Menor namoro

Namorar um menor de 14 anos é considerado crime de acordo com o Código Penal Brasileiro. Entende-se que um menor não possui a capacidade de permitir um namoro, mesmo que esse menor apresente um modo de pensar mais evoluído que a idade, mesmo assim, não é permitida. A violência nas relações de namoro não se circunscreve unicamente à dimensão sexual, poden- ... os estudantes do 4.º ano são os que revelam menor comportamentos de violência no namoro, par- Tabu: Namoro com menor de idade °᭝᷎ᮬ ⃟ : ... Na prática, depende do consentimento e da capacidade de consentimento do menor de idade. Isso implica, por consequência, na idade do menor. Para isso, é importante entender que as divisões de idade, para a lei, não estão apenas entre menores e maiores de dezoito anos. ... Namoro infantil, Chat com salas de Bate papo para Jovens e Adolescentes que querem fazer novos amigos. A sala é de tema livre, coloque o seu nome no chat e divirta-se. Encontre varias pessoas legais no bate papo para jovens, crianças, infantil e adolescentes, o melhor chat sem cadastro do brasil, salva em seus favoritos e volte sempre. Veja outras salas com webcam aleatórias, omegle brasil. O que define a existência de uma crime em um namoro com alguém menor de 18 anos, é a capacidade de consentimento daquela pessoa. Para a lei brasileira, a capacidade de consentimento e determinada pela idade: a partir dos 14 anos. namoro constitui um importante predit or da vitimação sexual posterior entre . as estudantes do ensino secundário. ... outros, ainda que em menor número, têm surgido no sentido de clarificar o . Entretanto, em um teste realizado pelo site da techtudo, nenhuma mensagem foi recebida ao realizar a inscrição como menor de idade. Vale ressaltar, que o acesso a plataforma não possui nenhuma complicação, super fácil de acessar. No final do cadastro, nos termos de uso, é o único local em que aparece alertas em destaque. Companheiro, nesse caso não há nenhum problema porque além de ser menor, já não constitui nenhum crime. Apenas seria punivel se tivesse menos de 16 anos. Aos 16 anos, apenas por curiosidade, é a idade da emancipação, ou seja, com o consentimento dos pais o/a menor já pode casar. Tenho uma namorada que e menor de idade, e infelizmente alguem para me prejudicar levou o caso ao conselho tutelar, mas os pais nao sao contra e tambem nao tive nenhum envolvimento fisico com ela, queria saber se tem como eu e os pais dela ter algum documento que mostra que eles estao cientes do namoro e que esta na supervisão deles, visto que o conselheiro falou que se ouvesse outra denuncia ... Site focado em namoro que tem uma área de dicas de segurança para paquera online. Algumas das dicas são: Ouça a intuição. Se estiver desconfortável com a conversa ou insegura, não siga em frente. Não dê seus dados pessoais para quem você não conhece. Cuidado com o apelido escolhido, ele pode dizer muito sobre você.

O relacionamento falso

2020.09.20 17:35 PessoaComInsonia O relacionamento falso

Olá luba,turma,editores,gatas e espíritos na casa do luba
(Como essa história aconteceu com minha amiga e o post dela estava sendo excluído, eu vou contar na visão dela)
Quero que julguem quem foi babaca nessa história
Bem tudo começou com uma menina que chamarei de p1 (pessoa um) que entrou no meu canal pequeno e comentou,como era um canal pequeno o meu fui ver o dela também é vi que ela tinha criado um grupo no zipzop e deixado o link então eu entrei,nesse grupo tinham 3 pessoas que eu conversava a p1 a p2 e a p3 E vi que a p1 era muito irritante de vdd mas continuei a falar com ela por pena,e a p2 e a p3 eram legais,então dois dias depois de nos conhecermos a p2 me pede em namoro (Eu sou menor de idade tenho menos de 12 anos mas ela tinha também) então eu não sabia oq falar,só aceitei (por pena) """""""ficamos"""""""" por umas 2 semanas e eu simplesmente bloqueio ela e saio do grupo,um tempo depois a p3 me pede em namoro (Ela tinha 14 anos e eu sou menor de 12) então na mesma situação aceito por pena """""ficamos""""" por uns 2 meses e depois só falo "oi quero """"teRmiNaR""" e ela ficou muito triste mas ok DOIS DIAS DEPOIS A P1 ME PEDE EM NAMORO eu não sabendo oq falar nem gostando muito dela como amiga falo sim,"""ficamos""" por dois dias Então conhecemos a p4 que também não era tão legal,depois a p4 me pede em namoro falo sim dnv terminamos depois de 1 semana então a p1 quer voltar eu falo sim,terminamos umas 5 vezes e ela sempre pedia em namoro dnv e eu aceitava,depois da sexta vez cansada eu falo q não estou pronta para relacionamentos e elas ficam putas cmg falando que eu feri os sentimentos de todo mundo e que eu sou muito egoísta e um monstro
Então quem foi babaca,eu por fingir ou elas por me chingarem quando eu falei que não estava pronta para um relacionamento?
Deculpa pelos erros de escrita
Menor que treix
(Ps: repost porque eu apagay sem querer)
submitted by PessoaComInsonia to TurmaFeira [link] [comments]


2020.09.15 20:53 Apophises Isolamento social fez eu me apaixonar como na adolescência e isso têm feito eu ter mais vontade de viver

Esse texto vai ser longo, agradeço quem tiver interesse de ler. Tenho precisado escrever isso pra organizar as ideias.
É sabido que quanto mais nos apaixonamos, menor vai ser o fulgor das próximas paixões. Eu sempre fui uma pessoa que me apaixonava muito fácil, coisa que me rendeu várias tristezas e falta de correspondência, até ai é normal. Por conta disso também acabei me tornando mais frio e seletivo, o que me tirou a facilidade de criar vínculos com as pessoas (coisa que me faz muito bem, pois não sofro tanto mais com traições de amigos e namoros).
De qualquer modo eu passei a sentir falta de ter aquele sentimento fulgurante de paixão, ainda mais quando os problemas da vida vieram me açoitar e deixar minha vida mais cinza. Então veio a pandemia, o isolamento e eu cai de cabeça dentro do meu próprio ser a ponto de enjoar estar tanto tempo com as minhas qualidades e defeitos. A ponto da solidão não ser dolorosa, mas sim absurdamente tediosa. Eu ficava ansiando por falar com alguém, conhecer alguém, sentir algo por alguém, qualquer coisa que me aproximasse mais do externo.
Em virtude também da solidão e isolamento, parece que meu coração amoleceu e tornou tudo mais fácil; traduzindo pra linguagem popular: Carentena.
Moro com meus pais que são idosos, fico aqui cuidando deles, fazendo tarefas cotidianas: ir comprar água, pão, mistura, cigarro (pois somos todos fumantes) e numa dessas idas e vindas eu sempre vou no posto perto de casa. Uma moça começou a trabalhar lá, mais ou menos da minha idade. Em um dia específico, eu havia acordado angustiado, desanimado, com todos os efeitos de estar a meses sem socializar. E fui comprar o pão e o maldito cigarro. Lá estava ela, me cumprimentou profissionalmente (ou nem tanto), com um caloroso bom dia que atingiu-me como uma flecha no peito. Pedi com gentileza o pão e o cigarro, ela o fez, olhou pra mim e elogiou minha roupa. Conversamos brevemente a respeito. Pronto, a coisa tava feita, a moça conseguiu sem querer entrar no meu campo. Vou até lá todos os dias realizar as comprar diárias e encontro ela, conversamos sempre brevemente e fica por isso. É gostoso como estou como na adolescência: coração disparado ao vê-la, idealizações e o ânimo que toda essa ideia me traz.
Apesar de tudo, não sei socializar, não fui educado para isso e tenho tentado ajustar esse aspecto da minha personalidade. Ser menos instrospecto e ter menos medo de falar com os outros. Pretendo um dia ir além das breves conversas e perguntar seu nome, número e quem sabe tentar algo?
Em contrapartida, ainda mantenho parte da desconfiança, coisa que se torna meu porto seguro para essa paixão não me cegar e me manter o pé no chão.
É isso, obrigado se leu até aqui e caso vocês desejarem eu trago atualizações. Tenham todos um ótimo dia e uma ótima semana!
submitted by Apophises to desabafos [link] [comments]


2020.09.11 18:39 Enscie Garotas mais novas estão se atraindo por mim

Opa pessoal, eu tenho 24 anos, mas não aparento... Não sou virgem e tal...
Ultimamente tenho notado que garotas mais novas no meu bairro, entre 14 e 18(apenas uma) tem se atraído por mim... (Vejo olhares, os moles, abertura para conversa, ai pergunto idade e vaso... kkk)
Mas eu me sinto desconfortável com moças mais novas, sei que após 16 pode rolar namoro se os pais permitir e sexo se ela consentir... Mas me senti quebrando uma lei ou violando a menina se for menor, sendo sincero me sinto melhor se tem mais de 21, fico mais tranquilo. Mas talvez oq sempre me relacionei com gente mais velha, minha Ex 26, e antes dela mulheres de 27, 38 e 40 anos.. E não sei se namorar uma jovem de 16 ou 17 seria legal mano... E nem sei os gostos e tal.. me sinto perdido... o que vcs podem dizer sobre isso?
Eu quero namoro sério, fidelidade e querer estar comprometido com o crescimento mutuo...
submitted by Enscie to desabafos [link] [comments]


2020.09.09 05:28 ispanholito Acho que a garota perfeita não existe, ou talvez sim

Mano a muito tempo eu tento encontrar uma garota que seja perfeita para mim, tipo eu já tive dois namoros,mas mesmo assim não deram certo então eu parei de namorar por um tempo e agora estou tentando encontrar a garota perfeita para mim só que eu não tô encontrando ela, tipo eu gosto de garotas engraçadas, menor que eu, magra, inteligente, goste de gatos e que gosta de anime, só que hoje em dia isso é muito raro, a maioria das garotas são patricinhas ou outras coisas, o pior de tudo é que eu sou amigo de uma garota que se encaixa perfeitamente nisso, no meu gosto, só que eu sou amiga dela há 3 anos e sou extremamente apaixonado por ela só que eu tenho medo de falar que eu amo ela e acabar amizade, alguém me ajuda?
submitted by ispanholito to desabafos [link] [comments]


2020.09.02 18:10 gusuniverse Pessoas com ansiedade ou Síndrome do Pânico: qual foi o primeiro sintoma que sentiam?

E aí gente, tudo bem? Semana passada, eu passei mal, tipo como se estivesse com a pressão baixa. Como era impossível eu me deslocar imediatamente ao hospital (eu estava só em casa), fiquei apavorado achando que era um problema súbito. Tirando o coração acelerado e o nervosismo, só senti isso mesmo. Aferi a pressão arterial e estava 14/10.
Como no começo do ano eu fiz uma série de check ups cardiológicos devido a uma suspeita de hipertensão, voltei ao médico supondo haver alguma ligação entre o meus sintomas. Resultado: o cardiologista me encaminhou para um psiquiatra supondo ser Ansiedade ou Síndrome do Pânico. Disse que eu estava bem do coração, sem nenhuma doença e que, por ser jovem (tenho 24 anos), era desnecessário eu “viver” no cardiologista.
Entretanto, eu fiquei confuso porque não me lembro de ter sofrido nenhum trauma ou abuso na minha vida. Quer dizer, desde criança eu sempre fui meio hipocondríaco. As manias típicas TOC assombraram a minha adolescência inteira (mas nunca cheguei a um diagnóstico médico sobre, só os meus sintomas que eram muito parecidos). Até hoje esses pensamentos intrusos me afetam, porém numa escala muito menor do que era na juventude. Todavia, pelo que eu vejo na internet e redes sociais, há sempre um “gatilho” pra despertar as crises de ansiedade, certo? Como problemas na família e namoro, desemprego, baixa autoestima, insegurança com a aparência e sexualidade e essa própria pandemia do coronavírus. Mas nada disso é o meu caso.
O que vocês acham? Eu devo me consultar com um psiquiatra ou a causa seria mais “orgânica”, devendo procurar outro cardiologista? Agradeço desde já!
submitted by gusuniverse to desabafo [link] [comments]


2020.09.01 23:57 Ecstatic-Tear9070 Esse cara é um pedófilos

554796375501
Esse cara faz web namoro pra conseguir nuds de menor de idade
submitted by Ecstatic-Tear9070 to TravaZap [link] [comments]


2020.08.29 06:47 yurizinho_de_merda Quero parar de mora com a minha familha

Oi sou um menino trans mas nao posso corta o cabelo nem me arrumar do jeito q quero nem falar do jeito q quero eu moro com pais muito homofobicos e ainda por cima eu tenho um namoro trisal eu ja escurtei tanta coisa q chega a doer na alma como "vc é uma pessima filha" "vc ta fazendo suruba q coisa nojenta nunca pensei q teria isso da minha familha" isso ja me magoou muito e a uns 4 meses atras meu pai quebro o meu celular pra nao falar com o meus namorados falo q to muito mal educada (pq eu cortei o cabelo escondido e tbm fiquei com depressao e nao queria sair da cama pra nada) minha mae fico sem falar comigo por nao estar em um padram minha mae (meu pai e minha mae sao separados) ela me tiro de casa pq eu estava com depressao e ela sempre falava "ela nao ta com depressao pq eu começo minha filha" nem imagina ela q eu tentei suicidio 5 vezes meu pai me deu um soco no olho por "responder" ele e depois me deu um soco na boca por chamar ele de "mano e cara" só tem um problema meu pai nunca foi presente na minha vida e do nada chego na minha vida me batendo assim to sendo obrigado a morar com meu pai por conta da pandemia ele me deu um celular novo pq minha mae mando. Minha mae via os cortes dos meus braços e nao falava nada apenas ria um dia minha tia e minha mae se reoniu pra falar q remedios nao ia me matar se eu quero morrer tenho q fazer mais es forço meu pai e minha mae tbm se junto pra pergunta "eu vi a lamina na mesa pq vc ta se cortando?" e eu chorando e falando "pq eu me odeio" e eles apenas ficaram fazendo deboche como se nao ligace minha mae vive bebendo e meu pai é um maconheiro e tipo eu quero muito sair daqui e tentar ser feliz em outro lugar com meus namorados mas sou de menor eu juro q teve uma hora q meu pai falo "vc m q eu va atras deles e mato eles?" mano serio eu ja to sem esperanças do q fazer... Acho q apenas posso tentar suicidio dnv
submitted by yurizinho_de_merda to desabafos [link] [comments]


2020.08.27 21:34 Ultimecia- Desabafo sobre pensamentos ruins que me atormentam (+18)

Ola pessoal, depois de muito pensar, e me perguntar se deveria fazer esse texto, venho aqui pra desabafar um pouco, pois não tenho um ciclo social muito grande pra o qual eu poderia contar essas coisas, e as poucas pessoas que eu poderia contar, Não seriam diretas e sinceras. Como o texto também é bem constrangedor, acredito que um leve anonimato deve me ajudar a se expressar melhor.
Marquei o texto como +18 porque usarei palavras bem explícitas aqui para melhor entendimento, porém, ciente das diretrizes da comunidade, caso o texto seja ofensivo ou afete alguém menor de idade, gostaria que fosse removido o mais rápido possível, me desculpem se acabar sendo ofensivo ou algo do tipo, espero não ultrapassar nenhum limite aqui. Mas vamos lá.
A 3 anos atrás eu conheci uma garota do meu antigo emprego (tenho 23 anos, isso não fere meu anonimato). Essa garota era perfeita e muito fofinha, tinhamos a mesma idade e nos demos super bem, estávamos solteiros, e depois de 6 meses nos conhecendo começamos a namorar. Namoramos por uns 2 anos, e nesse tempo aproveitamos muito a companhia um do outro, foi tudo perfeito, sem brigas e sem desentendimento, até que começamos a nos conhecer de mais. Sempre fui um cara reservado, antes dela só namorei uma pessoa, por 3 anos, minha única experiência sexual foi com essa pessoa, e após o termino nunca me relacionei como mais ngm, porém, essa garota que conheci no meu trabalho (vou chama-la de Yomawa, nem sei o pq :v) ja havia tido muitos outros caras no passado. Conversando com ela, descobri que fui o primeiro namorado dela, porém, ela ja havia ficado e tido aventuras adultas com mais de 15 caras no total, alguns em festas, faculdade, e todo o resto, com alguns mais de 5 vezes, ja havia feito menage e outros desejos sexuais que realizou por curiosidade. Confesso que me surpreendi, uma garota tão fofinha e delicada ja ter passado por isso me abalou um pouco, e depois que eu fiquei sabendo dessas coisas, nosso namoro desandou. Comecei a criar uma espécie de paranóia na cabeça, de nunca ter dado um prazer tão bom pra ela em nossas relações na cama. Eu tinha alguns fetiches e curiosidades, e ela, ja havia realizado todos com os caras anteriores. Com o tempo essa paranóia de me sentir insuficiente foi tomando conta de mim, até que cometi o erro (ou não) de perguntar se eu ja havia sido o melhor com ela na cama. Ela disse que não, disse que avalia certos pontos nas relações, como preliminar, oral, beijo, penetração, vibe e etcs. E que desses pontos, eu tinha sido o melhor em preliminar e sexo oral, maaaaas, um dos piores em penetração, disse que ja tinha se relacionado com outros caras que proporcionaram um prazer enorme pra ela, e que achava difícil eu superar. Uma coisa que amo nela, é a sua sinceridade, eu odiaria sentir que estou sendo enganado, e a verdade apesar de doer, é o que eu prefiro. Desde então eu tenho me empenhado e dado o melhor de mim, para "ser o melhor" de cama. Eu nunca tive esse orgulho macho (como prefiro chamar) de querer ser o mais fodao em tudo e bla bla bla, mas isso tem me atormentado, e tem me impedido de ser feliz.
No começo ela acreditava que eu poderia ser o melhor na penetração e bla bla bla, mas agora ela pede pra eu não criar esperanças ahebhahehe que do jeito que estou (estou dando o maximo que consigo e fazendo treinos constrangedores de desempenho sexual no meu quarto) posso levar quase 1 ano pra conseguir ser o melhor do melhor. E isso tem me atormentado tanto que estou ficanso triste de vdd, me sinto insuficiente, quando estamos juntos e vejo ela gritar e gemer de prazer na cama, penso logo : - Se ela se contorce desse jeito comigo, imagina com o cara que já comeu ela melhor. Aaaaaaaaahh é horrível, me desculpem pela forma de falar "comeu" mas não consegui pensar em algo menos machista. Imagina você namorar uma garota que diz "meu namorado não foi o cara que me comei mais gostoso, desculpa, estou sendo sincera".
Ela diz que não liga pra isso, que o que sente comigo nunca sentiu com ngm, que nosso amor é pfto, que eu trato ela como uma Deusa e isso motivz muito ela todos os dias, ela chora só de pensar em me perder, e de vdd combinamos em tudo. Gostos, musicas, animes, séries, jogos, ela é perfeita, e eu sou o cara que nem consigo dar um prazer suficiente na cama, me sinto ridículo por isso, mas penso que quando começamos a tranzar, ela tem uma expectativa de ser bom e maravilhoso, e acaba não sendo, ela acaba esperando que seja bom como os outros caras, e acaba não sendo. Ja imaginou ela ter aquele prazer como referência sempre que pensar em sexo ? E não no meu ? Eu não consigo ser eu mesmo desde que isso aconteceu, e me sinto tão mal que penso em terminar. Estou mt agressivo com as palavras e muito decepcionado comigo, esse relacionamento está me deixando mal e me fazendo sentir a cada dia insuficiente, e ela não tem culpa, nunca seria capaz de culpa-la por falar a verdade, é a qualidade que mais amo, mas estou perdido. O relacionamento é mt mais que sexo galera, mas sinto que a cada segundo que passa, os caras anteriores estão ganhando de mim, sei la, é como se eu estivesse perdendo (???) Estou paranóico, queria desabafar, penso em ir em um psicólogo ou sexólogo, mas não sei mais o que fazer, de vdd.
Me desculpem se ficou mt grande este desabafo, ou se acaba ferindo alguma diretriz ou algum menor de idade, pfvr excluam se for o caso :(((
Ass : O cara que não foi o melhor da sua namorada
submitted by Ultimecia- to desabafos [link] [comments]


2020.08.27 01:49 yurizinho_de_merda Eu sou tao ruim assim?

Minha familha sempre foi muito preconseituosa... E eu tive q ser logo um menino trans e pam, me descobri com 12 anos ninguem ia me aceitar entao tentei fazer oq eu podia pra nao fazer mal para minha mae, eu comecei a ficar com depressao por conta de eu nao poder ser oq eu era. Sofri abusos na escola todo mundo me tratava como brinquedo, eu ja estava cansada entao eu cortei o cabelo no ombro enquando minha mae dormia quando ela acordo ela fico sem falar comigo por 6 dias e falo q só poderia pintar o cabelo quando ele crescer pq ela nao gosto meu pai me deu um soco na cara por querer usar as roupas q eu gostava e tipo depois de ver tanto odio eu comecei a odiar toda minha familha e eles achava q eu tava ficando mimada meu pai quebro meu celular pq eu tentei pedir ajuda... Pra eles tudo era culpa do meu namorado q eu namoro a distancia... Ele apenas me dava apoio pra eu me sentir confortavel com oq eu era... Tudo só piorou quando descobriram q eu namorava dois menino um trisal. Ameaçaram meus namorados de morte se eu nao parace com isso cada dia q passava mais eu ficava depressivo. Meus namorados querem me levar para casa deles pq nao aguenta mais eu me machucando... Só q eu sou de menor tenho 16 anos eu nao aguento mais sofrer assim... Ainda por cima minha familha é machista. Eu só quero sair daqui nao aguento mas... Só nao sei se minha familha vai deixar eu sair de casa todos os dias eu me sinto sufocada tenho vontade me matar todos os dias... Minha familha ri de mim enquanto eu morro em silencio...
submitted by yurizinho_de_merda to desabafos [link] [comments]


2020.08.26 10:04 marvinpls as vezes cansa demais ter apenas um grupo de amigos

não, não é pelo motivo de serem meus únicos amigos. falarei sobre um conjunto de problemas que parecem uma bola de neve invisível.
hoje tive uma discussão com um amigo, esse amigo que entrou no nosso grupo há 2 ou 3 meses mais ou menos. ele é uma pessoa muito legal, mas menos quando toca em qualquer assunto sobre política.
ele se altera, grita, e não liga se você não está gostando. parte disso é por ele ser meio debochado, irônico, sarcástico e piadista fora de hora, mas o jeito como ele se comporta não é impactante no bem estar do grupo pois ele é uma pessoa muito de boa nas outras vezes e é bem participativo, só esse detalhe que é chatinho mesmo.
no meio dessa discussão sobre política surgiu muita coisa (que foi a menor das coisas). fofocas sobre ex membros que fizeram merda e pararam de falar com a gente, problemas deles mesmos com outros membros (não era só ele na chamada), e por aí vai. tudo bem, fofocar é legal e alguns assuntos até são "éticos", mas isso dá liberdade que falemos sobre coisas que não temos certeza sobre outras pessoas apenas porque estamos em bando, por estarmos supondo sobre coisas duvidosas de membros com pessoas que tem disposição à concordar conosco (as outras pessoas da call).
darei exemplos.
um amigo nosso fez merda, vacilou com apenas 1 membro do grupo. esse ficou sentido, mas esse amigo que fez merda não pediu desculpas e ficou ausente do grupo por conta do climão. ele não fez nada tão grave na real, mas para a pessoa em específico ela se sentira ofendida e por fim ele devia uma leve desculpas. o resto ainda gosta e fala com ele, mas essa pessoa que não recebeu as desculpas não. odeia ele, por um motivo bobo na real pois o que motivou a briguinha entre os dois foi algo bobo.
como estávamos em grupo, apenas observei que muitas pessoas começavam a especular sobre a vida particular dele, o que achei bastante intrusivo. faziam fofocas sobre o namoro dele, sobre o jeito dele, tudo porque não gostavam dele! óbvio que essa indiferença foi motivada por ele ter feito besteira, mas será que isso dava direito de falar sobre coisas extremamente pessoais da vida dele? claro que não.
acho o comportamento infantil, e também acho muita gente sendo infantil quanto à esse caso, o que denota uma imaturidade de muita gente daquele grupo, que é maioria.
pessoas que não tem expectativas de vida, tem uma idade semelhante à minha, e tem uma vida confortável em casa com seu computador, mas são bons amigos e convivo com eles desde o ensino médio (hoje tenho 22 anos). são pessoas relaxadas, mas são boas pessoas.
por fim... de verdade, são ótimos amigos, mas essa parte da maturidade me fere bastante. quando serei alvo de algo semelhante caso eu faça algo que eles não concordem? por falar algo ou suporem errado sobre minha vida em particular e coisa assim. eu não quero isso, e me sinto desconfortável só de pensar sobre a possibilidade.
é muito ruim ter apenas um grupo de amigos que você compartilha muitas e muitas coisas o tempo todo há muitos anos, principalmente quando não são pessoas lá muito maduras.
queria muito conhecer pessoas novas, mas não sei como e nem por onde. nunca dei certo na faculdade pra fazer amigos, e sei lá quando vou conseguir outros. parece que é difícil conseguir um novo grupo de amigos hoje em dia.
submitted by marvinpls to desabafos [link] [comments]


2020.08.25 21:03 ImagineLives Eu amo ela!! Mas... ela não me ama?

Oi... Eu vou (tentar) ser bem direto
Meu nome é Rapha, Tenho uma namorada já faz mais ou menos 8 meses, começamos a namorar ainda na escola, ela veio até a mim e começos a conversar, e em pouco tempo já estávamos apaixonados, com o passar do tempo eu decidi pedir ela em namoro e aqui estamos.
No início do nosso namoro era uma coisa incrível, eu nunca senti tanto amor e reciprocidade por alguém em toda a minha vida, tínhamos uma conexão EXCEPCIONAL, toda conversa nossa era sinônimo de muitas risadas, compaixão e carinho.
Mas depois do 4 mês, eu tenho sentido ela bem distante de mim, sei que por conta da quarentena o ânimo de todo mundo mudou, mas parece que ela só mudou comigo, tipo, desde de o único ela tem minha senha do celular, e eu tenho as dela, eu nunca entrei no celular para ler nada, mas de vez em quando ela entrava no meu e de início eu achava normal do ciúmes e tals...
Só que esses dias minha preocupação com o nosso relacionamento aumentou de uma forma giganteca, ela já não era mais a mesma comigo, sempre que eu chamava ela para fazer algo ela diz "talvez" ou nem presta atenção no que eu disse, ela já não ligava mais para os presentes que eu fazia, os textos que eu deixava para ela (e que ela sempre amou).
Até que semana passada eu entrei no celular dela e fui ler algumas conversas dela, com o objetivo de descobrir algo, se ela não queria mais ficar comigo ou algo do tipo, mas todas as conversas que tinham ali, ela se divertia e muito, tinham memes(as vezes eu envio alguns memes para ela) tinham memes que eu já tinha enviado, e ela disse que não tinha a menor graça, mas quando os amigos (as) dela enviavam o mesmo meme, ela caia na gargalhada, olhando mais as conversas eu reparei que ela se divertia muito mais do que cmg.
Nesse momento minha Insegurança dó aumentava cada vez mais, até que decidi conversar com ela, falei tudo o que eu sentia, perguntei se estava tudo bem com ela, se eu tinha feito algo desagradável, se ela não gostava mais de mim, se ela pensava em terminar, e ela simplesmente falou que estava tudo ótimo, falou que não queria terminar comigo, perguntei se ela se divertia cmg e ela disse que sim, mas era muito difícil de acreditar em tudo aquilo para mim, e comecei a virar uma pessoa muito insegura.
Eu amo essa menina de uma forma que nunca amei ninguém, me dói muito ver que eu não sou uma pessoa no mínimo interessante para ela e me dói ainda mais ver que ela mente sobre isso para mim, eu já não sei o que fazer, já não sei o que pensar, parece que a cada dia que passa ela vai deixando de gostar de mim, e eu me odeio por isso, já chorei muito (e eu não sou um cara que chora com facilidade), mas eu não sei mais o que fazer, será que eu estou disponível demais? Será que eu me iludi esse tempo todo? Será que ela mentiu para mim? E se mentiu, o por quê? Minha cabeça está uma confusão...
submitted by ImagineLives to desabafos [link] [comments]


2020.08.22 02:27 Luizinguitar3 Não aguento mais lidar com merdas de terceiros que refletem até na vida pessoal de quem não tem nada a ver.

Minha mãe é uma pessoa que sempre estudou muito e fez de tudo para nunca precisar contar, financeiramente e/ou emocionalmente com a família que ela tem, no caso, a mãe, pai e irmã dela. Construiu uma carreira na área de química ligada a radiação, hoje é pesquisadora e, apesar de estarmos falidos por causa de terceiros, ganha bem.
Tudo foi bem na medida do possível, até que, em por volta de 2007, meu avô, pai dela e já idoso, foi preso num esquema criminoso aí que rolou (nada muito sério, tipo matar alguém, mas ainda assim crime) e ela teve que gastar boa parte da grana que ela não tinha com advogado para, além dele, minha avó e minha tia que era cúmplices de tudo.
Alguns anos depois dessa treta, minha avó, que não olhava na nossa cara há pelo menos uns 8 anos, oficialmente perdeu tudo que tinha e veio morar aqui em casa, que não é um lugar grande, e ficou quase 5 anos (de 2015 até o final de 2019) nos enchendo o saco, já que ela é uma pessoa extremamente ingrata e egoísta, fazendo com que pessoas que amávamos e que frequentavam nossa casa nunca mais nos visitassem e, de quebra, como tinha sido recém diagnosticada de um câncer, gastando mais dinheiro da minha mãe, porém não dizia nem um obrigado para nada. Uma vez minha mãe sofreu um acidente de carro, chegou em casa visivelmente machucada e ela só foi reparar 3 dias depois (e eram hematomas gigantes no pescoço e braços, ou seja, dá pra ver fácil). Mesmo não querendo e evitando demonstrar, minha mãe sofria muito com isso.
Nesse meio tempo, meu avô saiu da prisão e aí foi mais grana da minha mãe pra sustentar ele agora, que mora com a irmã dele, tia da minha mãe, e, de quebra, ainda teve que pagar dívidas absurdas da irmã dela, que nunca paga o que deve, não faz absolutamente nada para os pais e ainda é extremamente grossa e agressiva com a minha mãe. Entre 2007 e 2015, minha tia morou com minha avó e sentava a porrada nela (na época minha avó tinha entre 70 e 78 anos, ou seja, idosa), e mesmo assim é a filha favorita de ambos até hoje.
Pra coroar a treta toda, no final de 2016 meu pai, que mora com a gente, começou a demonstrar uns comportamentos estranhos e só esse ano (por volta de março se não me engano) finalmente um médico o diagnosticou com uma doença cujos sintomas casam com o que ele tem. Ela se chama demência fronto temporal e, se pesquisarem sobre casos, vão ver que a rotina da pessoa e das que convivem com ela mudam muito devido a isso. De quebra também, o gasto mensal aumentou muito, além de tudo, devido a necessidade de médicos, já que nosso plano de saúde que é o único que conseguimos pagar não ajuda em praticamente nada, e, pra coroar, o salário dele e da minha mãe caíram em mais de 50%. Se não fosse o auxílio emergencial e um auxílio que tô recebendo pela faculdade nem sei o que faria, já que também não ganho lá muita coisa pelo trabalho e, como sou autônomo, não tem como contar muito ainda mais nesse período.
Apesar de ser uma pessoa doce, inteligentíssima, tratar todo mundo bem, todo mundo gostar muito dela e admira-la bastante, inclusive eu, sei que ela tenta muito ser uma ótima mãe, mas não é a pessoa mais atenciosa do mundo em relação a mim e minha irmã. Os únicos assuntos que ela conversa comigo são faculdade e trabalho (ela é acadêmica e sonha com meu doutorado, sendo que nem no terceiro período da faculdade tô). Normalmente, como ela tem que carregar o mundo nas costas, ela se preocupa mais em resolver o que dá pra ser resolvido e tapar o que está ruim com uma peneira até não dar mais e aí precisar resolver.
Meu pai era um excelente pai e realmente não é exagero, mas na situação atual não é como se ele conseguisse dar conta das coisas, mesmo qu minimamente, então ela se sente frustrada e sozinha por ter pedido o suporte dela. Ambos se davam muito bem e foi (e é) bem foda pra ela.
Apesar de eu já ter o diagnóstico médico de depressão há pelo menos uns 5 anos, esse período de pandemia piorou tudo e, além disso, tenho tido crises bem ferradas de ansiedade. Não só devido a minha família, mas também porque namoro uma pessoa cuja mãe é (diagnosticadamente) narcisista, que faz a vida dela um inferno e, apesar de termos um relacionamento foda entre nós dois, eu estou sempre preocupado com o que essa mulher possa fazer. Além disso, mesmo quando não rola nada, não consigo dormir bem. Até malhando e tomando remédios (prescritos) tá ficando difícil e sinto que estou a beira de ter um colapso nervoso. Muitas noites me vejo tremendo, sem conseguir respirar, com pensamentos suicidas e completamente exausto, mas sem conseguir dormir. A única coisa que tenho feito fora de casa é levar meu pai pro mercado e na padaria, porque ele gosta de, nas palavras dele, "dar voltinha" no quarteirão, e ir no banco quando preciso resolver algo. Ou seja, se eu já não tinha muita "vida", agora tá pior ainda.
A questão é que essa parada de, não só minha mãe, mas principalmente ela (que é meio que meu único apoio familiar e na vida além da pessoa que namoro) fazerem tão pouco de mim e do que sou e sinto fica me matando porque não importa quantas vezes eu peça ajuda, ninguém ouve. Tenho muito medo de acabar tendo um colapso nervoso, como já aconteceu antes.
Faço acompanhamento psicológico há uns anos e recentemente (faz uns 3 meses) mudei o atendimento de 1x para 2x por semana, mas o que são só duas (dependendo da semana menos) sessões de terapia para alguém que passa a semana cagado?
E, assim como a pessoa que namoro passa com a mãe dela, ter que lidar com um monte de consequências ruins na vida por causa de coisas merdas que terceiros que pouco tem a ver com a sua (como meus avós, minha tia e minha sogra, por exemplo) e se ver completamente sem perspectiva por causa dos outros é muito ruim.
Não tenho muitos amigos (não que dê pra pedir algum apoio nem que seja pra ouvir como me sinto) e minha família, que já era distante, depois da doença do meu pai simplesmente sumiu.
As vezes sinto que minha mãe quis ter os filhos, mas nunca pensou de fato em como seria cuidar deles, até porque ela nunca teve quem cuidasse dela, então nem faz ideia de como é isso e, de fato, quem era mais ativo no nosso dia a dia, até porque o horário de trabalho dela era menos flexível, era meu pai, então até essa quarentena ela nunca tinha ficado tanto tempo perto da gente e muito menos em casa.
Tenho uma irmã, que é menor de idade, e minha mãe até dá um certo apoio e presença maior a ela por conta disso, mas, no meu caso, é como se eu fosse só uma pessoa que mora de favor aqui. Entendo que muita gente se sente assim depois que faz 18 anos, mas é foda principalmente quando não se tem ninguém para contar, ou ao menos um amigo pra desabafar.
Tenho muita dificuldade em fazer amizades, o que piora tudo, e acho que isso também vem do fato de que, apesar de eu sempre ter sido uma pessoa introvertida e mesmo assim conseguisse fazer uma ou outra amizade, os últimos tempos pra cá, por estar sempre ansioso, preocupado e correndo pra lidar com a minha família, seja porque meu pai não pode ficar sozinho em casa, ou porque trabalho, ou porque deu uma merda nova na vida da minha mãe e ela tem que resolver em cima da hora ou porque minha irmã tomou remédios demais e foi parar na UTI (sim. Já rolou algumas vezes, já que ela também é depressiva).
Para botar a cerejinha no bolo, sou homem trans e comecei com os hormônios há cerca de um ano, logo minha cara tá bem diferente e minha mãe não lida bem com isso, então, querendo ou não, isso também afastou mais a gente. Nas palavras dela quando contei: "eu já tenho um monte de problema pra resolver e você me aparece com mais isso?"
Penso muito em sair de casa, pouco antes da pandemia tava começando a tirar isso do papel, mas sempre que comentava sobre a ideia, como algo hipotético, todo mundo aqui falava que agora não dava, porque eu tinha que ajudar a cuidar do meu pai, e, com a pandemia, desanimei de vez (e o dinheiro todo acabou, pois era isso ou mais dívidas.)
Percebo sim que minha mãe tem uma preferência pela minha irmã, pois, por ela gostar mais de estudar que eu, principalmente coisas tidas como "normais" (normal eu digo coisas que compreendem as áreas de exatas, humanas, línguas e biológicas. Claro que nada é tão simples assim, mas eu faço faculdade de música então forçando a barra acho que deu pra entender a comparação), se for pra escolher quem vai cuidar da casa e do meu pai e quem vai estudar acho que já temos uma resposta. Além disso, a personalidade de ambas é bem parecida.
Realmente não sei o que fazer. Não sei se alguém vai ler até o fim, digitei tudo de uma vez. Só queria me sentir capaz de ter a minha própria vida, não só financeiramente, mas sem situações que bloqueassem completamente qualquer coisa que eu tentasse e automaticamente fizessem com que eu me sentisse cada vez mais sufocado nessa bola de neve gigante.
submitted by Luizinguitar3 to desabafos [link] [comments]


2020.08.19 15:51 RunaZukiJi Amor ou independência?

Olá Lubinha, editores, possível convidado, gatinhas que estão a ver e papelões.
Eu estava presa em um relacionamento de 9 meses com um garoto deprê... A gente sempre se deu muito bem no início do namoro. Ambos achávamos que séria pra valer. Mas terminamos antes mesmo de completarmos 1 ano.
Tudo começou a dar errado quando estávamos com poucos meses juntos. Acho que uns 4 meses. Soube através do irmão dele, os problemas psicológicos que ele tinha e fui conversar com ele. Me abri pra ele também e pedi pra que ele com confiasse em mim... Pra que ele sempre possa falar dos problemas dele.
Desse dia em diante começou a ficar errado e estranho. O jeito que a gente conversava mudou, a forma que ele falava comigo mudou. Mas ele sempre dizia "eu tô carente de ti" "preciso de ti"...
Uns dias se passaram e eu dei o número de uma amiga minha minha. Relaxem, ela já namora kkkk (mas o fato dela namorar não impede deles terem ficado, certo?). Eles conversavam todos os dias e tudo que ele me mandava era um "Oi, tudo bem?".
Desde então ele começou a me deixar de lado e conversar com ela. Quando a carência dele apertava ele falava comigo. Eu era a bonequinha de pano dele. Ele me comprou, brincou comigo, ganhou outra bonequinha e me deixou de lado.
A gente sempre brigava quando ele sentia ciúmes das conversas engraçadas que eu postava nos status. Sendo com homem ou com mulher. Eu falei que eu tava sendo excluída por ele, que parecia que ele estava só me usando pra descontar a carência dele. Ele nunca postou nada da gente.... Como fotos, conversas....
E a gente terminou por pedido dele. Ele disse que ia ser melhor pra nós... Concordei e hoje somos amigos. Ainda conversamos, bem melhor que antes. Estamos mais íntimos, digamos assim.
Bjs Lubinha. Menor que trêx
submitted by RunaZukiJi to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.15 03:31 Plira2 Bv com Alzheimer

Oi luba, editores, gatenhas lindas maravilhosas, e turma que está a ver. Minha história é um micão onde eu não sei como ainda estou viva : ) Pois bem, vamos a história
Estava eu conversando com um amigo sobre se encontrar no portão da escola pra matar aula e ir perder o bv com meus 15 anos. Descemos a rua da escola que era pertinho de uma represa onde ficamos la sentados olhando a vista (da represa mesmo). Eis que depois de conversarmos ele se aproximou pra me beijar devagar, eu com toda minha experiência, tava de olho aberto, e vi o dele fechado fazendo bico entrei em surto mental, e abracei ele dando uma risadinha! Pse, eu sei, fiquei mega sem graça e depois de um tempo ele tentou dnv, pensei "agr vai", mas não foi de novo kkkkkkk (rindo de nervoso). Depois desse fracasso total, nós decidimos ir andando até a cidade vizinha, em um momento ele teve a impressão de que estavamos sendo seguidos, olhei pra trás e n tinha ngm. Quando chegamos na outra cidade subimos um morro tipo de trilha que tinha uma vista incrível no topo. Eis que quando estou nos ultimos degraizinhos só escuto MINHA MÃE BERRANDO MEU NOME! Acontece que eu tinha passado na rua oposta em que ela pega o ônibus pro trabalho, então passei literalmente na frente dela🤦🤦. Ele ficou la, eu voltei pra casa quase sem orelha, e dois meses depois ele me pediu em namoro pra ela :) Quase fui mudada de escola por isso, depois ela aceitou, e terminamos depois de 2 meses. Esse foi meu mico lubisco, bjos e menor que treix
submitted by Plira2 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.25 03:26 marvel_teamo O crusch/bff tóxico

Oiii luba, editores e turma Hoje vou contar a história do meu ex bff pq ex crusch tenho 1 todo dia ksks Conheci ele ano passado, ele sentava atrás de mim, eu odiava ele pq ele me enchia a minha paciência (olha que eu quase não tenho) o tempo todo mas como eu tinha 💩 na cabeça comecei a gostar dele, viramos "amigos" esse " pra ele pq ele gostava mais do meu cachorro do que de mim, e dizia que não gostava de mim então... Ele mudou de turno (pra manhã) e lá ele era o popular com isso ele virou um babaca comigo pq ele dizia coisas horríveis de mim pô povo da manhã e eu ficava sabendo pela minha informante, e quando eu perguntava pra ele, ele dizia " que não né amiga, vc sabe que eu te adoro, e como foi pensar isso de mim vc é idiota só pode né burra kkk" bem assim mas o pior é que eu acreditava, quando a Quarentena começou ele se "declarou" pra mim sabe aquele jeito mo fofinho aí eu amei quando for de vdd vou amar mais ainda, ok ele me pediu eu em namoro eu disse sim pq eu gostava dele e roulou um romance que nem nos filmes bah, bah e bah, aí que começa o crime, o cara vem e me fala "oque vc faria aqui em casa na minha cama 😏" eu óbvio que respondi "hum nossa nós viramos um filme né ksks" aí ele me diz uma dessas " a eu tava pensando em outra coisa" a lubinha já ia ligar pra mãe dele, e liguei e quem atendeu foi o irmão dele eu disse que tava acontecendo aí ele me diz que "aí é que eu não sei oque fazer sabe" ( ele é autista) então achei normal pá, fui voltar a falar com muleque, eu disse que não tava correto e tals eu bem nervosa né, blz aí ele me manda um áudio dizendo "É TROLAGEM AAAA" mds e era a voz do irmão do pia só que ele tinha mandado áudio antes e era a voz do meu ex bff aaaaaaa.meu querido. Briguei com os caras e tals e o irmão disse a mais eu sou deficiente a mas eu mandei um belo foda-se ( eu não sei se foi injusto com o cara mais enfim) depois descobri que quem tava me mandando as mensagens era o autista e quem mandava os áudios era o ex bff eu bloqueie e depois recebi uma mensagem do celular da mãe dos pias dizendo " não fica triste não, mas agora eu descobri que vc é uma p#[email protected]" mds ksks eu bloqueie os 2, chorei que até "desmaiei" e denunciei o contato pq o autista tinha 20 anos então era abuso de menor Aí minha miga me disse que talvez ele se arrependeu do que fez e queira voltar amizade, eu acreditei de Novo e desbloquei ele, e ele me diz coisas piores que antes aaaaaaaaaaaaaaa ódiooooo Mas enfim no final de toda desgraça eu estou com bipolaridade e ansiedade na minha opinião melhor do que um bfff mas bjs lubinha te amo e se vc quiser eu conto sobre o meu professor de mat que faz buling junto com a minha inimiga mortal/crush garota sim luba eu tenho merda na cabeça e só me apaixono por merda tirando vc e o Jean kssk bjs e byeee
submitted by marvel_teamo to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.25 02:51 UPeralta18 Nude acidental

Olá Luba, Editores, Gatas, Possível Convidado, Papelões e turma! Como estão?
Isso aconteceu em 2011. Na época eu namorava uma garota ~safadinha~ que gostava de nudes. Então um dia eu fui mandar um pra ela e salvei numa pasta do 4Shared pra ela poder ver quando quisesse (obs: ela morava longe e, além de nos vermos só a cada 15 dias, mal podíamos fazer alguma coisa na casa dos pais dela). Mas então o namoro terminou e eu esqueci do nude na pasta em nuvem. Um dia uma amiga minha pediu pra eu mandar algum arquivo pra ela, como era um arquivo grande, subi no meu 4Shared e mandei o link da pasta pra ela enquanto conversamos no Skype. Quando ela abre a pasta, ela toma um susto e pergunta "Peralta, que foto é essa?" eu, sem entender, fui ver a foto e, quando eu vi o que era, apaguei o mais rápido o possível. Até hoje essa minha amiga me zoa por isso. É isso, até a próxima, lindos menor que treix
submitted by UPeralta18 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.20 06:48 MaelyzRoza Seu amigo te beijou a força, logo vc é uma vagabunda

Olá Luba e possível convidado, Misty e Galadriel(pss pss pss), editores seus lindos, cabeça do Fodrigo Raro e turma que está a ler.
Como eu sei que vocês adoram histórias de ex, aqui vai logo a história triste do final do meu primeiro namoro envolvendo Nice Guy, relacionamento abusivo e dupla traição por parte do meu ex e do meu melhor amigo na época.
Os nomes já estão alterados então não se preocupem em censurar caso apareça em vídeo.
Eu nos meus inocentes 15 anos tive meu primeiro namorado(vamos chamá-lo de Charlie), mas de cara meu pai não gostava dele pq ele tinha certeza que Charlie não gostava de mim, fica a dica desde agora turma, ouçam seus pais pq o instinto deles não falham. Charlie no começo do namoro era super carinhoso e sempre me dava presentes, sms logo de manhã me elogiando dizendo que eu era maravilhosa, cineminha todo fds e etc. Lá pro nosso 6° mês de namoro esse carinho foi sumindo, mas eu não ligava, pensava que era normal pq ele havia acabado de começar a corrida pro vestibular e então eu achava que eu tinha que ficar na minha e deixar ele quieto pra estudar por que dali a dois anos eu iria gostar que também me dessem meu espaço. Só que a partir dali começaram as brincadeiras imbecis tipo falar do meu peso e do meu cabelo e das músicas que eu gostava e o fato de eu estar correndo atrás de ter uma banda (ele teve banda durante um tempo também e pareceu estar querendo começar a competir comigo), havia também piadinhas machistas desagradáveis entre os amigos e nas redes sociais, tudo isso só piorava e como se não fosse suficiente ele se recusava a me visitar e sempre usava a desculpa do vestibular, eu tonta e apaixonada aceitava, mas meu pai continuava dizendo que nada daquilo era normal num namoro até por que minha irmã também estava em ano de vestibular junto com o namorado e eles sempre estavam juntos e cuidando um do outro, ao contrário de Charlie que parecia sempre me afastar ou exigir que apenas eu me esforçasse pela relação e claro que eu trouxa como era acabava aceitando.
Bom, fechando um ano e um mês de namoro com Charlie, era março eu acho, não tenho certeza, mas era o dia do aniversário de um dos meus melhores amigos, que morava a literalmente 10 minutos da minha casa, vamos chamar esse meu amigo de Bruno. Bruno fez uma festinha e chamou os amigos e a namorada, perguntei a Charlie se ele não queria ir cmg pra conhecer um dos meus melhores amigos, ele se recusou claro e ainda perguntou em um tom meio autoritário se eu realmente iria e eu disse que sim, eu já estava um pouco saturada das brigas e indiferença dele e consegui ignorar a birra dele. Eu cheguei bem cedo na casa do Bruno já que a mãe dele pediu minha ajuda pra cozinhar algumas coisas inclusive algumas pizzas que modéstia a parte faço muito bem, a família dele sempre gostou muito de mim então ajudei de bom grado. Quando acabamos de preparar a comida os amigos do Bruno ainda não vieram, então eu e ele fomos assistir filme na sala, como entre qualquer dupla de amigos a gente compartilhava os problemas e causos dos namoros então eu contei pra ele sobre o comportamento do Charlie e como eu tava um pouco cansada daquilo. O Bruno após ouvir aquilo simplesmente METEU A MÃO NA MINHA COXA E COMEÇOU A ME BEIJAR, eu imediatamente afastei ele muito brava, perguntei que m***** ele estava fazendo (vamos lembrar que o Bruno também tinha namorada), ele ficou sem reação, depois tentou falar algo sobre gostar de mim e só estava com menina atual pq eu estava com o Charlie entre outras coisas do gênero que não me lembro agora. Eu comecei a chorar com muita raiva e confusa, simplesmente quis ir embora, pedi licença a mãe dele e saí dali o mais rápido que podia, eu só pensava em como me senti agredida e o quanto eu queria ver o Charlie.
Mas o pior vai acontecer agora.
No dia seguinte eu contei ao Charlie o que houve, não omiti nada, afinal eu tinha a consciência limpa que na verdade eu havia praticamente sofrido um assédio e não tinha culpa de nada, tudo o que eu queria era abraçar meu namorado e me sentir segura. Charlie fez totalmente o oposto do que eu esperava, ele disse que se o Bruno havia me atacado foi por que eu estava "dando chance" do nada o menino surtou e me disse coisas horríveis do gênero "eu não acredito que você fez isso comigo, eu confiava em você" como se eu tivesse traído ele, quando na real eu fui atacada. Depois disso Charlie terminou comigo e passou-se outra semana dele dizendo coisas horríveis sobre mim inclusive na escola que estudávamos pros nossos colegas em comum. Eu sei que mesmo com os problemas eu não queria terminar daquela forma e foi um baque horrível na minha e autoestima esse fim de namoro, cheguei até mesmo a ter um desmaio no meu treino de muay-thai pq fazia quase uma semana que eu não me alimentava direito depois do término e até mesmo em alguns treinos eu chorava pq não estava magra como queria achando que foi meu peso que fez o Charlie ficar frio comigo e a situação com o Bruno foi só a desculpa que ele estava procurando pra ir embora. Hoje em dia eu sigo em terapia pra superar esse e mais alguns traumas da minha adolescência, mas eu percebi que nunca mais tive envolvimentos amorosos com significado real pra mim e estou solteira até então (insira aqui o Luba dizendo vou morrer sozinho kkkk). Sobre o Bruno, eu disse pra ele esquecer que eu existia e que ele deveria ter mais respeito por uma amiga e pela namorada dele.
É isso turma, espero que gostem da história e que sirva de lição pra quem não caiu fora logo de uma relação de merda como eu não fiz de cara, não façam isso com vocês mesmos, ninguém merece isso, beijos menor que treixxxxx.
submitted by MaelyzRoza to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.16 16:29 fobygrassman ESPOSAS INSATISFEITAS SÃO MELHORES QUE GAROTAS DE PROGRAMA

ESPOSAS INSATISFEITAS SÃO MELHORES QUE GAROTAS DE PROGRAMA
Esposas infiéis são mais duradouras, limpas e autênticas do que garotas de programa
Esqueça garotas de programa transando nunca foi tão fácil! De uma dona de casa traidora real.
As mulheres casadas NÃO estão procurando relacionamentos, elas já estão nelas, estão procurando parceiros discretos e divertidos para reacender e explorar sua sexualidade.
As garotas de programa estão sempre procurando extrair mais dinheiro de você. Você nunca sabe com quem eles acabaram de fazer sexo e isso torna impossível também fazer sexo apaixonado com eles.
Quantas vezes você ficou com tesão e decidiu pedir uma garota de programa? Então, depois de ter um encontro decepcionante, lamento totalmente gastar tanto em ganhar pouco!
Sempre que você liga para uma garota de programa, está jogando. Jogando com sua saúde e com sua experiência.
Ela será parecida com as fotos dela?
A mesma garota das fotos vai aparecer?
Ela será anti-higiênica?
Ela será hostil?
Ela vai tratá-lo com um mau atendimento ao cliente?
Eu sei o que você está pensando,Eu sei o que você está pensando,
MAS AS MENINAS DE CHAMADA SÃO MUITO MAIS SIMPLES!
Não é verdade!
Sim, uma garota de programa fica a apenas uma ligação, mas toda vez que você a vê, paga. Você paga com dinheiro suado. Pense em quanto tempo você precisa trabalhar para pagar por uma garota de programa.
10 horas?
20 horas?
Portanto, nenhuma garota de programa não está a um telefonema de distância, elas têm +10 horas de trabalho E uma ligação de distância.
Além disso, as garotas de programa não se importam com você ou precisam de você.
Depois de conhecer uma esposa realmente insatisfeita e dar a ela a atenção que lhe falta, você experimentará a diferença entre uma garota de programa e uma mulher de verdade.
Esposas insatisfeitas são gratas por encontrar um homem que possa agradá-las!
As esposas infiéis têm todos os benefícios e nenhum dos problemas das garotas de programa:
Conhecer as preferências sexuais do seu parceiro = melhores experiências sexuais
O envio de mensagens maliciosas acelera sua semana de trabalho;)
Verdadeira paixão e emoção de ambos os parceiros!
Limpo, Seguro e Legal.
Não constantemente tentando manipular você.
A verdade é que as mulheres ficam excitadas quando estão se escondendo e tendo encontros secretos. Esposas insatisfeitas querem ser suas garotas de programa pessoais, mas elas precisam de um pouco de incentivo e você precisa incentivá-las de uma maneira elegante e elegante.
Você não pode tratar mal as esposas infiéis da maneira que pode com uma garota de programa, mas elas também não o tratam mal como uma garota de programa. Eles não vão contar o relógio quando estão com você.
Se você acha que encontrar uma mulher casada sozinha é ainda mais difícil, pense novamente.
Você não pode ser um idiota e acha que atrairá uma mulher casada para ser sua garota de programa pessoal.
De fato, existem dicas e truques para encontrar um o mais facilmente possível aqui >>
Siga estas etapas simples e você encontrará uma esposa insatisfeita e fará dela sua garota de programa pessoal em menos de uma semana.
VOCÊ PRECISA SE INSCREVER NO ASHLEY MADISON SE QUER ENCONTRAR MULHERES INFELIDAS
E lembre-se de que você pode repetir essas etapas e encontrar uma nova esposa traidora sempre que quiser!
  1. Tire uma boa foto de si mesmo. Não precisa incluir seu rosto, pode ser discreto. Muitos perfis em ashley madison não têm fotos de rosto públicas (geralmente em sua galeria de fotos particular). Esta imagem pode ser do seu corpo ou você de fato bem ajustado (sem o rosto).
  2. Escolha um nome de usuário atraente! Esta é a primeira coisa que as mulheres veem depois da sua foto. Escolha algo descritivo ou divertido.
  3. Destaque sua necessidade de discrição. Isso aliviará as preocupações das mulheres sobre sua própria discrição.
  4. Crie uma mensagem de introdução bem pensada que você possa enviar para muitas mulheres.
  5. Torne sua galeria privada irresistível. É aqui que você inclui suas melhores fotos.
  6. Configure uma data discreta!
Traindo esposas vs garotas de programa Todos nós procuramos garotas de programa no google. Mas existe uma enorme lacuna entre ponderar e pesquisar na web a sua garota de programa mais próxima. Existem vários, mas eles são extremamente estigmatizados - por razões óbvias. Garotas de programa não são para todos, mas o sexo certamente é. Por isso, seria melhor encontrar uma alternativa para garotas de programa. Criamos um substituto para as garotas de programa, para aquelas que estão interessadas em saber como a alternativa funciona. Espero que minha experiência e discernimento possam lhe dar uma ou duas coisas para questionar, e talvez até abrir você para garotas dispostas a dormir com você gratuitamente! Por que você deve procurar alternativas para escoltar serviços? Se você ouvir alguém se gabar de uma escolta, precisará sentar esse homem e ter um momento de clareza. Mas deixe esse argumento de lado, posso escrever um romance inteiro para você. Deixe-me começar com algumas dicas. As acompanhantes são desassociadas Não é incomum pagar por sexo, mas é ilegal na maioria dos países e ajuda uma indústria bastante cruel a tirar vantagem de membros da sociedade desprovidos de frustração. Acompanhantes NÃO GOSTAM DE VOCÊ Este é o meu argumento número um por não dormir com acompanhantes. Eles não teriam dormido com você se você não pagasse. Eles não gostam necessariamente do sexo ou querem vê-lo ligado. Geralmente é por isso que gosto de sexo - porque me excita vê-la gostosa e gostosa quando ela olha para mim. Acompanhantes não são higiênicos Os acompanhantes dormiram com toneladas de homens. Pense em quantos homens a garota de programa que você está vendo dormiu naquele DIA! Se você vir uma garota de programa ou uma acompanhante às 20h, provavelmente já dormiu com pelo menos dois homens antes daquele dia. Imagens falsas As acompanhantes raramente aparecem em suas fotos. Você tem sorte se a mesma mulher aparecer. Você pode dizer que isso também pode acontecer em um site de namoro ou em uma sala de bate-papo para adultos, mas eu diria que a probabilidade de ser "pescada" por uma mulher em um site de namoro é menor do que por uma garota de programa. A maioria das acompanhantes encontra-se com suas imagens. Com segurança Eles afirmam ser seguros e testados todos os dias, mas você nunca pode ter certeza. Isso significa que qualquer homem que não seja estúpido usará camisinha 100% das vezes que dorme com uma garota de programa ... e todos sabemos que preservativos não são divertidos.
submitted by fobygrassman to garotas_de_programa [link] [comments]


2020.07.15 14:40 guima93 Vaginismo. Podemos falar sobre?

Olá. Homem, 26 anos. Namorei por 3 anos uma menina incrível em todos os aspectos possíveis. Quando a conheci, eu e ela eramos virgens. Com alguns meses de namoro, decidimos transar. Tentamos, uma, duas, três.... Várias vezes em ocasiões diferentes. Todas as vezes ela sentia uma dor insuportável na menor ameaça de penetração, fosse com pênis, dedo ou brinquedo. Preliminares caprichadas, muita intimidade, tentamos usar lubrificante normal e com anestésico. Nada funcionou. Descobrimos que se tratava de vaginismo. Entretanto, por ela ser muito tímida, ela sempre teve vergonha de levar esse assunto ao ginecologista. Não me entendam mal. Nós tínhamos uma vida sexual muito saudável e prazerosa com sexo oral, masturbacao mútua e outras brincadeiras. Mas é claro que sempre tivemos a dúvida sobre o sexo "convencional". Kkkkkk enfim, acho que é um assunto muito interessante pra se falar.
submitted by guima93 to sexualidade [link] [comments]


2020.07.11 07:49 espiritossuperiores O relacionamento interpessoal

O relacionamento interpessoal pode ser compreendido como uma área da psicologia e sociologia que estuda a relação de uma ou mais pessoas levando-se em consideração as suas origens, contextos culturais e localização atual dessas pessoas quando se relacionam.
Eu sendo um homossexual que se atrai exclusivamente por heterossexuais, por ser fadado ao eterno desprezo ou no máximo piedade deles, eu acabo impactos negativos nos meus relacionamentos interpessoais que me deixam em desvantagem em muitas situais, creio que os outros gays que sofram do mesmo problema irão aqui identificar os mesmos problemas que eu. Se você quiser que eu acrescente uma situação de relacionamento interpessoal aqui, deixe de forma clara a situação e o impacto que ela causa em sua vida, nos comentários abaixo.

  1. A timidez, muitas vezes estamos em um grupo onde precisamos tomar alguma atitude antes que algo pior nos aconteça, como você é gay e sente que ali ninguém tem afinidade com o tipo de vida que você tem, você acaba se fechando para não constranger aos outros e a si mesmo.
  2. Recalque: você sente muita atração por homens mas os seus colegas só sabem falar de assuntos sexuais inúmeros da farta sexualidade heterossexual deles, aí então quando você fala algo como um comentário elogiando um rapaz no meio da conversa, todo mundo fala em tom de nojo: ” iiih, que papo estranho!”, “sai fora!”, “o papo tá indo pra um lado estranho!”, enfim, todo tipo de desaprovação e ataque sutil psicológico contra você é lançado, fazendo com que você cale e se recalque no que queria falar ou expressar, consequentemente você começa ficar no grupo por obrigação e não por prazer.
  3. Ostracismo: os relacionamentos interpessoais é comum termos eventos onde unam-se pessoas para variados fins lúdicos, um exemplo disso são as festas de final de ano das empresas, nessas o constrangimento é menor pois você é obrigado a ir, agora quando os seus amigos fazem uma festa particular entre eles onde não se envolve a empresa, todos são convocados, menos você por ser diferente, por ser gay, você acaba então se sentido no ostracismo mas finge que tudo está normal com um sorriso amarelo no rosto.
  4. Desafios de carreira: todos nós na vida moderna temos uma série de cobranças de desempenho para atender, todos gerenciam isso com amortecedores psicológicos para deixar a vida menos tensa, heteros são cobrados para irem bem na faculdade, no emprego e em casa, você também, mas os heteros contam com barzinhos como porta de entrada para sexo farto, namoros em todos locais, adultérios e etc, todos remetendo à válvula de escape do sexo desvairado sempre pronto para acontece, você não, você é cobrado das mesmas coisas mas não conta com amortecedor tão forte como o sexo e a paixão correspondida, logo o seu desânimo para fazer as coisas é maior ou o desânimo dá lugar para o ódio e você fica uma pessoa que desempenha tudo com ódio descontado nos outros em suas atividades interpessoais.
  5. Inadequado: Você precisa de uma profissão mas aquela que você acha, exige uniformes ou fardas que lhe fazem se sentir um heterossexual sendo que você não é, aquela profissão lhe forja uma sexualidade que não é sua, consequentemente você acaba atraindo pessoas que não gosta e se sente um peixe fora da água, o que acaba fazendo a sua vida profissional ser tóxica ou curta.
  6. Redes sociais da depressão: você usa as redes sociais de forma intensiva mas percebe que ninguém do sexo pretendido interage com você, mesmo com a sua presença forte nessas redes, você nota que ninguém curte as suas postagens, suas fotos postadas ninguém nem comenta, deixando clara a sua falta de amizades e popularidade baixa a todos, você então se deprime pois ao se comparar com aquela sua amiga mulher repara que qualquer coisa sem valor que ela posta, tem milhares de curtidas e desejos de vida melhor para ela por parte do sexo oposto, você se sente inadequado e acaba excluindo a sua rede social.
  7. Distanciamento social: você percebe que suas brincadeiras são sempre recriminadas ou não entendidas pela maioria dos integrantes do seu grupo, você também nota que as pessoas sempre evitam ficar sozinhas com você em um lugares públicos para evitarem levar ‘má fama’ de terem um caso com você, os seus colegas falam horas e mais horas sobre assuntos que você não entende em sua frente sem constrangimento algum por você não interagir, é o caso do clássico debate futebolístico entre machos onde você fica sempre ‘sobrando’, então cada vez você começa a querer ficar longe das pessoas e romper as poucas ‘amizades’ que tem.
  8. Constrangimento em nome do grupo: hoje em dia as pessoas se sentem muito ofendidas por serem rotuladas de “anti sociais” então para evitarem essa rotulação aceitam qualquer tipo de constrangimento do ‘bom’ relacionamento em grupo ficando horas entre rapazes que ficam falando todos os tipos de coisa ruins contra homossexuais , mulheres e negros, tudo é tolerado e no fim a pessoa se sente horrível moralmente mas com o dever social cumprido.
  9. Repudio à datas comemorativas: você sabe que no meio heterossexual as pessoas usam as datas comemorativas como desculpa para obterem mais divertimentos entre amigos e aumentar as suas possibilidades sexo-afetivas, porem você sabe que quem é gay e gosta de hetero não desfruta das mesmas vantagens, sendo assim, qualquer feriado ou data comemorativa para você, lembra o seu ostracismo social, consequentemente você acaba ficando indiferente a todas elas, ate mesmo em relação a data do seu aniversário. Você não tem muito o que comemorar.
  10. Horror a barzinhos: você anda nas ruas e vê aqueles heteros lindos , sorridentes, felizes e aparentemente no cio, sempre gritando ou fazendo algo estúpido para chamar a atenção das mulheres para si e muitas vezes são as mulheres que fazem esse papel, você então fica triste pois embora aqueles homens sejam todos do tipo que você aprecia, eles são violentos e repudiam veementemente homossexuais, se você vai a bares gays, você sabe que lhe chegarão outros homens gays que não lhe causarão absolutamente nada, alem disso você corre o risco de num bar gay ser alvo de grupos radicais de extrema direita, por tudo isso você acaba evitando a vida noturna onde mora e fica 24 horas em cima de um computador com internet.
  11. Vulnerabilidade: por você sofrer todas as situações acima, numa relação interpessoal você acaba estando mais vulnerável quando precisar brigar por seus direitos ou pelo seu ponto de vista, mesmo você estando certo, você por ter um comportamento rotulado de antisocial acaba gerando antipatia gratuita nos outros e as pessoas tendem a acreditar e considerarem mais as pessoas “sociáveis” e sedutoras, veja-se o exemplo do Hitler que beijava criancinhas e seduzia os seus fãs com alguns sorrisos, ele ganhou carta branca para fazer o que fez graças também à sua sedução social, então, uma pessoa que aparentemente é antisocial ela passará uma imagem de ruim e sem credibilidade, quando uma pessoa “social” então inventar alguma mentira contra você para lhe colocar em uma encrenca, as pessoas darão mais crédito a ela do que você que é um gay “esquisito” que não se mistura com ninguém, por isso, socialmente o gay que gosta de hetero é muito vulnerável e num debate corre serio risco de ser “fuzilado” injustamente pelos colegas.
submitted by espiritossuperiores to gay [link] [comments]


2020.07.09 17:03 BatataC9 O tóxico do pãozinho de queijo

{o título tá uma merda perdão} Olá Lubixco, gatas, falecidos papelões, falecida barba, possível convidado (q n existe) e turma q está a assistir (Sou baiana ent.. fique avontade Lubitho)
Bem, hj eu vim contar uma história q aconteceu qnd eu tinha 11 anos, ela envolve, ex tóxico, melhores amigas violentas, mijo nas calças, e muito choro kkkkkkk
Enfim, vamos lá, (Detalhe importante, eu tenho um grupinho, com 3 melhores amigas, nos conhecemos desde pequenas, duas delas estudam na msm escola q eu), eu estava no 7° ano e tinha uma amiga da condução, vamos chana-la de Tatá, a Tatá era do 6° ano, e eu as vezes andava com os amigos dela, entre esses amigos, tinha um garoto q eu achava bonitinho, cmç a conversar mais com ele e percebi q ele era mt legal, dps de um tempo me aproximando, 1 ou 2 meses percebi q estava gostando dele, contei para a Tata e pedi ajuda pra saber se ele gostava de mim, uma semana se passou e ela me disse q ele gostava de mim, eu fiquei super feliz né, dps de mais um tempo conversando, eu dei um selinho nele pra ver se ele se tocava q eu gostava dele
Alguns dias dps desse selinho, ele me pediu em namoro (foi bem fofinho) eu aceitei, no cmç era incrível, ficávamos juntos no recreio sempre, apresentei ele pros meus amigos, e tals, MAAAS, dps de um tempo, ele ficou frio, grosso, n queria ficar cmg, me tratava mt mal, marcavamos de nos encontrar no recreio chegada ou saída e ele me dava bolo, dps dava uma desculpa idiota (E eu como boa trouxa q eu sou, aceitava numa boa) entre outros 5 meses se passaram e eu ainda estava com ele, no dia em q fizemos 5 meses juntos, eu escrevi várias mensagens fofas, comprei pão de queijo, e uma caixa de bombons (Pus as mensagens grudadas nos bombons) e fui pra escola
Chegando lá, ele ME IGNOROU COMPLETAMENTE, falei com ele e ele me tratou super mal, me empurrou e disse
"Pô cara me deixa em paz, n tá vendo q eu tô ocupado caralh*"
Fiquei mt chateada, sou uma pessoa sentimental e qualquer coisa eu tô chorando, segurei minhas lágrimas e fui pra minha sala, na hora do recreio fui até ele (com meu pão de queijo na mão) e nós brigamos feio, terminei com ele dizendo q não aguentava mais ser tratada daquela forma, q ele era tóxico, idiota e ridículo, ele pegou o meu pãozinho, TACOU EM MIM! e saiu, fiquei revoltada, mas ainda triste, chorei o resto do dia e pra infelicidade do sujeito, minhas amigas viram
No fim da aula, eu estava muito triste ainda, a escola tava quase vazia (minha condução chegava atrasada), eu tava em um banco da pracinha ouvindo música, qnd a Tata chega correndo e me solta "Amg, tão batendo no "Carls" vem cá!!!"
Eu fico confusa, tipo oq eu tenho a ver, mas vou com ela, ainda cabisbaixa, chegando lá, na parte de trás da escola, onde tem umas mesinhas, tá as duas meninas q eu falei no início (vamos chamar de Lu e Beh) e uma amg nossa (vamos chamar de cagada, história pra dps kkkkkk), além do menino, q tá sentado na mesinha, obrigado!
Elas cmç a bater nele, mandando ele me pedir desculpa, ele tava chorando já, elas tinham 15 e 14 anos e o garoto, 11, ele me pediu desculpa chorando, elas fizeram ele dizer "Eu sou um idiota, ridículo e pa* no [email protected]" O garoto estava tremendo de medo já, tinha gente até gravando, dps de tudo, cada uma das minhas amigas deu um soco nas costas dele e falaram pra eu dar tbm, sou contra violência ent neguei, falei q aquilo era desnecessário, n posso negar, ri um pouco mas dps pensei q elas eram mt mais velhas e já tava ficando ridículo aquilo, Lu (q é a mais velha) deu um soco nele "por mim" e dps soltaram o msm, q foi correndo pro banheiro, os amgs dele q souberam oq teve dps foram pro banheiro atrás dele e voltaram dizendo q ele tava chorando mt e q tinha SE MIJADO!!!
Sai correndo e me tranquei no banheiro, me senti muito culpada por aquilo, o garoto tinha 11 anos, msm me fzd mt mal, n acho q merecia isso
Qnd a condução chegou entrei sem olhar pras minhas amigas, sentei sozinha e fiquei ainda com aquela culpa, qnd cheguei em casa pedi mil desculpas pelas minhas amigas para o garoto pelo wpp (elas ainda me chamam de trouxa por isso), ele respondeu falando q eu era uma puta vadia dos infernos, hj estou bem, mas na época, fez eu me sentir mais culpada ainda
É isso Lubinha, espero q tenha gostado, obg por ler, desculpa se ficou MT grande e por qualquer erro de português kkkkk foi a minha primeira vez aqui, sou muito sua fã, vc é meu Youtuber preferido, amo vc, bjs menor q treixxxx
submitted by BatataC9 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.09 00:14 Suportedourado O Beijo Bugado

Olá Lucas, editores, possível "convidado", e seres que estão vendo esse post.
Bem, eu sou de Goiás, se tiver alguma gíria para os goianos pé-rachados, pode usar á vontade. Era 2019, já fazia 14 anos que eu não dei o meu primeiro beijo e eu mudei de colégio particular para público, na primeira vez que eu fui de ônibus escolar para a escola, eu me senti como o meme do Buzz Lightyear "Parece que não há sinal de vida inteligente por aqui". Mas okay, eu percebi que o ano seria divertido quando eu acabei de conseguir uma inimiga no 1° dia, vamos chamá-la de... Luna. A Luna tinha a minha idade, mas já tinha um bebê no ventre. Eu tinha certeza que eu já a considerei como inimiga... eu explico no decorrer da história. Na sala de aula, ela me ameaçou de chamar uma galera para me encher de porrada, e eu, como um ser frio e calculista (KKKKKKKKK), eu não me importei muito, eu só fiquei olhando para o quadro negro e fiquei copiando no caderno. A professora, que também era amiga da minha mãe,chamou o cara mais velho da sala (Sério, aquele cara parecia um armário de tão alto e bombado), e disse para mim, que também serviu de indireta para os outros da sala: "Se algum deles baterem em você, pode falar com o "Carls" que ele vai bater em qualquer um", e eu respondi: "beleza"... Até quando ele saiu do colégio, ninguém bateu em mim.
No dia seguinte, a Luna se encontrou comigo nas paradas do ônibus escolar e me deu um abraço, então, eu pensei "ué?", mas retribuí o abraço para não ser rude, ela me chamava de bonitinho e apertava as minhas bochechas, ela até me designou como o "chaveiro" dela... pois é, nem eu entendi no começo. Algumas semanas depois, eu já consegui alguns amigos sem fazer nada, tava tudo numa boa. Até que um dia, os meus amigos me apresentaram á uma garota, vamos chamá-la de... Varls, eles estavam falando sobre eu ser BV e estavam pedindo pra ela tirar o meu BV sem eu saber, ela me perguntou se eu gostaria de perder a minha virgindade bucal com ela, eu, sem prestar atenção, disse que sim.... E assim foi por dois dias, quando nos beijamos de língua em um canto escuro perto da parada... Eu realmente não tinha a menor ideia de como fazer isso, em momentos, eu ficava de olhos abertos, em outros, era língua morta. Mesmo que tenha sido meio bugado... até que foi gostosinho, e continuamos assim por um tempo, aí, eu acabei pedindo ela em namoro, ela aceitou e ficamos juntos por dois meses ou menos, aí, ela terminou comigo por conta dos pais dela.
submitted by Suportedourado to TurmaFeira [link] [comments]


VIREI LÉSBICA COM OUTRA MENINA NA CAMA (ELA ME BEIJOU ... O QUE ACONTECE QUANDO UMA MENOR DE IDADE ENTRA NO TINDER ... Adulto relacionando-se com adolescente VAZOU! O MELHOR APP DE RELACIONAMENTO PARA MENORES DE 18 Como e namorar com um menor de idade? DELEGADO JACOVÓS FALA SOBRE CASOS DE NAMORO ENTRE MENORES DE IDADE E ADULTOS - CANAL 38 MC Menor MR - Coração Bandido (kondzilla.com) - YouTube NAMORADA DO MC MENOR MR Meno Tody Quebrou o Braço na Bronha? Kkkkkkk 'eu namoro pelado' Namoro consentido com menor de 14 anos traz pena maior do que o estupro violento

É crime namorar menor? - Direitos Brasil

  1. VIREI LÉSBICA COM OUTRA MENINA NA CAMA (ELA ME BEIJOU ...
  2. O QUE ACONTECE QUANDO UMA MENOR DE IDADE ENTRA NO TINDER ...
  3. Adulto relacionando-se com adolescente
  4. VAZOU! O MELHOR APP DE RELACIONAMENTO PARA MENORES DE 18
  5. Como e namorar com um menor de idade?
  6. DELEGADO JACOVÓS FALA SOBRE CASOS DE NAMORO ENTRE MENORES DE IDADE E ADULTOS - CANAL 38
  7. MC Menor MR - Coração Bandido (kondzilla.com) - YouTube
  8. NAMORADA DO MC MENOR MR
  9. Meno Tody Quebrou o Braço na Bronha? Kkkkkkk 'eu namoro pelado'
  10. Namoro consentido com menor de 14 anos traz pena maior do que o estupro violento

Namoro consentido com menor de 14 anos traz pena maior do que o estupro violento ... onde a pena mínima trazida para uma pessoa maior de idade que namora consensualmente com um menor de 14 anos ... Baixe Grátis a ONEFOOTBALL para ANDROID e IOS!! Clique no Link: https://tinyurl.com/DanielBaki-04 Canal deles: https://www.youtube.com/channel/UCthHsGZrNOE9T... Acesse o Portal KondZilla https://kondzilla.com Inscreva-se no Favela Venceu by KondZilla: https://goo.gl/a7Tt6X OUÇA NOSSOS Hits: https://goo.gl/UBHQgS SHOW... 7 sinais que o namoro não vai dar certo - Pe. Chrystian Shankar - Duration: 6:53. Projeto Luz e Vida 5,401,461 views. 6:53. 6 motivos de imaturidade emocional - Sobre a Vida - Duration: 10:31. MC Menor Mr gastou mais de 5 mil na Tatuapé Conceito - Duration: 4:59. Bruno Vinicius Conceito! 189,129 views. 4:59. NAMORADA DO PAULIN DA CAPITAL - Duration: 7:26. O que acontece quando uma criança cria um perfil no Tinder? O resultado não é muito legal. SE INSCREVE AE MAN: https://www.youtube.com/channel/UCtK0DuIH2dJTj... MC Pedrinho e Meno Tody - Razante (Clipe Oficial) Prod. Caio Passos 7773 @Pedro Maia - Duration: 2:46. Pedro Maia 8,744,989 views Relacionamento sexual com menores de idade - parte 1 Filipe Sodré no Fala Manhã - Duration: 3:48. Peter Filho, Sodré, Rebouças & Sardenberg Advogados 5,982 views 3:48 VAZOU! O MELHOR APP DE RELACIONAMENTO PARA MENORES DE 18 Fale aí pessoal tudo legal Léo aqui galera hoje nesse vídeo estarei mostrando para vocês o melhor ap... DELEGADO JACOVÓS FALA SOBRE CASOS DE NAMORO ENTRE MENORES DE IDADE E ADULTOS - CANAL 38 - Duration: 2:51. RTV CANAL 38 Recommended for you. 2:51. Language: English