e outros, bom, demoravam muito tempo para responder. Chegou em um momento que demoraram dois dias para responder uma pergunta completamente simples.
Essa irresponsabilidade começou de fato, quando o professor estipulou um prazo de 4 dias para entregarmos a primeira parte do T.C.A. Nesse caso, eu faltei numa terça-feira para me concentrar nessa parte. E adivinha? Demorou menos de cinco horas para terminar. (a data estipulada começou dia 4, eu terminei minha parte no dia 5). E agora, sabe quando eu fui receber os resumos dos outros membros para colocar no T.C.A? Isso mesmo, meu querido leitor, 11 dias depois do final dessa data. Isso, porque haviam me dito que já haviam enviado os resumos para o professor. Agora, eu te pergunto, como alguém que já havia terminado a porra do resumo, demora 11 dias para me enviar uma merda dessas? E isso, porque eu estava TODO DIA perguntando no grupo: Onde está a parte de vocês?
Tudo bem, no final, houveram resumos que ficaram realmente bons. Eu fiquei aliviado por isso. Mas imaginei que para essas pessoas, era muito difícil sentar de frente para um computador, e dedicar certa parte do seu dia para algo realmente importante.
Agora pense, mais tarde, acabamos precisando fazer o paradoxo de um livro. Eu, literalmente, corri atrás de informações sobre o paradoxo para não fazer nada errado. Agora, me pergunte se algum membro moveu uma perna para fazer o mesmo?
Outro parte que me evidenciou essa irresponsabilidade, foi quando fomos fazer o paradoxo de outros dois livros que necessitavam de estar no trabalho, por obrigatoriedade. Adivinha? Eu precisei fazer o paradoxo dos dois livros, porque aparentemente ninguém estava com vontade de lembrar dos livros que lemos nos quatro bimestres. O idiota aqui precisou fazer isso, caso contrário receberia nota baixa.
Houveram outras coisas que precisaram ser feitas no trabalho. E eu literalmente corri atrás de todas as informações, quando todos os outros membros do grupo relaxavam em suas confortáveis camas. Me lembro que fui até a escola, quando todos haviam marcado falta coletiva, somente para perguntar algumas coisas para o meu professor. Em outras, ficava perguntando para outros colegas. Em nenhum momento os membros desse grupo, mesmo sabendo que o trabalho não era somente meu, chegaram e perguntaram: Oi, o que eu posso fazer para ajudar?
No final, eu escrevi a introdução, a conclusão, eu formatei o trabalho, eu passei noites revisando essa porra para não conter nenhum erro crasso de português que diminuísse minha nota, eu imprimi tudo, eu montei a estrutura ABNT (inclusive, passando dor de cabeça com alguns bugs do Word) e sabe porque? Porque há pessoas que não sabem enxergar a importância de certas coisas. Eu perdi as contas de quantas vezes fiquei com raiva pelas pessoas dizendo ''eu estou na rua, envio amanhã'', e quando chega amanhã, finge que não vê as mensagens.
Felizmente, todo o esforço que esbanjei nesse T.C.A teve resultados. Graças ás noites acordado revisando esse cacete desse trabalho, a minha nota final do trabalho e da apresentação foi máxima.
Bom, agradeço para todos que leram até aqui. Não é um desabafo assim tão profundo, pois vejo todos os dias desabafos bem mais pesados que os meus. Mas quero deixar claro aqui, que se você se esforça muito em uma coisa, você vai poder desfrutar do seu esforço no final. O importante é não desistir, não importa quantos problemas (e quantos filhos da p...) apareçam pelo caminho, apenas continue se esforçando, e você vai chegar lá.
Mais uma vez, boa noite para todos!
submitted by OldSke to desabafos [link] [comments]


2019.11.17 09:18 altovaliriano Nó dos Tronos #4: Sansa Stark (Parte I)

"Nó dos Tronos" é uma série de episódios de podcasts produzidos pelo site NodeOito, dedicado a "análises, reflexões, críticas e resenhas de cultura pop sob um olhar feminista e com foco na representatividade de minorias".
O site e o podcast são projetos idealizados e produzidos por Larissa "Lara" Vascouto, bacharel em Relações Internacionais pela PUC-SP e analista de marketing. Neste episódio, se juntaram a ela Amanda Sessim e Roberta Osandabaraz, para fazer uma análise da personagem Sansa Stark, tanto nos livros quanto na série, até o segundo livro/temporada.
O site saiu misteriosamente do ar depois que eu terminei de ouvir o podcast. Mas, felizmente, o podcast também havia sido carregado em outras plataformas.
Eis a resenha.
--------------------------------
Link original: http://nodeoito.com/no-dos-tronos-04-sansa-stark-parte-i/
Link alternativo: https://podcasts.apple.com/us/podcast/n%C3%B3-dos-tronos-04-sansa-stark-parte-i/id1330798142?i=1000439389086
Data de lançamento: 17/08/2018

As trilhas sonoras do programa são boas e a edição de áudio é bem razoável, mas os microfones tiveram momentos ruins no começo do episódio. Não estou reclamando da inteligibilidade da fala das apresentadoras, dá para entender tranquilamente. Mas é que, depois de ouvir tantos podcast diferentes, esse tipo de coisa começa a ficar gritante para mim.
O programa começa com uma série de ressalvas. É explicado que o podcast se concentra em questões de gênero, feministas e representatividade de gênero e de minorias em Game of Thrones. Também ressalvam que fizeram resenhas ruins da 7ª temporada. A seguir pedem ao ouvinte ter em mente que a história de Sansa foi escrita tendo em mente uma menina dos 11 aos 14 anos, não em Sophie Turner, que tinha 15 anos quando a série estreou.
Como os três episódios anteriores do podcasts foram destinados a Arya, pouco se fala dela. Mesmo quando o assunto são as relações entre as irmãs Stark. Assim, presumo que o assunto foi tratado em mais profundidade naqueles episódios. Porém, as apresentadoras entram com bastante propriedade nos contra-argumentos às críticas mais normais contra Sansa, uma das personagens que é alvo de ódio por parte de muitos leitores.
Durante o primeiro livro da série, Sansa foi a personagem que, em dois dos momentos dramáticos para os Stark, demonstrou uma infeliz consideração para com os Lannister, a saber: no incidente da Estrada do Rei, que custou a vida de Micah e Lady, e nas convulsões políticas entre a morte de Robert e coroação de Joffrey.
Contudo, as apresentadoras demonstram como Sansa estava embriagada com seu futuro. Muito ligada à cultura sulista, Sansa via a oportunidade de se tornar rainha como a colocação máxima que ela poderia almejar na sociedade e ela havia sido incentivada a querer este tipo de coisa. Muito mais do que uma forma de adquirir poder, naquela idade Sansa desejava o status que vinha com o título.
Entretanto, as apresentadoras demonstram como isso não é refletido na série. Em verdade, elas asseveram que a Série fez com que Sansa fosse tida como uma tonta até por sua mãe, quase como que os criadores da série passassem a mensagem: Ela é uma tonta por preencher o estereótipo do que é ser feminina; zombamos de mulheres criadas segundo os estereótipos de feminilidade que estabelecemos.
A série, em verdade, é o foco implícito da análise das apresentadoras, especialmente nas críticas, pois é dito que Martin é um homem “extremamente feminista”, que criou um mundo machista sem que o enredo o fosse também (apesar de que Martin faça ressalvas a se auto intitular um feminista).
Um dos pontos de maior polêmica - neste episódio que só cobre até o 2º livro/2ª temporada – foi como a presença de Shae suavizou o sofrimento de Sansa. As apresentadoras refletem que a quantidade de monólogos internos demandou mudanças no enredo, mas arguem que isso acabou por descaracterizar tanto Shae (que teria virado uma pessoa confiável e compassiva) quanto Sansa (que teria deixado de se desenvolver organicamente).
O desenlace da desta primeira parte da saga vem, para Sansa, na forma de mais uma desilusão. Durante o ataque de Stannis, Cersei demonstra a Sansa que o status de rainha é completamente vazio:
O destino de Jaime seria a glória e o poder, enquanto o meu era o parto e o sangue da lua.
– Mas foi rainha de todos os Sete Reinos – Sansa lhe disse.
– Quando se trata de espadas, uma rainha é só uma mulher, no fim das contas. [...]
(ACOK, Sansa VI)
Isto é tão interessante quanto como as apresentadoras chamam a atenção para o fato de que Sansa marca sua diferença com Cersei quando está ouvindo a rainha dizer que deve fazer o povo teme-la. Sansa naquele momento responde a Cersei que vai lembrar-se disso, mas internamente diz que fará com que o povo a ame.
Um dos pontos fracos do podcast é como ele aborda o resto da história. Não se explora segredos e muitas simbologias são interpretadas sem profundidade. Sem falar nos momentos em que erram completamente ou dão espaço para crackpots (teorias malucas).
De fato, por um lado, afirmam que somente o Alto Septão poderia desfazer a promessa de casamento entre Sansa e Joffrey, o que não é verdade. Por outro lado, dão ouvidos a uma teoria de internet que diz que Pycelle seria um pedófilo (mas a “assistente” de Pycelle é descrita como “jovem e esbelta” pelo próprio Eddard) e que teria pedido a Sansa que se despisse e que sua dama de companhia a segurasse enquanto ele a examinava (AGOT, Sansa VI) com nenhum outro propósito a não ser tocá-la sexualmente, pois não haveria qualquer justificativa para o exame (sendo que Sansa só fazia dormir e se recusava a comer há dias, o que fazia necessário que Pycelle a examinasse... e tome precauções para que ela não o atacasse).
Contudo, o ponto alto do podcast foi quando Lara tentou explicar a persistência de Sansa com Joffrey, mesmo ele dando sinais de que não prestava desde a viagem para Porto Real. A apresentadora citou a existência de um experimento psicológico feito com cães (cuja autenticidade não tenho meios de verificar) divididos em 3 grupos de controle que eram submetidos a tratamentos diferentes: um era bem tratado, outro mal tratado e o último bem tratado apenas às vezes.
Segundo Lara, o estudo constatou que o grupo que era tratado bem apenas às vezes desenvolveu uma relação de dependência com os cuidadores ainda maior do que a dos que foram sempre tratados bem, pois eram escravos da incerteza. Assim, ela fez a comparação com a dependência que Sansa desenvolveu com Joffrey, haja vista que ela ficava tão aliviada quando a tratava bem, que ela passava a endeusa-lo.
É uma cruel comparação, mas serve como material para reflexão.
------------------------------------
Podcast sugerido
O podcast sugerido desta semana é o Game of Owns, outro podcast com fama de ser descontraído e que faz análises de Game of Thrones e releituras dos livros.
Apresentado por Zack Luye e Hannah Panek, o podcast já entrevistou vários atores da série e membros da produção.
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2019.11.11 02:53 altovaliriano NotACast #73 - ACOK, Prologue: “Red, Part 1”

O NotACast Podcast, criado em 2018, é provavelmente o mais renomado podcast sobre As Crônicas de Gelo e Fogo hoje. E também provavelmente um dos mais rentáveis. No Patreon, o podcast tem 867 inscritos em assinaturas que variam de 1 a 30 dólares, que atualmente totalizam uma renda de aproximadamente U$ 5.500,00/mês.
O Podcast é criação dos famosos fãs BryndenBFish (nickname de Jeff Hartline) e PoorQuentyn (nickname de Emmett Booth), que já tinha blogs muito famosos entre os leitores de ASoIaF, também sendo autores de teorias famosas no Fandom. Hartline também é um dos moderadores do subreddit asoiaf, hoje a comunidade dedicada a ASoIaF com mais inscritos no mundo.
Sem mais bajulação, eis a resenha.
--------------------------------------------
Link: https://notacastasoiaf.podbean.com/e/episode-73-a-clash-of-kings-prologue-red-part-1/
Data de Lançamento: 05/08/2019
Primeiro, a parte técnica. As músicas de abertura e encerramento do Podcast são ininteligivelmente altas, por motivos desconhecidos e parecem seguir a lógica de animes: “feel good” na abertura, melancólica no encerramento. O som da voz de Jeff tem uma qualidade perfeita, mas o Emmett tem um microfone de qualidade ruim. Acredito que Jeff deve ser o responsável pela gravação, e Emmett deve transmitir seu comentário via Skype ou programa similar.
Como todo show com financiamento coletivo, os apresentadores iniciam agradecendo a seus Patreons, especialmente aqueles assinantes pertencentes ao que chamam de “pequeno conselho” (30 dólares), a quem citam por nome (ou nickname) e cargos fictícios, e depois passam a responder à pergunta de um ouvinte: “Por que não vemos interações de Stannis com a filha como no show?”.
Fãs assumidos de Stannis Baratheon, Jeff e Emmett discorrem como acham que essas interações devem se tornar mais comuns em Ventos do Inverno, quando Shireen deve ter o mesmo destino que sofreu na série. Segundo eles, o destino está prenunciado pelos sonhos de Shirren com um dragão, pelo debate sobre queimar Edric, pelo precedente de Stannis se livrar de Asaltiva e pelo coração flamejante em seu Brasão. E apostam que vejamos o evento pela perspectiva da própria Melisandre.
Então o episódio realmente começa... com uma sinopse extremamente longa (uns 20 minutos), desnecessária e recheada de piadinhas sem graça (as imitações de Cara Malhada por Jeff são boas, no entanto). Na verdade, em seguida, eles começam uma sinopse rápida do livro inteiro que é ainda mais sem propósito.
A análise do capítulo, entretanto, é densa e recheada de paralelos. Pelo que tenho acompanhado pelo Twitter, Jeff afirma que já virou piada a forma como eles sempre dizem que o episódio da semana é o melhor capítulo dos livros, e é exatamente o que eles fazem neste episódio, especialmente porque é a introdução de um personagem tão falado no primeiro livro e que eles tanto adoram.
O modo como Jeff e Emmett tem argumentos sólidos e compactos pode ser creditado tanto ao domínio do tema quanto à edição quase imperceptível do áudio. Para um podcast de fãs, o projeto beira ao profissionalismo. Contudo, há forte mistura de especulações relevantes e irrelevantes sem nenhum tipo de crítica quanto às últimas. Assim, fica patente a falta de espontaneidade do podcast, que funciona mais como uma resenha do que um espaço para debate.
Mas nem por isso o podcast deixa de ser brilhante. As análises são, em média, de alta qualidade. Jeff vai entoando com facilidade as mais diversas especulações produzidas ao longo dos anos, enquanto. Emmett logra entrelaçar momentos aparentemente desconexos dos livros com análises temáticas.
Talvez porque eu seja familiarizado com a maioria das teorias referidas por Jeff eu tenho achado a suas contribuições as menos empolgantes (houve horas que tive que controlar o sono). Porém, Emmett também teve seus momentos de ideias completamente estapafúrdias (como quando quis, a fórceps, comparar Winterfell e Pedra do Dragão).
Porém, sobejaram análises inspiradas. O fato de o livro começar e terminar com um meistre morrendo à vista de elementos mágicos. O fato de o livro apresentar dois profetizadores essosis sem que percebamos (Melisandre e Cara Malhada). Como meistre Cressen deseja se livrar de Melisandre tanto por ser um meistre (ele não se importa que Pylos o substitua, mas não Melisandre) quanto por ter Stannis como um filho. Que a idade avançada dá a Cressen um senso de urgência de se livrar de Melisandre (fosse ele mais jovem, ele poderia ser mais sutil e demorado).
Jeff, inclusive, faz uma observação capciosa sobre o cometa vermelho não ser o mesmo que a estrela bíblica que levou os reis magos à manjedoura, pois o cometa trouxe mais confusão do que respostas (somente Melisandre acertou o significado, mas mesmo assim deu uma interpretação errada).
O curioso aqui é que Daenerys utiliza o cometa como os reis magos para chegar a Qarth, mas, parafraseando Jeff, isso só a trouxe problemas. Esta coincidência serviu para dar uma motivação a Daenerys para suportar uma viagem pelo deserto que foi recompensada com visões agourentas, inimigos e aliados incertos. Isso mostra que os seguidores de Daenerys quase morreram por acreditar que ela estava lendo corretamente um sinal quando isso não era verdade.
Contudo, a parte mais significante das análises ocorreu em relação à Cara Malhada. Não por coincidência, foi a única vez em que eles fizeram a distinção e críticas entre especulações relevantes e irrelevantes durante todo o programa. Depois de descartarem a possibilidade de que o bobo pudesse ter sangue valiriano (targaryen, blackfyre, brightflame ou outro), argumentaram como Cara malhada era o exemplo vivo de que, ao contrário do que propaga Melisandre, a magia não serve para empoderar ninguém e que por isso, eles acreditam que as “sombras” que viriam “ficar” seriam as sombras das artes da própria Melisandre (numa alusão ao poder negativo da magia).
Me pareceu igualmente interessante como eles ressaltaram que Cara Malhada não era um exemplo de loucura lovecraftiana, de quem teve contato com algo poderoso demais para ser processado pela mente humana (algo que Martin critica em H. P. Lovecraft). Na verdade, eles acham sua loucura bem cômica, mais inclinada a desacredita as profecias de Cara Malhada do que incutir medo no leitor. Isso me chamou a atenção porque eles acreditam com certa convicção que a condição de Cara Malhada decorre do contato com alguma entidade marítima (que faz partes das mais claras referências de Martin a H. P. Lovecraft).
Eu tive que discordar de várias análises que ele fizeram. Em especial, fui mais frontalmente contra eles acharem que a motivação que GRRM deu para Davos ter rompido o cerco a Ponta Tempestade durante a Rebelião foi boa, e revela bem como Davos é uma mistura de cinismo e heroísmo. Eu faço uma análise completa de meus contra-argumentos aqui.
No entanto, eles foram capazes de me pegar completamente desprevenidos quando alegaram que, [SPOILERS TWOW]no capítulo The Forsaken, ficamos sabendo que as vozes que Aeron Greyjoy ouvia do mar eram na verdade coisas da cabeça dele. Tenho que reler para conferir.
Enfim, a impressão que fiquei foi muito positiva. Jeff e Emmett são muito entrosados, dominam o assunto como poucos, têm personalidades distintas (o que permite agradar a gregos e troianos, ou quase) e são capazes de trazer muitos convidados ilustres entre o fandom (como, a julgar pela sinopse de outros episódios, está acontecendo com frequência).
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2019.11.01 00:08 SmGo O problema da Matemática é o português.

Qual o sentido de confundir quem responde a pergunta, com linguagem confusa, se você esta querendo testar o conhecimento em Matemática? não faz sentido nenhun.
Não sei se é porquê são um bando de **** e fazem de propósito, ou se genuinamente os professores acham que a maneira que eles estão transcrevendo para o papel é a melhor. Veja bem as seguintes questões:
1)Necessitando de recursos para o capital de giro, uma empresa comercial descontou uma duplicata no valor de R$ 50.000,00, que vencia em 90 dias, segundo uma operação de desconto comercial simples. A taxa de desconto cobrada pela instituição financeira foi de 3% a.m., “por fora”. Na data da liberação dos recursos, a instituição cobrou, adicionalmente, uma taxa de abertura de crédito de 2% sobre o valor nominal. Com base nessas informações, o valor descontado foi, em reais
2)O valor do desconto de um título, conforme uma operação de desconto racional simples, é igual a R$ 1.320,00. Sabe-se que este título foi descontado 4 meses antes de seu vencimento com uma taxa de desconto de 1,5% ao mês. Se a operação utilizada tivesse sido a de desconto comercial simples, então o valor atual deste título seria igual a
Veja a inúmeras formas diferentes que "desconto" é usado em duas questões, nao dava para usar outro termo de forma a deixar a pergunta mais clara já que o interesse é testar Matemática e não português? Na primeira pergunta porque não "O valor recebido pela duplicata foi, em reais" em vez de usar "o valor descontado"? da maneira que tá escrito parece uma tentativa clara de induzir ao erro de pensar que a questão está pedindo o descontado realizado sobre o titulo. O que acontece novamente na segunda questão "o valor de desconto de um título" que ao contrário da primeira é o valor do desconto realizado sobre o titulo.
Pra que isso? vai entender está merda, e para quem tá curioso R$44.500 e R$ 21.920,80 são as respostas.
submitted by SmGo to brasil [link] [comments]


2019.10.29 12:53 modsbr Megathread ENEM 2019

Megathread do ENEM 2019

Essa megathread tem como propósito organizar informações úteis para os vestibulandos e treineiros. Caso você tenha sugestão de conteúdo adicional, faça-o nos comentários ou via modmail (reddit.com/message/compose?to=%2Fr%2Fbrasil). Já fez a prova no passado? Comente aqui também!

Cronograma ENEM

Novembro
  • Dia 03/11 - Aplicação das provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias / Redação / Ciências Humanas e suas Tecnologias
  • Dia 10/11 - Aplicação das Provas de Ciências da Natureza e suas Tecnologias / Matemática e suas Tecnologias
  • Publicação dos gabaritos e dos cadernos de questões
Link para o gabarito oficial, no site do G1
Janeiro de 2020
  • Data a confirmar - Resultados individuais
Março de 2020
  • Data a confirmar - Resultados individuais dos treineiros
  • Data a confirmar - Divulgação da vista pedagógica da redação
Ainda não há um cronograma para o SISU, FIES ou PROUNI, então fique atento nas notícias e nos sites institucionais.

Outros

Material de estudo

Matemática

Física

Biologia

Química

História

Redação

BEBA ÁGUA, COMA BEM, E FAÇA EXERCÍCIOS! Boa prova para todos!
submitted by modsbr to brasil [link] [comments]


2019.09.16 15:40 exsoldierakechi [Sério]Minha noiva enfermeira do UPA pediu pra sair.

Vim compartilhar com vocês por muitos não conhecerem a realidade da saúde do Brasil, vendo de dentro. Ela finalmente pediu pra sair após 4 anos e muita insistência minha e da família dela. Que não aguentavamos mais ver sofrer.
O país tem muito dinheiro, mas muito é desperdiçado... e de formas que a maioria nem imagina, vim aqui listar algumas das coisas que ela me contou ao longo dos anos que trabalhou lá, e entre os motivos da saída dela. Ela trabalha em uma cidade grande do Sudeste, perto de um grande centro.
Sobre os Pacientes:
-Maioria dos "pacientes que vem do SAMU" são bebados caídos nas ruas. As pessoas veem eles caídos de manhã, chamam o SAMU, levam eles pro upa. Esses bebados vomitam nas enfermeiras, as vezes falam merda e causam baderna. É normal você receber o mesmo cara 4~5x. As vezes a esposa/parente vem buscar, as vezes eles só aparecem pra xingar mesmo. -Tem mãe que tem 5~7 filhos, e quando um ta doente, leva os 7 pro UPA. e as vezes o que ta doente nem tá mesmo, mas ela quer um atestado pra não ir pro trabalho.
-Os dias mais cheios são sexta e domingo, pelos motivos acima. Alguns ficam até 4 horas pra ser atendidos e ela já me disse que aproximadamente metade nem devia estar ali. -MUITO dinheiro é desperdiçado com pessoas que "agendam exame na fila de 3 meses pra ser atendido do SUS" e simplesmente não vão, ela não deu números mas acha que mais de 2/3 dos casos. Isso só piora as filas do sistema. -muitos pacientes xingam as enfermeiras pela demora, ou por elas passarem pacientes em mais urgência na frente. Muitas delas vão embora chorando por serem ameaçadas de morte quase todo dia. Um dia atenderam um traficante e a gangue dele disse que se o cara morresse. eles iam "derrubar" o lugar.
-Existem pacientes que vão, ficam esperando pra ser atendido, o médico passa medicação e quando eles veem que vão tomar injeção, vão embora com medo da agulha. -Crianças chutam enfermeiras quase sempre, e as mães brigam com as enfermeiras por gritar com os pestinhas. e não segura o filho quando vai ser furado. Logicamente essas mães depois surtam quando o filho tira o acesso bagunçando e tem que ser furado novamente porque "TADINHO". -Um morador de rua já cospiu na cara dela porque a sopa não tava quente o suficiente. -Ela atende em um UPA perto da rodovia local, e a QUANTIDADE de acidentes com pessoas que tavam zig-zagueando no transito é grande. A maioria deles quando chegam vivos, chegam pistolados porque "os lerdões não sairam do meio". -Maioria dos idosos não são fofinhos ou educados. Maioria deles exigem as coisas, e cobram demais o tempo todo. -já teve paciente fingindo que estava piorando e se jogando no chão pra ser atendido. Não funcionou. -Já teve paciente que chegou "morrendo" e foi buscado no carro de cadeira de rodas de tão mal que estava. a pessoa tinha quebrado 1 dedo da mão.
-Pacientes já chegaram depois de serem espancados por populares após cometer um crime. A maioria é muito educado mas não sente nenhum remorço do que fizeram pra apanhar. -Quase toda semana, ao menos uma mãe adolescente grávida chega alcoolizada/drogada, e a mãe que a traz está desesperada. -Tem gente boa que vem da roça de burro mesmo andando a mais de 2 horas pra ser atendido toda semana(tratar ferimentos e necrose), e ainda leva frutas pras enfermeiras. Elas adoram. -Eu já disse de outra forma, mas deve ser confirmado: Maioria das pessoas atrasam quem precisa porque fica mentindo sobre o que tem, ou querem atestado, ou vergonha do que fizeram pra estar ali. -Um homem já fez cocô de proposito no leito da observação porque "você tem que me limpar. É sua obrigação." Ele foi limpado, caso a enfermeira negue atendimento, ela pode ser demitida.
Sobre as enfermeiras/auxiliares/Socorristas e afins
-A quantidade de infidelidade é gritante. principalmente com os médicos. Muitos desses casos devido ao stress. -A maioria das enfermeiras amam a profissão e entraram nela pra ajudar, não ganhar dinheiro. Muitas saem em menos de um ano. Em depressão e revoltadas, nunca se recuperam totalmente a abandonam a área.
-A jornada de trabalho é de 12 horas por 36 de descanso, ou seja, dia sim dia não de 12 horas, com 3 folgas semanais. -Existem enfermeiras ruins, péssimas até. Que não ligam mesmo e que gostam de abusar de quem não pode reagir, causando dor de propósito. -Diariamente ao menos uma delas está chorando em algum lugar do UPA por algo que aconteceu no dia. Com minha noiva já foram 2 vezes só esse mês.
-Faltam medicamentos as vezes, mas não é tão frequente assim. -Todo mês, o setor onde a enfermeira fica muda. Se sua chefe não gosta de você, ela pode te mandar pro que você menos gosta sempre, pra te forçar a sair.
-As enfermeiras concursadas são as piores de longe. Tem regalias, faltam frequentemente e fazem corpo mole pra tudo. além de quase sempre escolherem onde vão ficar no proximo. mês. As terceirizadas são as que mais sofrem,pois tem medo de serem despedidas e constantemente tem que baixar a cabeça pra evitar "confusão". -Cada setor do upa devia ter ao menos 2 enfermeiras. Minha noiva Já chegou a ficar em sutura, eletro, remoção(Ambulância) e coleta em um só mês devido a falta de funcionários. -Uma gosta de se achar mais esperta que a outra, mesmo que as vezes custe a vida de um paciente. Apenas por não admitir que errou em algo, e faz errado assim mesmo. -Se você for mal educado, elas usam a agulha mais grossa pra doer mais :). -Se você for educado, elas guardam seu nome e te tratam com amor e carinho. E sim, elas até falam bem de você quando chegam em casa. -Mais de uma vez por mês, uma delas é assaltada ou tem que correr de alguém. Pelo horário previsivel e a região ser mais carente.
-O tempo médio que uma enfermeira trabalha lá antes de desistir é 6 meses. Quem já está a muitos anos são exceções.
-A maioria trabalha lá por necessidade ou por experiência, o salário não chega a 2500 por mês. muitas trabalham em dois empregos.
-As enfermeiras chefes nem sempre ficam presente, escolhem favoritos e costumam cobrar coisas sem sentido.
-Colegas ensinam errado pra te ferrar mesmo se não for com sua cara. -Quando gostam de você, são pra vida toda. -Algumas choram quando acordam pra ir trabalhar de madrugada. Não pelo esforço, mas por saber o que vão passar durante o dia. Eu já vi isso ao vivo multiplas vezes, e vi diferentes colegas de trabalho dela.
-Socorristas e etc do SAMU costumam ser legais de trabalhar junto, mas um ou outro é MUITO chato. -As vezes eles levam alguém quase morrendo e jogam no upa o mais rapido possível pra não ter que lidar com a burocracia do falecimento. -Dirigem de forma espetacular no geral. Um ou outro é estressado no trânsito.
-Faltam equipamentos e pessoal constantemente, a unidade do UPA dela está com menos de 50% do pessoal recomendado. -O salário atrasa TODO MÊS de 10 a 20 dias pros terceirizados. A empresa que terceiriza recebe o pagamento na data certa da prefeitura
-Enfermeiras as vezes apanham de pacientes que não gostaram de uma notícia ruim, ou por demorar pra ser atendidos. Minha noiva finalmente vai sair do trabalho após uma mãe reclamar que não ia receber atestado pelo filho fingir que estava doente, e a mãe dar um tapa na cara dela por negar.
-

Sobre os médicos: -A maioria realmente não olha na cara dos pacientes.
-Boa parte não dá a minima e está ali por dinheiro
-Os bons médicos são FACILMENTE identificados, e você vai perceber na hora. -O "mito" de tudo ser virose é real. E muitos dizem isso porque o paciente não tem nada mas não para de enxer o saco pra pegar atestado.
-Não se acham deuses, tem certeza. -Não fazem nem 10% do trabalho, mas devido a regras da secretaria de saúde. Quase nada por ser feito sem eles. seja entubar uma pessoa que esteja em situação crítica, seja usar um medicamento especifico mais forte, ou mesmo dar pontos em algum corte. Mesmo que você tenha 10 enfermeiras capacitadas até MAIS que o médico, só ele pode fazer isso. -Quando você leva pontos, você ficar ou não com cicatriz vai depender da pressa do médico em dar ponto.
- Maioria adora dar em cima de enfermeiras. Só minha noiva foi assediada 3 vezes. Uma até apalpada. -Nada acontece com relação ao item anterior, a administração não investiga ou faz nada, pois médicos "estão em falta".
-Você pode morrer porque um deles tava no horário de almoço, no refeitório dentro do UPA, e ele não quis "voltar antes" pra uma emergência. -Os cubanos costumam ser os mais atenciosos, mas os de pior habilidade prática e conhecimento, de longe. -Muitos dos mais velhos usam nomes de remédios que não existem a 20 anos pra se referir a outro medicamento. Eles brigam com as enfermeiras quando elas não sabem. -A letra horrível é pura falta de vergonha na cara. maioria sabe escrever muito bem.
Bom, acho que isso resume boa parte do que eu ouvi esse tempo todo. Caso tenha interesse talvez até peça pra ela fazer um AMA.
O objetivo é só vocês que as vezes precisam de um atendimento refletir um pouco. É dificil manter a calma com dor, ou precisando de ajuda, mas você está ali um dia só. Elas estão ali todos os dias e muitas já nem são mais as mesmas de quando entraram.
E tem outras que são FDP mesmo.
submitted by exsoldierakechi to brasil [link] [comments]


2019.09.16 15:38 exsoldierakechi [Sério]Minha noiva enfermeira de um UPA pediu pra sair.

Vim compartilhar com vocês por muitos não conhecerem a realidade da saúde do Brasil, vendo de dentro. Ela finalmente pediu pra sair após 4 anos e muita insistência minha e da família dela. Que não aguentavamos mais ver sofrer.
O país tem muito dinheiro, mas muito é desperdiçado... e de formas que a maioria nem imagina, vim aqui listar algumas das coisas que ela me contou ao longo dos anos que trabalhou lá, e entre os motivos da saída dela. Ela trabalha em uma cidade grande do Sudeste, perto de um grande centro.
Sobre os Pacientes:
-Maioria dos "pacientes que vem do SAMU" são bebados caídos nas ruas. As pessoas veem eles caídos de manhã, chamam o SAMU, levam eles pro upa. Esses bebados vomitam nas enfermeiras, as vezes falam merda e causam baderna. É normal você receber o mesmo cara 4~5x. As vezes a esposa/parente vem buscar, as vezes eles só aparecem pra xingar mesmo. -Tem mãe que tem 5~7 filhos, e quando um ta doente, leva os 7 pro UPA. e as vezes o que ta doente nem tá mesmo, mas ela quer um atestado pra não ir pro trabalho.
-Os dias mais cheios são sexta e domingo, pelos motivos acima. Alguns ficam até 4 horas pra ser atendidos e ela já me disse que aproximadamente metade nem devia estar ali. -MUITO dinheiro é desperdiçado com pessoas que "agendam exame na fila de 3 meses pra ser atendido do SUS" e simplesmente não vão, ela não deu números mas acha que mais de 2/3 dos casos. Isso só piora as filas do sistema. -muitos pacientes xingam as enfermeiras pela demora, ou por elas passarem pacientes em mais urgência na frente. Muitas delas vão embora chorando por serem ameaçadas de morte quase todo dia. Um dia atenderam um traficante e a gangue dele disse que se o cara morresse. eles iam "derrubar" o lugar.
-Existem pacientes que vão, ficam esperando pra ser atendido, o médico passa medicação e quando eles veem que vão tomar injeção, vão embora com medo da agulha. -Crianças chutam enfermeiras quase sempre, e as mães brigam com as enfermeiras por gritar com os pestinhas. e não segura o filho quando vai ser furado. Logicamente essas mães depois surtam quando o filho tira o acesso bagunçando e tem que ser furado novamente porque "TADINHO". -Um morador de rua já cospiu na cara dela porque a sopa não tava quente o suficiente. -Ela atende em um UPA perto da rodovia local, e a QUANTIDADE de acidentes com pessoas que tavam zig-zagueando no transito é grande. A maioria deles quando chegam vivos, chegam pistolados porque "os lerdões não sairam do meio". -Maioria dos idosos não são fofinhos ou educados. Maioria deles exigem as coisas, e cobram demais o tempo todo. -já teve paciente fingindo que estava piorando e se jogando no chão pra ser atendido. Não funcionou. -Já teve paciente que chegou "morrendo" e foi buscado no carro de cadeira de rodas de tão mal que estava. a pessoa tinha quebrado 1 dedo da mão.
-Pacientes já chegaram depois de serem espancados por populares após cometer um crime. A maioria é muito educado mas não sente nenhum remorço do que fizeram pra apanhar. -Quase toda semana, ao menos uma mãe adolescente grávida chega alcoolizada/drogada, e a mãe que a traz está desesperada. -Tem gente boa que vem da roça de burro mesmo andando a mais de 2 horas pra ser atendido toda semana(tratar ferimentos e necrose), e ainda leva frutas pras enfermeiras. Elas adoram. -Eu já disse de outra forma, mas deve ser confirmado: Maioria das pessoas atrasam quem precisa porque fica mentindo sobre o que tem, ou querem atestado, ou vergonha do que fizeram pra estar ali. -Um homem já fez cocô de proposito no leito da observação porque "você tem que me limpar. É sua obrigação." Ele foi limpado, caso a enfermeira negue atendimento, ela pode ser demitida.
Sobre as enfermeiras/auxiliares/Socorristas e afins
-A quantidade de infidelidade é gritante. principalmente com os médicos. Muitos desses casos devido ao stress. -A maioria das enfermeiras amam a profissão e entraram nela pra ajudar, não ganhar dinheiro. Muitas saem em menos de um ano. Em depressão e revoltadas, nunca se recuperam totalmente a abandonam a área.
-A jornada de trabalho é de 12 horas por 36 de descanso, ou seja, dia sim dia não de 12 horas, com 3 folgas semanais. -Existem enfermeiras ruins, péssimas até. Que não ligam mesmo e que gostam de abusar de quem não pode reagir, causando dor de propósito. -Diariamente ao menos uma delas está chorando em algum lugar do UPA por algo que aconteceu no dia. Com minha noiva já foram 2 vezes só esse mês.
-Faltam medicamentos as vezes, mas não é tão frequente assim. -Todo mês, o setor onde a enfermeira fica muda. Se sua chefe não gosta de você, ela pode te mandar pro que você menos gosta sempre, pra te forçar a sair.
-As enfermeiras concursadas são as piores de longe. Tem regalias, faltam frequentemente e fazem corpo mole pra tudo. além de quase sempre escolherem onde vão ficar no proximo. mês. As terceirizadas são as que mais sofrem,pois tem medo de serem despedidas e constantemente tem que baixar a cabeça pra evitar "confusão". -Cada setor do upa devia ter ao menos 2 enfermeiras. Minha noiva Já chegou a ficar em sutura, eletro, remoção(Ambulância) e coleta em um só mês devido a falta de funcionários. -Uma gosta de se achar mais esperta que a outra, mesmo que as vezes custe a vida de um paciente. Apenas por não admitir que errou em algo, e faz errado assim mesmo. -Se você for mal educado, elas usam a agulha mais grossa pra doer mais :). -Se você for educado, elas guardam seu nome e te tratam com amor e carinho. E sim, elas até falam bem de você quando chegam em casa. -Mais de uma vez por mês, uma delas é assaltada ou tem que correr de alguém. Pelo horário previsivel e a região ser mais carente.
-O tempo médio que uma enfermeira trabalha lá antes de desistir é 6 meses. Quem já está a muitos anos são exceções.
-A maioria trabalha lá por necessidade ou por experiência, o salário não chega a 2500 por mês. muitas trabalham em dois empregos.
-As enfermeiras chefes nem sempre ficam presente, escolhem favoritos e costumam cobrar coisas sem sentido.
-Colegas ensinam errado pra te ferrar mesmo se não for com sua cara. -Quando gostam de você, são pra vida toda. -Algumas choram quando acordam pra ir trabalhar de madrugada. Não pelo esforço, mas por saber o que vão passar durante o dia. Eu já vi isso ao vivo multiplas vezes, e vi diferentes colegas de trabalho dela.
-Socorristas e etc do SAMU costumam ser legais de trabalhar junto, mas um ou outro é MUITO chato. -As vezes eles levam alguém quase morrendo e jogam no upa o mais rapido possível pra não ter que lidar com a burocracia do falecimento. -Dirigem de forma espetacular no geral. Um ou outro é estressado no trânsito.
-Faltam equipamentos e pessoal constantemente, a unidade do UPA dela está com menos de 50% do pessoal recomendado. -O salário atrasa TODO MÊS de 10 a 20 dias pros terceirizados. A empresa que terceiriza recebe o pagamento na data certa da prefeitura
-Enfermeiras as vezes apanham de pacientes que não gostaram de uma notícia ruim, ou por demorar pra ser atendidos. Minha noiva finalmente vai sair do trabalho após uma mãe reclamar que não ia receber atestado pelo filho fingir que estava doente, e a mãe dar um tapa na cara dela por negar.
-

Sobre os médicos: -A maioria realmente não olha na cara dos pacientes.
-Boa parte não dá a minima e está ali por dinheiro
-Os bons médicos são FACILMENTE identificados, e você vai perceber na hora. -O "mito" de tudo ser virose é real. E muitos dizem isso porque o paciente não tem nada mas não para de enxer o saco pra pegar atestado.
-Não se acham deuses, tem certeza. -Não fazem nem 10% do trabalho, mas devido a regras da secretaria de saúde. Quase nada por ser feito sem eles. seja entubar uma pessoa que esteja em situação crítica, seja usar um medicamento especifico mais forte, ou mesmo dar pontos em algum corte. Mesmo que você tenha 10 enfermeiras capacitadas até MAIS que o médico, só ele pode fazer isso. -Quando você leva pontos, você ficar ou não com cicatriz vai depender da pressa do médico em dar ponto.
- Maioria adora dar em cima de enfermeiras. Só minha noiva foi assediada 3 vezes. Uma até apalpada. -Nada acontece com relação ao item anterior, a administração não investiga ou faz nada, pois médicos "estão em falta".
-Você pode morrer porque um deles tava no horário de almoço, no refeitório dentro do UPA, e ele não quis "voltar antes" pra uma emergência. -Os cubanos costumam ser os mais atenciosos, mas os de pior habilidade prática e conhecimento, de longe. -Muitos dos mais velhos usam nomes de remédios que não existem a 20 anos pra se referir a outro medicamento. Eles brigam com as enfermeiras quando elas não sabem. -A letra horrível é pura falta de vergonha na cara. maioria sabe escrever muito bem.
Bom, acho que isso resume boa parte do que eu ouvi esse tempo todo. Caso tenha interesse talvez até peça pra ela fazer um AMA.
O objetivo é só vocês que as vezes precisam de um atendimento refletir um pouco. É dificil manter a calma com dor, ou precisando de ajuda, mas você está ali um dia só. Elas estão ali todos os dias e muitas já nem são mais as mesmas de quando entraram.
E tem outras que são FDP mesmo.
submitted by exsoldierakechi to brasilivre [link] [comments]


2019.08.20 20:03 Amanda3exceler Diferença entre certificação compulsória e voluntária Yes! Certificações

A certificação é um processo que avalia se determinado produto atende às normas técnicas. Isto é, esta avaliação se baseia em auditorias no processo produtivo, na coleta e em ensaios de amostras. A certificação de produtos objetiva garantir que a produção seja controlada e que os produtos atendem as normas técnicas continuamente.
Contudo, é importante ressaltar que essa certificação está disponível para qualquer empresa, nacional ou estrangeira. No entanto, basta que essa empresa demonstre e garanta que seu processo produtivo é controlado e que seus produtos estão sendo fabricados em conformidade às normas.

COMO SABER SE MEU PRODUTO DEVE SER CERTIFICADO?

Antes de qualquer coisa, é necessário saber se o produto comercializado se enquadra na lista de produtos com certificação compulsória do INMETRO, a qual um regulamento determina que a empresa só pode produzicomercializar um produto depois que ele estiver certificado. Dessa forma, alguma portaria do Inmetro irá definir os requisitos obrigatórios a serem seguidos por todas as empresas que produzem, importam ou comercializam um determinado produto.

CERTIFICAÇÃO COMPULSÓRIA X VOLUNTÁRIA

Existem dois tipos de certificação, dentro do Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade: Certificações Voluntárias ou Compulsórias.
A Certificação Compulsória é uma atividade de caráter obrigatório quando exercida pelo Estado, através de uma autoridade regulamentadora, por meio de um instrumento legal, quando se entende que o produto ou serviço pode oferecer riscos à segurança do consumidor ou ao meio ambiente. Além disso, os programas de Avaliação da Conformidade compulsórios têm como documento de referência um regulamento técnico.
O regulamento técnico pode referenciar uma norma técnica, tornando seus critérios, como de caráter compulsório. Tanto quanto possível, o estatuto deve basear-se em uma Norma Técnica, isto é, tornando-se obrigatórios os requisitos ligados a proteção do cidadão, do meio ambiente e da nação.
A Certificação Voluntária de produto pertence aos padrões reconhecidos pelo sistema da ISO (International Standardization Organization). Essa certificação abrange a avaliação de todo o sistema de qualidade: a vigilância dos processos de produção e o teste de amostras em produtos considerados relevantes. Além de agregar valor ao produto, a certificação facilita a exportação, pois propicia a superação de barreiras técnicas.

PRODUTOS DE CERTIFICAÇÃO COMPULSÓRIA

PRODUTOS DE CERTIFICAÇÃO VOLUNTÁRIA

Para mais informações, acesse o site da Inmetro!

DESCOMPLICANDO A CERTIFICAÇÃO DE PRODUTOS

A Yes! Certificações surgiu com o propósito de tornar viável a homologação para todas as empresas. Com a nossa expertise, oferecemos tranquilidade e segurança para que você comercialize seus produtos sem se preocupar com o processo de certificação compulsória.
Somos especialistas em homologação de produtos, oferecendo todo o suporte que sua empresa precisa. Dessa forma, você nos diz sua necessidade e cuidamos de tudo. No final, sua única preocupação será a mais importante: o crescimento da sua empresa.

COMO TORNAMOS O PROCESSO DE CERTIFICAÇÃO DE PRODUTOS VOLUNTÁRIA MAIS SEGURO?

TENHA UM PARCEIRO CONFIÁVEL PARA A CERTIFICAÇÃO DE PRODUTOS!

Evite prejuízos e atrasos na importação. Nossa equipe está exclusivamente focada em permitir que você comercialize seus produtos sem preocupação.

Conheça a Yes! Certificações e saiba mais: https://www.yescert.com.br
submitted by Amanda3exceler to u/Amanda3exceler [link] [comments]


Data: 15/08/2020 - Vilma Guerra - Tema: Cheios do Espirito ... Qual Seu Propósito? FALTA DE PROPÓSITO NA VIDA - YouTube Libertação Espiritual O Propósito de Deus para a Família PROPÓSITO MARCELO GERMANO RIMBEL35 - YouTube ((2015 ITALIANO)) A proposito di Davis Film completo ... Introduccion a Data Warehouse - YouTube

A platform for partnerships to build the field of data ...

  1. Data: 15/08/2020 - Vilma Guerra - Tema: Cheios do Espirito ...
  2. Qual Seu Propósito?
  3. FALTA DE PROPÓSITO NA VIDA - YouTube
  4. Libertação Espiritual O Propósito de Deus para a Família
  5. PROPÓSITO MARCELO GERMANO
  6. RIMBEL35 - YouTube
  7. ((2015 ITALIANO)) A proposito di Davis Film completo ...
  8. Introduccion a Data Warehouse - YouTube
  9. UNGIDOS PARA UM PROPÓSITO MANOEL DIAS 08/03/2020
  10. AS 7 CAMADAS DA IDENTIDADE - DESCUBRA EM QUAL VOCÊ ESTÁ ...

Data: 15/08/2020 - Vilma Guerra - Tema: Cheios do Espirito Santo e um propósito. Uma reflexão sobre o seu Propósito de Vida, por Marcelo Germano, presidente do Grupo MGT, empresa que já lançou centenas de talentos artísticos para o mundo da moda, televisão, teatro e ... Este es un canal dedicado a los enigmas y misterios del mundo. Su autor David Parcerisa es un investigador, escritor, artista y divulgador que ha profundizad... Destrave os códigos da internet e descubra como criar renda digital e conquistar sua liberdade financeira. Clique no link - https://bit.ly/destravardigitalyt... Culto ao Vivo da Igreja Verbo da Vida - Aracaju/SE Tema: Ungidos Para Um Propósito Ministro: Manoel Dias Data: 08/03/2020 Siga-nos! Site: http://www.verbodav... Louvores e Adoração 2020 - As Melhores Músicas Gospel Mais Tocadas 2020 - ESPÍRITO SANTO EM 2020 Melhores Músicas Gospel 2,575 watching Live now Por que isso acontece? Por que existe esse imenso obstáculo em nossas vidas, ainda que tenhamos carreiras realizadas e de sucesso? Ou porque temos boas ideia... ,Streaming film senza limitazioni ,Vedere gratis A proposito di Davis(2014) ,Film A proposito di Davis(2014),Info A proposito di Davis(2014) ,Scaricare A proposito di Davis(2014) ,Streaming HD A ... » Culto de Libertação » Sexta-Feira » Tema: O Propósito de Deus para a Família » Pregador: Pr. Marco Silva » Data: 14/12/18 #IBAlameda #Libertação #Família. En este video vemos los conceptos teoricos detras un datawarehouse con SQL Server. Ing. Eduardo Castro, PhD http://ecastrom.blogspot.com Microsoft SQL Server...